Arquivo diário: 22 abril 2013

Vai treinar? Nutricionistas dão dicas de alimentação

Padrão

cardápio carente de nutrientes afeta imunidade

Praticar atividades físicas é uma boa opção para perder medidas e modelar o corpo de forma saudável. Mas a alimentação de quem treina pesado precisa ser diferente do cardápio de uma pessoa sedentária?  “As atividades físicas demandam necessidades nutricionais diferentes. Há maior gasto calórico, assim como nutrientes que precisam ser repostos. Acima de tudo, é preciso equilíbrio. Se a pessoa comer somente alface e passar horas na academia ficará sem energia para executar atividades rotineiras, como trabalhar e brincar com os filhos, e também para a prática de exercícios físicos”, diz a nutricionista. A alimentação pobre afasta o corpo dos sonhos e aproxima imunidade abalada e cansaço.

Para praticantes de atividades físicas intensas, a nutricionista Maria Helena Weber, especialista em Ciências do Esporte e professora de Nutrição da Universidade Feevale (RS), recomenda pequeno aumento na ingestão de proteínas que, além de participar da formação de massa muscular, desempenham funções importantes no sistema hormonal e de defesa. “As melhores fontes de proteína são de origem animal. Ovos, peixes, carnes, leite e derivados são as mais indicadas”

Lanche para o treino deve incluir opção durante a atividade
Quem malha costuma comer algo antes e depois do exercício, mas a nutricionista Andrea Andrade explica que em certas situações é preciso repor carboidratos durante a prática da atividade física. “Quem pratica atividades intensas por mais de uma hora deve consumir bebida esportiva, gel ou frutas, como banana, para repor carboidratos no meio do treino”, orienta Andrea. Antes da atividade ela recomenda uma fatia de pão branco com geleia sem açúcar ou uma fatia de peito de peru. Após o treino ela recomenda um sanduíche de queijo branco com peito de peru ou massa leve com frango grelhado.

Ao longo do dia, Andrea orienta um cardápio equilibrado, mas sem radicalismos. “No almoço e no jantar é preciso fazer refeições equilibradas, que irão repor aquilo que foi gasto enquanto o corpo está em repouso. Um prato com arroz, feijão, carne magra, salada e legumes ou massa com molho de tomate e um filé de peixe ou carne, são boas escolhas. Quanto mais colorido o prato, melhor”

Treino pesado e alimentação carente de nutrientes afetam o sistema imunológico
Andrea Andrade explica que o sistema imunológico de quem treina pesado já costuma ser mais delicado. Para evitar problemas de saúde, como gripes repetitivas, é preciso investir na qualidade da alimentação. “Para que os exercícios físicos sejam aliados da saúde plena, reforço a necessidade de cardápios equilibrados e completos, contendo proteínas, carboidratos, vitaminas e sais minerais, além de água”, orienta a nutricionista.

A nutricionista Maria Helena Weber explica que, em geral, não há necessidade de ingerir suplementos vitamínicos para repor os nutrientes gastos no treino. Em relação aos produtos que prometem potencializar os gastos calóricos, a nutricionista explica que “são necessários estudos conclusivos para uma orientação segura, já que não conhecemos bem seus efeitos adversos”.

Anúncios

Prisão de ventre: cinco erros do dia a dia que favorecem o problema

Padrão

Aquela sensação de inchaço e de peso na região da barriga é incômoda e pode alterar até o humor de quem tem prisão de ventre. Sem perceber, é possível que você tenha atitudes cotidianas que acabam levando ao surgimento do problema.  “o estilo de vida moderno já favorece o aparecimento da prisão de ventre. Sedentarismo, alimentação inadequada, produtos industrializados de rápida absorção estão na lista das causas”.

  • 1
    Consumir fibras em excesso
     “consumir fibras ajuda bastante no funcionamento do intestino, porém o excesso de fibras também pode ser prejudicial, provocando o surgimento de gases e até a diminuição do ritmo intestinal. Existem alguns alimentos, como a maçã, que são ricos em fibras com características mais constipantes. O melhor é mesclar a ingestão de verduras, leguminosas, frutas e pães integrais”.

