Arquivo da categoria: você

Aquelas dicas pra levantar o astral,pensar e pensar,que sempre é bom,em qualquer momento da vida!!!

Parábola da rosa

Padrão

Um certo homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente e, antes que ela desabrochasse, ele a examinou. Ele viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou: “Como pode uma bela flor vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?”

Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa, e, antes que estivesse pronta para desabrochar, ela morreu.

Assim é com muitas pessoas. Dentro de cada alma há uma rosa: as qualidades dadas por Deus e plantadas em nós crescendo em meio aos espinhos de nossas faltas. Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas os espinhos, os defeitos.

Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir de nosso interior. Nós nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e, consequentemente, isso morre.

Nós nunca percebemos o nosso potencial. Algumas pessoas não vêem a rosa dentro delas mesmas; Alguém mais deve mostrá-la a elas.

Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas. Esta é a característica do amor — olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas.

Aceitar aquela pessoa em sua vida, enquanto reconhece a beleza em sua alma e ajuda-a a perceber que ela pode superar suas aparentes imperfeições.

Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa, Elas superarão seus próprios espinhos. Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes.

(Autor desconhecido)

10 coisas que levei anos para aprender

Padrão

01- Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.

02- Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria ‘reuniões’.

03- Há uma linha muito tênue entre “hobby” e “doença mental”.

04- As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

05- Não confunda nunca sua carreira com sua vida.

06- Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

07- A força mais destrutiva do universo é a fofoca.

08- Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.

09- Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.

10- Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca de Noé. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

Homem x mulher

Padrão

10 COISAS QUE ELAS ODEIAM NELES

A tábua do vaso levantada e a toalha molhada na cama.
A turma do santo futebol.
Tomar chá de sumiço para não precisar terminar a relação.
A total incapacidade de pedir informação quando se perdem.
Baixaria na cantada.
Quando faz pouco dela na frente dos outros.
Quando a despe com o olhar só enxergando a malvada da carne.
O olho comprido na amiga belíssima.
Não admite seus erros quando não credita na conta dela.
O monopólio do controle remoto.

10 COISAS QUE ELES ODEIAM NELAS

A falta de intimidade com os manuais de eletrodomésticos.
Confundir pileque com excitação depois de duas taças de Prosecco.
A facilidade com que mudam de idéia.
O “fico pronta num instante” que leva duas horas.
A mania de dar palpite em cada mínimo detalhe da sua vida.
O monopólio do espaço, desde o armário até a bancada do banheiro.
Querer discutir relação madrugada adentro.
A indefectível pergunta “este vestido me engorda?”, nunca esperando uma resposta sincera.
Estar sempre aquém do imaginário dela, que exige um príncipe encantado.
“Hoje não pode, estou menstruada”.

Fonte:universofeminino

Curiosidades Sobre o Sonho

Padrão

10. Cegos também sonham

Pessoas que se tornaram cegas após o nascimento podem ter sonhos com imagem. Pessoas que nasceram cegas não vêem quaisquer imagens, mas também têm sonhos vívidos envolvendo seus outros sentidos como sons, cheiro, toques e emoções. É difícil para uma pessoa que vê imaginar, mas a necessidade de sono é tão forte que o corpo é capaz de lidar com praticamente todas as situações físicas para que isso aconteça.

9. Você esquece de 90% dos seus sonhos

Depois de 5 minutos acordado, você esquece metade dos seus sonhos. O famoso poeta, Samuel Taylor Coleridge, acordou de uma manhã, depois de ter tido um sonho fantástico – pegou uma caneta e papel e começou a escrever a “visão de um sonho”, no qual tornou-se um dos mais famosos poemas ingleses: Kubla Khan. Parte do poema havia sido escrito (54 linhas para ser mais exato), quando ele foi interrompido por uma pessoa. Coleridge voltou ao seu poema, mas não podia lembrar o resto do seu sonho. O poema nunca foi concluído.

