Arquivo da categoria: dicas

Lingerie: dicas para usar as peças de acordo com o tipo de corpo

Padrão

Seja para manter a mulher confortável durante o dia ou para deixá-la deslumbrante em um momento apimentado, a lingerie perde todo seu propósito se não estiver de acordo com o corpo de quem usa.

Isso porque cada corpo tem suas particularidades e o par de calcinha e sutiã errado pode acabar com o look.  pegamos algumas dicas para disfarçar imperfeições do corpo ou adequar as peças ao seu tipo de corpo. Veja abaixo:

  • Para disfarçar gordurinhas nas costas
    O modelo de sutiã mais indicado para disfarçar as gordurinhas é aquele que possui lateral e costas bem largas, de preferência com fecho triplo – e o tecido, claro, não deve ser do tipo que aperta muito. Uma peça com essas características sustenta mais e marca menos, além de dar mais conforto e maleabilidade à mulher.

    Mas a lingerie não faz todo o trabalho sozinha. Para completar o visual, é importante usar uma camisa de malha mais soltinha por cima, para que os excessos não fiquem protuberantes de forma alguma.

  • 2
    Para atenuar o culote
    O primordial para uma calcinha com esta finalidade é não apertar nem um pouco a pele. “É importante que a peça tenha um bom tamanho de circunferência, para não apertar mesmo quem for mais magra” a renda é um bom material para disfarçar o culote.

    “Alguns modelos de renda e de tule não têm elástico, o que suaviza o contato entre a lingerie e a pele. O tecido tem que ser bem macio

  • 3
    Sutiã para quem tem muito busto
    O objetivo de quem tem muito busto é sustentar os seios de forma segura. Por isso, o sutiã deve ter grande largura lateral, podendo ter aquele ferrinho que não deixa a pela enrolar e ajuda na sustentação. O modelo também pode ter uma pala abaixo dos seios e um bom elástico para segurar tudo no lugar.

    Ficam “proibidos” os enchimentos, bojo “bolha” e ferros abaixo dos seios – isso porque, se ele não for do tamanho correto, pode fazê-los sair do lugar nos movimentos. “A espuma do sutiã deve ser bem fina, para não marcar e não dar mais volume ainda

  • 4
    Sutiã para quem tem pouco busto (e quer aumentar)
    O sutiã ideal para aumentar os seios é aquele com enchimento e “bolha” na lateral. O modelo nadador push-up (que abotoa na frente) é uma ótima opção porque junta os seios, dando mais volume.
  • 5
    Calcinha para quem tem pouco bumbum (e quer aumentar)
    Quem tem pouco bumbum  pode investir no modelo fio dental duplo, que veste bem e dá volume, além de realçar as formas por causa do contorno que faz no bumbum. Calcinhas com franzidos e babados na região do bumbum também ajudam a dar um efeito de aumento.

     

Alimentos que ajudam a Engravidar

Padrão

É cada vez maior o número de casais que recorre a tratamentos médicos para realizar o sonho de ter um filho. Porém, poucas pessoas sabem que certos alimentos ajudam a manter as células reprodutoras ativas por mais tempo, aumentando as chances de concepção.

Nós, médicos, podemos apontar diversos problemas para a infertilidade, até mesmo genéticos, mas a alimentação também tem grande importância neste contexto. Estudos apontam que 15% dos homens e mulheres inférteis estão acima do peso, por isso é preciso ter mais atenção com aquilo que colocamos à mesa quando nos programamos para ter um filho.

A Sociedade de Medicina Reprodutiva Americana mostrou que 83% dos homens com infertilidade não consumiam frutas e verduras, algo em torno de menos de 5 porções por dia. Já entre os homens que comiam frutas e verduras, o número cai para 40% de inférteis. Por isso, especialistas não descartam a possibilidade do surgimento da infertilidade masculina ser causado por mudanças maléficas nos hábitos alimentares.