  • 2
    Sedentarismo
    Segundo André, “a atividade física leva a um melhor funcionamento intestinal pelo estímulo do peristaltismo (movimento) intestinal. Por isso, quem é sedentário tem maior chance de ter prisão de ventre. Os exercícios também liberam a tensão, diminuindo o estresse e a irritabilidade, que também podem provocar a prisão de ventre”.

  • 3
    Falta de rotina
    A vida corrida nos tira tempo precioso para muitas coisas, inclusive, para ir ao banheiro. “Uma pessoa que se alimenta corretamente, bebe bastante água, consome fibras e se exercita regularmente acaba criando, naturalmente, um horário do dia para evacuar. A desculpa da falta de tempo deixa de existir, a partir do momento que você cria este hábito”

  • 4
    Livros e smartphones
    Livros e smartphones no banheiro não estão proibidos. O problema é o tempo dedicado a eles. “Não os considero como distrações, o problema se instala quando você só levanta do vaso após passar de fase no jogo ou terminar o capítulo do livro. Permaneça sentado apenas o tempo necessário para evitar problemas como hemorroidas e até, mesmo, um prolapso”

  • 5
    Não beber água
    Não adianta consumir muita fibra e não hidratá-las. “Adquira o hábito de manter uma garrafa de água por perto, bebendo de 2 a 2,5l de líquidos por dia. Quem bebe menos água aumenta as chances de ter prisão de ventre”

Conheça 5 novos tratamentos para combater a gordura localizada

Padrão

manter cardápio leve e atividades físicas também é importante

O verão está chegando e com ele a busca por um corpo esbelto e livre das gordurinhas localizadas fica mais acelerada. Como nem sempre dá tempo de chegar ao resultado esperado apenas com a academia,os tratamentos estéticos e a tecnologia estão aí para dar aquela ajuda extra na hora de ficar bonita para os dias de sol.

  • 1
    Ultrashape

    Aparelho de ultrassom focal de alta potência que rompe as células adiposas e reduz as áreas de gordura localizada. O tratamento não dói e não é invasivo. “O Ultrashape é indicado para quem está no peso ideal, mas mesmo seguindo uma dieta balanceada e exercícios regularmente, não conseguem diminuir algumas áreas com depósito de gordura, como abdômen, flancos e coxas”

  • 2
    Smoothshapes
    Tecnologia que trata gordura subcutânea e celulite através da combinação dinâmica da energia da luz e do laser, com massagem suave à vácuo para estimular a atividade natural das células. O procedimento permite ainda que o colágeno (proteína que dá firmeza à pele) seja remodelado e também faz retrair as células de gordura.
  • 3
    Tripollar

    Tratamento de radiofrequência que aquece simultaneamente as camadas adiposas superficiais e profundas da pele de forma homogênea. O aquecimento aumenta o metabolismo natural da gordura e a eliminação dos ácidos graxos para fora das células. É indicado para remodelação dos contornos corporal e facial, além de suavizar a aparência de celulites e estrias.

  • 4
    Accent
    Mais um tratamento de radiofrequência que, neste caso, emite calor diretamente nas camadas profundas da pele, promovendo o aumento da produção de colágeno, proporcionando mais firmeza e deixando a pele lisa, sem o aspecto de “casca de laranja”. O método é indolor e traz resultados bem satisfatórios.
  • 5
    Terapias combinadas
    Técnica concilia Manthus (ultrassom que quebra os nódulos de celulite), corrente russa (carga elétrica que provoca contração do músculo e combate a flacidez), massagem redutora (tratamento manual que quebra os nódulos de gordura e modela o corpo) edrenagem linfática (para eliminar líquidos e toxinas). “Para este tipo de tratamento, é necessário que a paciente passe por uma avaliação para que a especialista possa montar um protocolo individualizado.