Arquivo mensal: agosto 2008

Não quero mais sentir isso

Padrão

Parecia que aquela era a hora,meu coração estava disparado no peito,minhas mãos suavam frio,meu braço ficou dormente,num curto espaço de tempo vi toda a minha vida passar na frente de meus olhos…

Porque será sempre me pergunto isso,não foi a primeira vez que senti isso,mas posso dizer com toda certeza que também não será a ultima,mas não quero mais sentir essa sensação,como se o fim estivesse proximo,a pior coisa do mundo é exatamente isso,essa incerteza,não sei o que pode ser,toda vez que tenho emoções muito fortes,isso acontece de novo,tenho varias teorias,depressão,estresse,angustia…

São tantas,mas realmente queria que tudo isso acabasse,que eu pudesse ter uma vida normal,as vezes acho que so eu sinto isso,mas sei que não é verdade…So quem sente pode dizer,sentir na pele esse mal-estar não é bom,se alguém tem algum rémedio por favor me diga…

Não quero mais sentir isso!!!

Instantes

Padrão

 

 

 

 

“Se eu pudesse viver minha vida novamente, a próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito: relaxaria mais. Seria mais tolo do que tenho sido e, levaria mais a sério pouquíssimas coisas.

Seria menos higiênico, correria mais riscos, faria mais viagens, contemplaria mais entardeceres, subiria mais montanhas, nadaria em rios. Iria a lugares onde nunca estive antes. Comeria mais doces e menos verduras, teria mais problemas reais, e menos problemas imaginários…

Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e prolificamente cada minuto de minha vida.
E, é claro, em meio disso, tive certos momentos de alegria.
Mas, se eu pudesse voltar atrás, trataria de ter somente bons momentos.
Pois, se não sabes, é disso que a vida é feita.
Momentos……

E não perca pôr favor, nunca o aqui e o agora. Eu era um desses que não iam a nenhuma parte, sem um termômetro, uma bolsa de água quente, um guarda-chuvas e um pára-quedas.

Se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria pôr andar descalço desde o início da primavera e seguiria assim até terminar o outono. Daria mais voltas pelas pequenas ruas, contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças, se eu tivesse outra vez a vida pela frente.

Mas perceba… tenho oitenta e cinco anos… e sei que estou morrendo.”

 

 

Jorge Luís Borges

Envelhecer

Padrão

 

 

Preste atenção nos mais velhos.
E repare como é grande a diferença entre a velhice da idade e a velhice da alma.
Temos jovens irremediavelmente velhos, e idosos com a energia de garotos.

E aqui, nesse momento, cabe a pergunta:
O que é ser velho?
Alguém pode responder:
“É ter dificuldade em se locomover, em ser dono de suas vontades, de seus horários.”
E o que é um recém-nascido senão alguém nas mesmas condições?

Envelhecer, ah…envelhecer é perder a capacidade de se apaixonar. E para se apaixonar não existe tempo, nem idade, nem regra. Apenas a alma leve e aberta, porque para sermos felizes, independente de idade cronológica, .não precisamos de grandes conquistas materiais.

Porque já temos o pôr-do-sol, as estrelas, os pássaros, o sorriso dos amigos, dos irmãos.

Vamos agradecer a Deus, por nossa vida.

Temos o dia que está começando, nossa força e determinação.

Com todos esses presentes da vida, o resto a gente constrói… pode crer, a gente constrói.

Velho Sábio

Padrão

 

 

Aprendi e Decidi

 

 

E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar…
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo que posso ter, é ter o direito de chamar a alguém de “Amigo”.
Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, “o amor é uma filosofia de vida”.
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser a minha própria tênue luz deste presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se não vai iluminar o caminho dos demais.

Naquele dia, decidi trocar tantas coisas…
Naquele dia, aprendi que os sonhos são somente para fazer-se realidade.
E desde aquele dia já não durmo para descansar…
Agora simplesmente durmo para sonhar…

Poesia

Padrão

É na solidão que percebemos o quanto nos falta amigos,por mais pessoas que apareçamem nossas vidas,jamais conseguiremos evitar a realidade dos momentos,

Distinos que se cruzam,vidas se entrelaçam…

Uma lagrima cai,para nunca mais retonar ao seu leito normal.

A solidão do corpo,da alma torna-nos cada vez mais surreais,praticamente inexistentes,

Falsos sorrisos que se estampam em nossa face,tristezas contínuas que atormentam nosso ser por completo.

De repente choramos…

 

   (autor desconhecido)

Peeling facial

Padrão

 Se assim como eu você que está visitanto esse blog,gosta de se cuidar e manter a pele sempre em dia pode conferir essa dica,dar sugestões e comentar sobre o assunto.

  Aproveite…

 

*  Peeling para retirar manchas

1 xicara(chá) de feijão branco 

1 colher(chá) de azeite de oliva

1 colher (café) de açucar refinado

*cozinhe o feijão e,em seguida bata no liquidificador.

adicione,azeite , açucar, e o café, aplique e deixe agir por 30min.

O preconceito vai acabar

Padrão

 A união de todos faria com que o preconceito acabasse,talvez isso seja útopia,mas não custa nada tentar,um mundo melhor se faria com respeito á si e ao proximo,todos viveriam em paz,e as tantas guerras inúteis que tivemos até hoje não mais fariam parte de nossas vidas,guerras talvez que travemos com nós mesmos no fundo de nossas almas…

 Podemos começar com o respeito,pequenas doses diarias,como simples palavras que se tornam magicas quando usadas:Bom dia,Por favor,Com licença…entre outras

o ser humano so vai aprender a conviver com as diferenças quando tiver respeito pelo proximo e assim aos poucos aprenderiamos a conviver com todas as raças,todos as crenças,religiões,etc…assim que nos dermos conta de que somos todos iguais,e que a cor não diferencia nimguém,e sim o caracter…Sejamos mais justos e honestos com nós mesmos…Somos todos iguais e maravilhosos em cada caracterisca individual,então quando isso entrar de uma vez por todas em nossa conciência poderemos viver sem preconceito…

   Tente,acredite Não é impossivel!!!