Na lista dos alimentos que devem ser cortados da dieta estão o álcool e o café, pois aumentam o nível do hormônio feminino prolactina, o que conseqüentemente reduz a fertilidade. O álcool, por si só, já é um grande inimigo da saúde e dificulta a fecundação por ser tóxico para os aparelhos reprodutores de ambos os sexos, além de desregular o ciclo menstrual. O café consumido em excesso (mais de uma xícara por dia) reduz pela metade a probabilidade de gravidez.

Entre as substâncias que devem ser introduzidas na alimentação estão: ácido fólico, encontrado em alimentos como espinafre e feijão; zinco, presente no germe de trigo e na carne vermelha; vitamina B6, da banana e do frango; vitamina B12, obtida na ingestão de fígado e atum enlatado; e a nossa conhecida vitamina C, encontrada na acerola e em frutas cítricas como laranja e abacaxi.

Seguindo estes pequenos passos podemos aumentar as chances de reprodução de maneira simples e natural, sem necessidade de tratamentos médicos. Além disso, é preciso pensar na saúde do bebê que chegará, por isso é fundamental as gestantes terem hábitos saudáveis, inclusive na alimentação.

Dra. Sylvana Braga é médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra com clínica no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Por uma vida mais saudável

Padrão

Em primeiro lugar, descarte qualquer doença que possa ser responsável pela sua falta de energia. Aqui vão algumas dicas para ajudá-lo a sentir-se como aquele cara simpático da propaganda da DPaschoal!

  • Durma: Durma a quantidade adequada de horas todas as noites. Embora varie de pessoa para pessoa, tente dormir pelo menos 7 ou 8 horas por noite. Além disso, dependendo de cada indivíduo, pequenos cochilos podem renová-lo ou deixá-lo ainda mais cansado. No último caso, adicione o tempo do cochilo ao sono noturno, de modo que você acorde mais descansado.
  • Pratique exercícios: Pratique atividade física regularmente, pelo menos 3 ou 4 vezes por semana, de preferência 30 minutos por dia , Se você não pratica exercícios, no começo eles fazem você sentir-se cansado. Mas o organismo se ajusta e passa a sentir-se revigorado. Procure realizar exercícios em áreas externas, não apenas para escapar um pouco do ambiente das academias, mas também para respirar ar puro e pegar um sol, que podem deixá-lo mais disposto (e tornar a atividade física mais agradável).
    • Coma: Consuma calorias suficientes de alimentos saudáveis e variados. Acrescente frutas e verduras frescas à dieta, e coma mais carboidratos complexos, responsáveis pelo fornecimento de mais energia. Procure comer poucos carboidratos simples (o açúcar encontrado em balas, por exemplo), que fornecem uma grande quantidade de energia num período curto, mas logo deixam você cansado novamente (pela hipoglicemia subseqüente).
    • Faça meditação: Uma das vantagens mais freqüentemente citadas pelos que fazem meditação é o aumento de energia. A melhor qualidade do sono e capacidade de concentração certamente contribuem. Em geral, a meditação é praticada por períodos de 10 a 20 minutos, uma ou duas vezes por dia, sendo de fácil aprendizagem. Existem vários livros e fitas que fornecem instruções sobre a meditação – você pode achá-los na maioria das livrarias, nas seções de auto-ajuda e medicina alternativa.
    • Desfrute de si mesmo!: Deixe os seus amigos e familiares saberem que você precisa de mais energia, de modo que eles possam motivá-lo a tornar-se mais ativo. O incentivo e a ajuda deles ajudarão você a seguir o seu programa de revitalização. Além disso, ficar preocupado pode deixá-lo estressado (do ponto de vista físico e mental). Em vez disso, procure fazer coisas agradáveis. Lembre-se: Não há nada que não possa ser resolvido depois de uma boa noite de sono! Divirta-se enquanto melhora a disposição física e emocional, ajudando a levantar o espírito.

    Carpe diem (aproveite cada momento)!

Dicionário Hilário da Sexualidade

Padrão

A idéia era fazer um apanhado de informações úteis, mas aí nós lembramos que sexo pra ser muuuuuito bom tem que ter sua pitada de humor. Divirta-se!

“Pratique camisinha!”