8. Todo mundo sonha

Todo ser humano sonha (exceto em casos de extrema desordem psicológica), mas homens e mulheres têm diferentes sonhos e diferentes reações físicas. Homens tendem a sonhar mais sobre outros homens, enquanto as mulheres tendem a sonhar igualmente sobre os homens e as mulheres. Além disso, tanto os homens como as mulheres relacionaram reações físicas aos seus sonhos mesmo que ele não seja sexual; os homens costumam ter ereções e as mulheres aumentam o fluxo de sangue vaginal.

7. Sonhar previne psicose

Em um recente estudo, os alunos que foram acordados no início de cada sonho, mas ainda conseguiram dormir por mais 8 horas, enfrentaram dificuldade de concentração, irritabilidade, alucinações e sinais de psicose depois de apenas 3 dias. Quando finalmente foi permitido seu sono, recuperando o tempo perdido, aumentaram consideravelmente o percentual gasto na primeira fase.

6. Nós só sonhamos com o que conhecemos

Nossos sonhos estão frequentemente cheios de rostos estranhos – você sabia que sua mente não está inventando esses rostos? – eles são rostos de pessoas reais, que você viu durante sua vida, mas pode não saber ou se lembrar. O assassino do seu último sonho pode ser o cara que abasteceu o carro de seu pai quando você ainda era criança.

Todos nós já vimos centenas de milhares de rostos durante nossas vidas, por isso, temos uma infinidade de personagens para o nosso cérebro utilizar durante nossos sonhos.

5. Nem todos os sonhos são coloridos

12% da população sonha exclusivamente em preto e branco. O restante da população sonha com todas as cores. As pessoas também tendem a ter temas comuns em sonhos, como: escola, correndo devagar / no lugar, experiências sexuais, caindo, chegando tarde demais, uma pessoa que está viva – aparecendo morta, dente caindo, voando, em um acidente de carro, etc.

Ainda não é conhecido se o impacto de um sonho relacionado à violência ou a morte é mais emocionalmente para uma pessoa que sonha em cores do que aquela que sonha em preto e branco.

4. Os sonhos não são exatamente sobre o que eles são

Os sonhos falam em uma língua profundamente simbólica. A mente, inconsciente, tenta comparar o seu sonho a algo mais, que é semelhante. Portanto, qualquer que seja o seu sonho, é provável que seja somente um símbolo.

3. Pessoas que deixam algum hábito tem sonhos mais vívidos

As pessoas que fumaram por um longo tempo, e pararam, relataram ter sonhos mais vívidos do que o normal. Além disso, de acordo com o “Jornal de Anomalias Psicológicas”, em um grupo de 293 fumantes em abstinência entre 1 e 4 semanas, 33% relataram ter pelo menos 1 sonho que estava fumando. Na maioria dos sonhos, os indivíduos eram capturados pelos próprios fumantes e sentiram fortes emoções negativas, como pânico e culpa.

2. Estímulos externos invadem nossos sonhos

Chamado “incorporação no sonho”, é a experiência que a maioria de nós temos onde um som do mundo real é ouvido e incorporado no sonho, de alguma forma.

1. Você está paralisado enquanto dorme

A chamada paralisia do sono acontece durante o sono, como forma de evitar que o corpo se mova durante os sonhos. É um fenômeno natural que ocorre todas as noites, embora seja raramente notado pela própria pessoa enquanto se dorme. Momentos antes da mente despertar, a paralisia cessa. Por isso, raramente se tem consciência da sua existência. Se, porventura, a mente despertar antes do mecanismo de paralisação ser desativado, ocorre a consciência da paralisia do sono.

Esta consciência pode ser muito perturbadora, pois o indivíduo dá por si mesmo completamente paralisado, incapaz de mover os membros. A mente ainda está a atravessar um período de transição entre o estado de sono e o estado de vigilia (ou vice-versa) e nessa altura podem surgir alucinações hipnagógicas: presença de uma pessoa, ouvir vozes ou sons, sensação de flutuação ou de se sair do próprio corpo, imagens de pessoas, visualização de objetos, sensação de ver em redor mesmo tendo os olhos fechados, etc. Tanto as alucinações como a própria paralisia são inofensivas, existindo quem aproveite esta fase para induzir sonhos lúcidos ou alucinações agradáveis, e acontecem ocasionalmente, como resultado de uma má alimentação, maus hábitos de sono, estresse, etc. Por vezes, podem indicar a existência de um outro problema maior, como, por exemplo, a narcolepsia.

