O Ponto G de Grafenberg

Padrão

Muito ceticismo ainda ronda tanto a existência quanto a função do ponto “G”, em inglês, G-spot ou Grafenberg spot.

Muito ceticismo ainda ronda tanto a existência quanto a função do ponto “G”, em inglês, G-spot ou Grafenberg spot. Seria o equivalente à próstata masculina, consistindo em uma região, não necessariamente um ponto, onde alojam-se as glândulas de Skene, que cercam a uretra.

Invisível aos olhos e duvidoso ao tato, situa-se logo abaixo do osso púbico, profundamente na parede anterior da vagina, entre sua abertura e o colo do útero. Na prática, é alcançado e passível de estimulação, ao se introduzir toda a extensão do dedo indicador na vagina, ou com o pênis em algumas posições sexuais favoráveis.

Cerca de metade das mulheres em quem a estimulação do ponto “G” foi tentada, relatou-o como uma área bastante sensível e, se devidamente estimulada, levariam-nas a experimentar um orgasmo bastante intenso. Outras mulheres, nada sentiram, inclusive, relataram que a estimulação despertou vontade de urinar (talvez pela proximidade com a uretra).

Ao ponto “G”, é atribuído a capacidade de induzir a uma “ejaculação feminina”, fenômeno ainda não muito bem esclarecido. O certo é que, se houver cumplicidade e anuência mútua, vale a pena pelo menos explorar mais esta forma de prazer.

Fonte:www.toquefeminino.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s