Abstinência– É quando você vive e não transa e por isso mesmo começa a questionar se realmente está vivendo ou se é só um repolho com pernas. Ok, nem dá para descolar um parceiro sexual, mas, por favor não exagera na entre safra. Faz mal à saúde.

Afrodisíaco – Aquelas coisas que a gente realmente acredita que aumentam o tesão, a excitação. A gente acredita tanto que funcionam. Sim, incluindo o rabo de camarão.

Anafrodisíaco – Exatamente o contrário do afrodisíaco. São substâncias que diminuem ou acabam com o tesão. A mais conhecida é o salitre, mas acho que ter que pagar CPMF todo mês funciona mais.

Anorgasmia – É quando você não tem orgasmo nas relações sexuais. Não se assuste e não comece a gritar que você é uma anorgásmica, porque vão achar que você foi abduzida por alguma nave mãe. É comum não ter sempre orgasmos. Aliás, não encane com isso. O termo aqui é usado quando o buraco é mais embaixo. Pode ser primária, quando a mulher nunca teve orgasmo na vida, ou secundária, quando ela já teve orgasmos e passou a não ter mais. Às vezes também pode ser chamada de situacional, ou seja: a mulher não consegue ter orgasmos apenas em algumas situações como, por exemplo, quando o fofo fica 3 dias sem tomar banho naquela excursão para Matchu Pitchu.

Anticoncepcional – O melhor amigo da mulher que quer liberar a tchetchênia à vontade, mas não quer ter pimpolhos. O mais famoso é a pílula (hormonal). Um conselho: cuidado com a Tabelinha, chamado de anticoncepcional de abstinência periódica. Tabelinha, só para futebol, e olhe lá.

Bestialidade – É uma tara medonha e refere-se a qualquer contato sexual com animais. Não, ter tara no Brad Pitt, em Tróia, não é bestialidade. Se joga!

Bissexualidade – É quando a primeira faz tcham e a segunda faz tchum… São as pessoas que sentem tesão em gente de ambos os sexos, tipo Angelina Jolie.

Cinto de castidade – Tranqueira obviamente criada por homens para, mais uma vez, sacanear as mulheres. Eram usados na Europa Medieval e colocadas no corpo das mulheres para evitar pulação de muro. Eram feitas de metal.


 

Cisvestismo – É aquela tara louca de se vestir como bebê (com fraldas) ou criancinha. Isso claro num contexto sexual. Mas também pode ser outra mania, tipo: um executivo vestir-se de vaqueiro, policial etc. Não, nada a ver com o Clube das Mulheres.

Clitóris – Criaturinha gente boa que é a alegria da mulherada.
É o principal órgão do prazer feminino, fora o cartão de crédito. Fica na parte superior dos pequenos lábios (da Tchetchênia, óbvio. Se fosse na boca talvez justificasse o fato da gente falar tanto). A palavra deriva do grego kleitorís.

Coito interrompido – Famoso “tirar fora”. É aquela lábia que a homarada passa na gente e a gente cai que nem pata: Resultado: mundo superlotado. Além do que, aquela gosminha antes da ejaculação pode conter espermatozóides vivos. Não caia nessa, caia de camisinha!

Compulsivo sexual – É uma pessoa bem mais tarada que a gente, viciada mesmo em sexo. Ela fica o dia inteiro criando situações para transar e ou se masturbar. Mesmo tendo chegado ao orgasmo, não se sente satisfeita. Quem já não se deparou com um ser desses em sessão de cinema à tarde?

Condom – Vulgo camisinha, é o envoltório utilizado sobre a anaconda do homem durante o ato sexual. A primeira evidência de sua existência foi no século XVI. OU seja: o pessoa, lá da época já era inteligente o suficiente para usar. E você?

Cópula – Não tem nada a ver com aquele diretor de cinema famoso, o Coppola. A cópula é sinônimo de ato sexual.