Estima-se que até 60% da população mundial já tenha passado por essa experiência pelo menos uma vez na vida. Em algumas culturas, isso significava pré-disposição ao xamanismo e contato com o mundo dos espíritos.

Interessante né?

Fonte: http://www.blogadao.com

Objetos que dão paz

Padrão

Quadro de paisagem

 Nada de pendurar qualquer imagem nas paredes. Escolha figuras que dão tranquilidade. Vegetação, pôr-do-sol e quedas d’água são bem-vindos.

Vela de citronela

 A luz das velas é ótima para decorar. Velas de citronela ajudam a tornar o ambiente mais aconchegante, além de afastar os mosquitos.

Flores brancas

 Elas trazem paz a qualquer ambiente. Mantenha rosas, margaridas ou violetas brancas sempre à mostra.

Toalhas claras

 Desista dos modelos decorados e de cores fortes. As refeições devem ser tranquilas. Opte por toalhas claras e lisas.

Chaleira

 Nada melhor do que um chazinho para acalmar os nervos. Para isso, tenha sempre à mão uma chaleira charmosa.

Almofadas

 Para descarregar o estresse, você pode se jogar sobre elas ou apertá-las. O alívio é garantido.

Canela

 Ela harmoniza os ambientes. Cole pedaços de canela em pau num porta-retratos de MDF. É lindo e barato.

Cólica menstrual

Padrão

A cólica menstrual também é chamada de dismenorréia. A maioria das mulheres sente cólicas menstruais em algum período de suas vidas. Elas podem variar de leves a severas. Também podem diferir mês a mês, ano a ano. A dor sentida durante a cólica menstrual pode ser acompanhada de dor nas costas, fadiga, vômitos, diarréia e dores de cabeça. Pode ser intensificada pelo inchaço pré-menstrual ( retenção de água ).

Causas

 

Existem dois tipos de cólica menstrual – primária e secundária. A primária geralmente ocorre em mulheres que recém começaram a menstruar, e pode desaparecer ou se tornar mais leve quando a mulher atinge a idade de 23-25 anos ou quando dá à luz ( o parto estira o útero ). Acredita-se que as cólicas menstruais chamada de prostaglandinas são compostos químicos que existem naturalmente no corpo. Algumas prostaglandinas promovem a contração dos músculos do útero.

A dismenorréia ocorre com menor freqüência em mulheres que não ovulam. Por este motivo, os anticoncepcionais orais (pílulas) diminuem as cólicas em 70-80% das mulheres que o tomam. Quando o uso da pílula é interrompido, a mulher geralmente volta a ter o mesmo nível de cólica que tinha anteriormente.

A dismenorréia secundária ocorre em conseqüência de outras alterações do sistema reprodutor, como os miomas, endometriose, cistos de ovário e, raramente, câncer. O DIU ( dispositivo intra-uterino ) também pode provocar cólicas, principalmente se a mulher nunca tiver tido filhos. A exceção é o DIU que libera pequenas quantidades de progesterona dentro do útero, o que ajuda a diminuir a cólica e o fluxo de sangue durante a menstruação.

 

Perguntas a fazer

    Suas menstruações têm sido especialmente dolorosas após colocação do DIU?

    seta_sim.gif (1030 bytes) img_socorro.gif (1741 bytes)

    seta_nao.gif (1054 bytes)

       

    Você tem algum sinal de infecção, febre e saída de secreção com odor ruim da vagina? Você tem fezes enegrecidas ou com sangue?

    seta_sim.gif (1030 bytes) img_socorro.gif (1741 bytes)

    seta_nao.gif (1054 bytes)

       

    Para mulheres ainda capazes de dar à luz: Você teve uma menstruação mais abundante do que o normal ou a sua menstruação está mais de 1 semana atrasada?

    seta_sim.gif (1030 bytes) img_socorro.gif (1741 bytes)

    seta_nao.gif (1054 bytes)

