Arquivo diário: 12 junho 2009

Mapa do prazer feminino

Padrão

Um guia completo dos pontos mais sensíveis do seu corpo. Envie para seu querido ler e depois levá-la à loucura!

 

Lóbulo da orelha

Além de excitar a amada com palavras ditas ao pé do ouvido, como “seu bumbum me deixa louco” ou “não resisto à sua cintura fininha”, experimente mordiscar os lóbulos usando os dentes ou apenas os lábios – vale até dar leves puxões, pois eles ficam ainda mais sensíveis quando a mulher é estimulada sexualmente.

Couro cabeludo

Suba por trás com a ponta dos dedos, jamais as unhas, em direção às orelhas, formando um V. Repita algumas vezes, ora fazendo pressão leve, ora forte. Se quiser, siga o mesmo roteiro usando o queixo. Vai estimular terminações nervosas que são distribuídas por todo o corpo, incluindo o clitóris.

 

Nuca

Afaste o cabelo dela dando beijos leves na base da nuca e vá subindo em direção à orelha. A penugem fina que a encobre contribui para aumentar a sensibilidade. Portanto, até mesmo respirar sobre o local ou correr a ponta dos dedos suavemente vai deixá-la arrepiada e cheia de tesão.

Pálpebras

Ricas em terminações nervosas e ultra-sensíveis ao toque, são incontestáveis fontes de prazer. Deslize a língua sobre elas, distribua beijinhos, toque os cílios com seus lábios. Daí, suba para logo acima das sobrancelhas, massageando com os polegares, fazendo movimentos circulares – e sua garota vai esfriar a cabeça das preocupações para depois ferver de tanto tesão.

 

Lábio superior

Verdade que beijar na boca é o ponto de partida para deixar sua gata louca de desejo. Mas, se quiser sair do tradicional, mescle lambidas no lábio superior com mordidelas no centro dessa mesma região repleta de nervos e, portanto, extremamente sensível. Use a ponta da língua para provocar mais arrepios com leves e rápidas lambidas nos cantos da boca. Aliás, fique de olho nela. Levemente aberta, com a mandíbula relaxada, é sinal claro de excitação.

Centro das axilas

Como a pele dessa região é fina e cheia de nervos, a sensibilidade a estímulos eróticos fica maior. Ainda resta dúvida de que ela não deve ser desprezada? Para surpreender sua namorada, dê lambidas no centro da axila, de cima para baixo ou o contrário. Quer incrementar a brincadeira? Espalhe antes óleo corporal comestível.

 

Parte interna do pulso

Como esse local é mais sensível a variações de temperatura, experimente excitá-lo alternando lambidas com assopros. Outra idéia é chupar, antes de cada lambida, ora bala de canela, ora cubo de gelo, para aumentar ainda mais o excitante contraste quente-e-frio.

Ao redor dos mamilos

Toque levemente com os lábios, a língua e as mãos – experimente também apertar cuidadosamente a região, pois a pele dos seios é repleta de terminações nervosas e, por isso, muito mais sensível a estímulos eróticos. Quanto mais tempo brincar ao redor, maior será a sensação de prazer que sua amada desfrutará, quando você finalmente explorar os mamilos.

 

Umbigo

Massageie-o com movimentos de cima para baixo, se quiser aumentar a circulação nos genitais e, conseqüentemente, a excitação. Para uma performance digna de aplausos, finalize lambendo toda a pele que circunda o umbigo. Outro truque infalível: pressione com a palma da mão a região três dedos abaixo do umbigo ao mesmo tempo em que suga o clitóris. Dessa forma, a parte interna do órgão também é estimulada.

Grandes Lábios

São tããão sensíveis a carinhos com a língua! Quando finalmente tocar o botão mágico no centro deles, sua namorada não demorará a alcançar o Nirvana. Aliás, continue a atiçá-los roçando-os com a famosa série das nove: inicia com nove penetrações rasas seguidas de uma profunda. Depois, você vai subtraindo uma rasa e adicionando outra profunda… Quanto maior for o número de séries, mais trepidante será o orgasmo final.

 

Lombar

É onde a maioria das terminações nervosas das costas termina. Já pensou o prazer que ela sentirá se você deslizar aqui um minivibrador? Aumente, aos poucos, a pressão. Usar óleo de massagem para fazer movimentos circulares é outra boa pedida, pois prepara o restante do corpo para receber carícias ainda mais deliciosas. E não dispense o ossinho do cóccix: com os dedos besuntados de óleo ou lubrificante, faça círculos em torno dele, aumentando aos poucos o espaço até alcançar o bumbum.

Ponto G

O dito-cujo não é fácil de ser encontrado, mas não desista. Introduza um dedo na parte anterior da vagina e movimente-o como se estivesse chamando alguém. Sua garota não hesitará em pedir bis, se você realmente o achar. Uma ousadia a mais é pressionar a área com dois dedos (indicador e médio), enquanto suga o clitóris vagarosamente. Resultado: as sensações são ampliadas, e você agrada ainda mais.

 

Parte interna da coxa

Antes de focar o clitóris ou cair de boca lá embaixo, provoque-a acariciando a perna pelo lado de dentro, partindo do joelho em direção à virilha. Quando estiver próximo a vagina, apenas inspire sobre a região. Vai ver como ela se contorcerá de prazer.

Períneo

Mesmo tendo a fama de ser super-sensível e levando qualquer mortal às nuvens, muitas vezes esta zona erógena entre o final da vagina e o ânus é relegada ao esquecimento. Deixe as encanações de lado e peça a amada para deitar de bruços – avisando que não é sexo anal o que você está querendo! Daí, lambuze seu menino com lubrificante e deslize-o com movimentos de vaivém enquanto pressiona uma nádega contra a outra.

 

Atrás do joelho

O “Ai! Ui! Oh!” é garantido. Comece escorregando os dedos pela panturrilha e parte posterior da coxa, até chegar a esse local pouco explorado. Então, use três dedos para roçá-lo de leve. Mas, antes, certifique-se de que ela já está excitada – ou poderá sentir cócegas.

Linha onde o bumbum e a coxa se encontram

O derrière tem mais terminações nervosas do que você imagina, por isso é tão sensível a toques, tapinhas, lambidas, mordidelas. Só para variar, dê atenção à linha onde ele encontra com a coxa demarcando a linha com a língua, um acessório (como pena ou cubo de gelo), os dentes ou mesmo seu dedo lambuzado de óleo para massagem.

 

Planta do pé

Para fazê-la relaxar e entrar no clima, massageie toda a planta, especialmente a parte gordinha abaixo dos dedos (o plexo solar) como se amassasse pão, com força moderada para não provocar cócegas. Se tiver um óleo de massagem à mão, melhor ainda. Topa ousar mais? Inspire-se nos praticantes do tantrismo, que acreditam que o dedão é uma zona erógena e que sugá-lo leva algumas mulheres ao orgasmo.

 

 Fonte: http://mdemulher.abril.com.br