Cunilíngua – Não é o que você está pensando. É o sexo oral feito na mulher. Vale lembrar que, embora ninguém faça isso, camisinha também é importantíssimo no sexo oral, seja no homem ou na mulher (nesse caso, usa-se a camisinha feminina), para evitar o risco de contágio das infecções sexualmente transmissíveis.

DST – Não tem nada a ver com o Movimento dos Dildos Sem Terra. É a sigla de Doença Sexualmente Transmissível. Antigamente, falava-se: doenças venéreas. Usar camisinha é o melhor jeito de evitá-las.
Alguns exemplos de DST: Sífilis, cancro mole, candidíase, herpes simples genital, gonorréia, HPV, linfogranuloma venéreo, pediculose do púbis, hepatite B, Aids, etc. Pois é…

Ejaculação – Todo mundo confunde, mas ejaculação é ejaculação e gozo e gozo. Como a Sandy é a Sandy. E o Júnior´é o Júnior. A ejaculação – vulgo alegria dos homens – é realizada basicamente por todos os mamíferos e é quando um jato de esperma sai do pênis (quando chega ao máximo da sua estimulação), neste momento acontece à liberação dos seus espermatozóides. A ejaculação pode ou não ser acompanhado pelo orgasmo.

Ejaculação feminina – Não, ela não é categoria mito junto com o Monstro do Lago e o Elo Perdido. Ela realmente existe e já foi observada em laboratório. O certo é que a ejaculação é uma liberação de líquido associada ao orgasmo e ao prazer da mulher e, portanto, completamente saudável. Nem todas as mulheres ejaculam e mesmo a mulher que já ejaculou pode não experimentar esse tipo de liberação toda vez que atinge o orgasmo. Por isso, não se assuste se você receber um jataço. Acontece nas melhores famílias.

Ejaculação precoce – É a famosa “Ops! Mas já?”, ou a incapacidade de controlar ou adiar suficientemente a ejaculação, para que a parceira também se esbalde na relação sexual. É um problema que tira o sono de muitos homens, principalmente na adolescência. Existem técnicas que podem ajudar a retardar o processo, por exemplo, pensar em alguma outra coisa durante o sexo. Você já tentou lembrar os nomes dos 7 anões? Não falha!

Falicismo e Custicismo – Um é o culto à anaconda masculina. O outro, à tchetchênia feminina. Ambos, representados em estátuas e coisas do gênero.

Felação – Famoso “bola gato”. É o sexo oral feito no órgão sexual masculino.

Fetichismo e parcialismo – Todo mundo confunde também. Fetichismo é atração por um objeto, geralmente peça de vestuário: bota, lingerie preta etc. Já, o parcialismo é uma intensa atração sexual por uma parte isolada do corpo, tipo o pé. Nunca saiu com um cara louco para pegar no seu pé? (literalmente).

Frigidez – Palavra que inspirou a música Bete Frígida, da Blitz. Significa a incapacidade de experimentar orgasmo ou, em termos mais amplos, de experimentar qualquer espécie de prazer sexual. Muita calma nessa hora: toda mulher sabe que ter orgasmo em toda relação não é bolinho, principalmente se o cara fica de cueca e meia. Isso não é ser frígida, ok?

Glande – Famosa “cabecinha” da anaconda masculina. Para quem não sabe, o pênis é composto por: raiz, corpo e glande. A glande é recoberta pelo prepúcio, aquela pele com cara de touquinah de inverno. A não ser que o homem seja circuncizados (operação cirúrgica que remove o prepúcio).

Hímen – Membrana gente boa encontrada ao redor da abertura da vagina de algumas mulheres. Ao contrário do mito popular, a presença ou ausência do hímen não indica se uma mulher teve ou deixou de ter relações sexuais com penetração. Mas eu não entendo bem o que significa isso, já que sempre achamos o contrário.

HIV – Human lmunnedeficiency Virus, sigla que em português quer dizer – Vírus da Imunodeficiência Humana. Famosa peste do século XX. O HIV é um verdadeiro exterminador do futuro de células do sistema imunológico, deixando o organismo indefeso, sem proteção a alguns tipos de doenças. A infecção pode acontecer durante uma relação sexual anal, vaginal ou oral; uma transfusão de sangue, uso de agulhas e seringas contaminadas, feridas ou cortes em pele ou mucosas. Aqui não dá nem pra brincar, a coisa é muito séria. Use camisinha! Use camisinha! Use camisinha!