       

    A dor é intensa? Você costuma ter menstruações com cólicas há anos mas agora passou a sentir cólicas mais severas?

    seta_sim.gif (1030 bytes) img_socorro.gif (1741 bytes)

    seta_nao.gif (1054 bytes)

       

    Você continua sentindo cólica, mesmo após o final da menstruação?

    seta_sim.gif (1030 bytes) img_socorro.gif (1741 bytes)

    seta_nao.gif (1054 bytes)

       

    img_autocuidado.gif (1688 bytes)

       

Dicas de autocuidado

  • Durante a menstruação, tome ibuprofeno ou naxopreno de sódio conforme orientação da bula, para diminuir a dor e inibir a liberação das prostaglandinas. O acetaminofen diminui a dor, mas não as prostaglandinas. A maioria dos medicamentos para cólica do mercado contém acetaminofen. Leia os rótulos. ( Veja “Analgésicos” em “Farmácia em Casa” ).
  • Beba uma xícara de chá comum, de camomila ou de menta, quente.
  • Coloque uma bolsa de água quente ou bolsa térmica sobre o abdome ou sobre as costas.
  • Tome um banho quente.
  • Massageie delicadamente o seu abdome.
  • Faça exercícios leves como: alongamento, yoga, caminhada ou andar de bicicleta. O exercício pode aumentar o fluxo de sangue e reduzir a dor pélvica.
  • Repouse bastante e evite situações estressantes.
  • Para controle da natalidade, considere a possibilidade de usar pílula, pois esta bloqueia a produção de prostaglandinas, ou o DIU com progesterona, que diminui a cólica menstrual.

Pergunte ao seu médico sobre a indicação e necessidade de suplementação de vitamina B6.

Se após adotar as medidas acima, você continuar sentindo dor, procure o seu médico. 

 

Fonte: http://www.lincx.com.br/

Uso absorvente de pano pelo bem do planeta

Padrão

Além de confortável e ecológico, ele funciona mesmo. Lavou, tá novo!

Um dia, minha amiga Diana me contou que um absorvente descartável leva cerca de 100 anos pra desaparecer no solo. Como se não bastasse, ele ainda libera um material cancerígeno e inflamável. 

A Diana começou a procurar alternativas para não poluir tanto o planeta e descobriu na internet que já existia um absorvente de pano no mercado. Como não o encontrou em nenhuma loja no Brasil, resolveu produzi-lo. E a ideia acabou se espalhando entre as amigas.
 
Questão de consciência 

Eu aderi de cara. Adorei a novidade ecológica. E, como a Diana foi morar nos Estados Unidos e eu já gostava mesmo de costurar, resolvi assumir o negócio. Faço absorventes íntimos pra clientes de todo o Brasil. É verdade que o lucro é modesto – mais ou menos R$ 300 por mês -, mas é porque a maioria das mulheres ainda prefere usar o descartável. Enfim, aí é uma questão de consciência. 

Eu divulgo meu trabalho com orgulho, porque acredito que a mulherada precisa mudar a mentalidade. Se quisermos preservar o nosso planeta, temos que mudar as atitudes do dia a dia. Aliás, pra fazer a diferença, o ideal é que todo mundo trocasse não só seus absorventes, como as fraldas dos filhos por aquelas feitas de pano também. O importante é produzir menos lixo, reutilizar e reciclar!

1. Antes de desconfiar da eficiência, experimente. As mulheres se surpreendem com o resultado.
 
2. O formato é parecido com o dos descartáveis. A superfície que fica em contato com o corpo é de flanela e a absorção é feita por várias camadas de tecido de algodão, que ficam no interior da peça.

3. Eles são presos na calcinha com botões fixados nas abas. 

4. Lavar é simples: basta colocar de molho em água com sabão e lavar na máquina. 

5. São necessários de 6 a 10 absorventes de pano por ciclo. Vendo por R$ 13 cada. 

6. Duram até sete anos. Quando vão ao lixo, levam só um ano pra se decompor. 

7. No fim, custam 3 vezes menos!

 

 Fonte: http://mdemulher.abril.com.br