Homossexualidade – Refere-se à atração sexual por pessoas do mesmo sexo. Pode ser o “G” (gay) ou o “L” (lésbica) da famosa sigla: GLS. O “S” é de simpatizando e não de: “Só um minuto que estou pensando minha preferência…”.

Incesto – É a relação sexual ou marital entre parentes próximos ou alguma forma de restrição sexual dentro de determinada sociedade. Coisa muito divulgada em novela onde um irmão, que não sabe que é irmão, se apaixona pela irmã, mas depois descobre que não é irmã e aí acaba tudo bem.

Impotência – Situação chata mesmo que acontece com os homens quando eles estão loucas pra dar uma. É a incapacidade de obter ou de manter uma ereção. È o nome politicamente correto de “broxar”. Mulher nenhuma sabe muito o que falar quando um homem falha nessas horas, mas uma vezinha ou outra não é grave. Se você é homem, não encane! Se você é mulher, pense que não é fácil fazer com que um líquido deixe o trecão assim tão duro.

Kama Sutra – Todo mundo acha o máximo, mas ninguém sabe praticar.
O livro foi escrito no século IV, pelo sábio nobre Vatsyayana. Ele escreveu o manual para a nobreza, especificamente para os homens, embora não tenha ignorado o que faz a mulherada ver estrelas. O Kama Sutra enfatiza o amor e engloba os cinco sentidos, sentidos esses que a gente esquece completamente que existem: audição, paladar, olfato, tato e visão, além da alma e da mente. A última vez que tentei praticar foi ridículo, rolou mais kama do que sutra.

Libido– Nome chic que arrumaram para tesão.

Masturbação – O diretor de cinema Wood Allen explica bem esse verbete: “Se masturbar é fazer amor com que você mais gosta: você!”

Ménage à trois – É aquela frase que faz a gente ter uma vontade incrível de estrangular o namorado/marido com o fio do OB. Sim, amiga, é quando ele vira e diz: “Vamos transar a três? Eu, você e mais uma mulher?”.

Ninfomania – Famosa louca por sexo. Quer dizer: não louca como a gente, nesse caso é uma doença mesmo, patologia.

Onanismo – Palavra usada como sinônimo de masturbação.

Orgasmo – Normalmente é o ápice da transa, embora muita mulher considere o ápice o abraço final. É o resultado de intensa excitação das zonas erógenas ou órgãos sexuais. Se você está sozinha, não se perocupe. Chame o Nestor, o vibrador, ele vem com pilhas alcalinas 😉

Pílula do dia seguinte – A pílula do dia, vulgo Pípula do Vacilão. Vacilão porque você não tinha nada que transar sem camisinha, principalmente nos dias férteis. A função da pílula do dia seguinte impossobilita a fecundação.

Pompoarismo – Técnica para portadoras de thetchênia malhada, ou seja: vaginas que praticam musculação. A prática de exercícios com a região pélvica é um costume difundido no oriente. Além da satisfação sexual do parceiro, o pompoarismo proporciona também o bem-estar da mulher. Os exercícios previnem algumas encrencas da velhice, tais como: a incontinência urinária, o afrouxamento muscular, queda de bexiga e útero etc.

Ponto G – Não, ele não foi descoberto pelo Gianechinni e sim pelo médico alemão Dr. Ernst Gräfenberg que diz ser ele uma concentração de terminações nervosas, vasos sangüíneos e glândulas ligadas ao clitóris que se localiza em torno da uretra. O ponto é especialmente sensível à pressão e, quando estimulado, pode proporcionar orgasmos intensos.

Sadomasoquismo – Um dá, o outro recebe. O recebe e o outro dá. Nesse caso, bordoada ou algum outro tipo de coisa que cause dor. A dor aqui é associada ao prazer.

Sexo casual – Aquele lance que acontece bem na noite em que a gente vai para a balada sem se depilar ou com a calcinha bege da avó.

Sodomia– É o mesmo que sexo anal e dói do mesmo jeito.

Swing – Uma das modas do momento onde rola a troca de casais. Existem correntes que consideram o swing quando um casal adiciona um ou mais pessoas numa relação sexual. De qualquer forma a pu——- rola solta. Se você for ciumenta, fique looooonge!

Sexo tântrico – Surgido na Índia, há 5 mil anos, no sexo tântrico a graça é adiar ao máximo o orgasmo, para obter prazer prolongado, às vezes por dias, como declarou o Sting. A mulher sempre fica por cima porque é considerada uma divindade. Não, nada de divindade de terreiro de macumba. Não confunda as coisas…

Vaginismo – Não se trata de uma tchetchênia abduzida, nada disso… É
uma contração involuntária dos músculos da vagina que impede que a penetração ocorra. Isso geralmente acontece quando a mulher fica tensa demais com o ato sexual.

Vouyerismo – É o chato que fica vendo os outros transarem ou ficarem  através da fechadura ou binóculo ou coisa do gênero.

Zonas erógenas – São determinados pontos ou trechos sensíveis da pele que, ao toque, desencadeiam uma reação de excitação. Peça para o seu homem dar uma de Discovery Chanel e explorar à vontade seu corpinho.

Zoofilia – Atração sexual por animais. Creda! Abandona esse corpo em nome de Deus! 

Fases da Lua

Padrão

As fases da Lua são muito importantes porque estão relacionadas a vários fenômenos naturais e à vida aqui na Terra. Influenciam desde os movimentos das placas tectônicas, capazes de causar terremotos, até o ritmo de desenvolvimento das plantas, passando pelas variações e ciclos hormonais, o crescimento dos cabelos ou a intensidade das marés. A Lua é o astro mais próximo de nós.

Lua Nova

Os ciclos lunares têm início na Lua Nova, quando o nosso satélite não pode ser visto no Céu. Esta é uma fase da Lua propícia para você começar qualquer atividade, como diz o próprio nome, “nova”. Trata-se de um momento fértil, pedindo que você plante sementes que irão germinar e se desenvolver ao longo do ciclo lunar, que dura entre 28 e 29 dias.

 A Lua Nova é excelente para dar a partida em um projeto ou empreendimento, comprar alguma coisa importante ou começar um relacionamento ou sociedade. É um ótimo período para se dar início a uma atividade física ou curso que passará a fazer parte da sua rotina. Cortar os cabelos na Lua Nova faz com que eles cresçam mais rapidamente.

 Lua Crescente

A fase seguinte é a Crescente. Ela pede que você dê um gás naquilo que foi começado na Lua Nova, pois nos encontramos em um outro momento, que pede um investimento mais decidido e a reafirmação do compromisso iniciado na fase anterior. As coisas ficam mais claras e passam a se desenvolver mais depressa. Vale a pena dar início a um projeto novo, mas que tenha sido bem planejado, sem correria. Ações pontuais e reparos que precisem funcionar rápido fluem mais facilmente.

Se você está querendo divulgar alguma coisa, este é um período benéfico, pois o público tende a se mostrar mais receptivo. São indicadas, por exemplo, podas em plantas, que passam a crescer mais fortes e depressa, assim como os cabelos, quando cortados.

Lua Cheia

A Lua Cheia marca um período de culminância do ciclo lunar. Aponta para o auge da situação começada na Lua Nova, um verdadeiro clímax, remetendo à ideia de “transbordamento”. Não à toa, as emoções ficam mais intensas, assim como os fluxos hormonais. Os sentimentos poderão se mostrar à flor da pele.

 A fase cheia é positiva para os relacionamentos pessoais e eventos que necessitem da presença do público. Festas, por exemplo, tendem a ficar mais cheias e animadas. Você poderá se sentir mais elétrico, ansiando por movimentação e excitação. Como a temperatura está mais “quente”, é preciso atenção para não se descuidar de alguma coisa ou deixar que o sangue lhe suba à cabeça. O corte de cabelo faz com que ele cresça mais cheio e forte.

 Lua Minguante

Quando estamos na Lua Minguante, o ciclo lunar começa a se preparar para o seu fim. Pede que você comece a encerrar aquilo que iniciou na Lua Nova ou a planejar para uma nova  etapa quando a lunação seguinte chegar. Valerá a pena meditar sobre o desenvolvimento e os resultados obtidos até então, deixando para trás o que não serve mais ou não funcionou. Em suma: finalizar.

Trata-se de um momento de maior desapego, ideal para dar a alguém ou jogar fora aquilo que está no seu armário há tempos e não vem sendo utilizado. Ideal para começar regimes e dietas, pois o peso extra é algo do qual você poderá se livrar mais facilmente. Fora isso, não é bom começar nada durante a Lua Minguante. O cabelo cortado nesta fase lunar irá crescer mais fino e lentamente.

A sintonia com o ritmo da Lua é algo que sempre esteve presente em todas as culturas e sociedades humanas. Comece a perceber mais atentamente a vibração da Lua e veja o quanto uma série de coisas passa a fazer mais sentido, trazendo sensação de plenitude nas relações, nos projetos e na integração aos ambientes. Num sentido mais amplo, representa um vínculo maior com o próprio cosmo.

 

 Fonte: http://msn.bolsademulher.com/

Você ja reparou o que faz um Gato?

Padrão

Ele espreguiça, alonga e boceja. Na realidade ele está SEMPRE fazendo ginástica em intervalos regulares.

Assim, a cada hora, levante-se e tente se espreguiçar, esticando os braços, os dedos, as unhas, como o gato faz. Não esqueça de bocejar e fazer aquela esticada.

Faça a cada hora.

Você já reparou quantos litros de água bebe diariamente? E que o bebedor de
água fica longe de seu posto de trabalho e você só se lembra de tomar água
no fim do dia?

Você já reparou que ao olhar para o bebedouro, para uma garrafa d água,
você sente sede e vontade de tomar água?

(Esta é a razão dos anúncios de refrigerantes e águas, sempre, mostrarem o
produto líquido).

Coloque uma garrafa de água de plástico em sua mesa de trabalho com o seu
nome e a palavra gato no seu rótulo.

Enche-a de água toda a vez que ela estiver vazia.

Você vai perceber que ao olhar para a garrafa, sentirá sede e, beberá água,
com freqüência, proporcionando ao seu corpo uma hidratação salutar,
principalmente se o seu ambiente de trabalho for muito frio, com ar
condicionado. Ao beber desta água, lembre-se de aproveitar para fazer a
ginástica do gato.

A Ginástica do Gato não levará mais do que poucos segundos e não
atrapalhará o seu trabalho. Ao contrário, você se sentirá muito melhor ao
longo do dia, ao fim do dia e ao chegar em casa.

Você estará aumentando sua produtividade, ganhando mais para sua empresa ou
para o seu trabalho, e ainda, aumentando sua qualidade de vida. Você
sentirá os efeitos já na primeira semana. Sendo assim vamos ao miau!!!

Divulgue o miau em seu ambiente de trabalho, ao seu chefe, e não esqueça do
miau em casa, nos fins de semana…

O ideal é ter um fisioterapeuta ocupacional para ministrar exercícios
próprios, para cada tarefa, mas na sua falta, pelo menos use o miau!  

 

 Fonte: http://www.vocesabia.net

Álcool Gel Caseiro

Padrão

Facílimo de fazer!!!!

Já tem muitos lugares que não se encontra ÁLCOOL GEL.

Guarde a formula simples do álcool gel, caso tenha necessidade

2 folhas de gelatina incolor e semsabor  ( compra-se em qualquer
supermercado)
1 copo de agua quente para dissolver as 2 folhas de gelatina.
Espere esfriar.

Acrescente 12 copos de álcool de 96° graus.

Está pronto o álcool gel de 72° a 75° graus

 

Fonte:http://www.vocesabia.net/