Arquivo da tag: beijo

Luan Santana diz a Faustão que fica com fãs até durante os shows

Padrão

Luan Santana se soltou de vez durante gravação do Domingão do Faustão, que ainda não tem data para ir ao ar.

Em sua nova fase “pegador”, o menino contou a Faustão que transa com fãs o tempo todo.

Ele falou que faz isso antes, depois e algumas vezes até durante os shows…

Disse que dá umas escapadinhas no meio do show para pegar as mocinhas, acredita?

Ali na coxia mesmo. Olha que danado!!!

A plateia ficou boquiaberta com as declarações.

O cantor falou também que usa cera para depilar a barba.

Por isso ele tem aquela carinha de bebê, né?

Anúncios

Ex-BBB Serginho tasca beijos em homem durante festa

Padrão

O ex-participante do BBB 10 Serginho tascou muitos beijos em um rapaz durante a festa de lançamento de sua revista G Magazine em uma bar em São Paulo nesta quarta-feira (14). Os colegas de atração, o casal Michel e Tessália e Josi também foram cumprimentar o estudante. 

Ex-BBB, que se dizia hétero, beija de língua BBB colorido em festinha privé

Padrão

Um dos ex-integrantes do BBB 10 se atracou com outro participante do reality show. Um deles fazia parte da tribo dos coloridos. O outro não.

A aproximação física, com direito a beijo de língua e tudo, aconteceu na casa de amigos em comum.

Isso tudo aconteceu depois do show do sertanejo Luan Santana, no Clube A, em São Paulo.

Super inspirador, né…

Por falar nos ex-BBBs, eles pretendem dividir apartamento.

Mas como amigos, claro.

Ivete Sangalo estreia novo clipe da música Na Base do Beijo na web, Assista Agora!

Padrão

O videoclipe da música Na Base do Beijo, da cantora Ivete Sangalo, foi lançado nesta quarta-feira (11) na Internet.

Na produção de três minutos e 13 segundos, Ivete aparece cantando em um estúdio com seus músicos. Além disso, o vídeo é entrecortado por imagens da vida pessoal da cantora baiana.

A faixa faz parte do CD e DVD Multishow Registro Ivete Sangalo Pode Entrar e, ao lado de Cadê Dalila, Agora Eu Já Sei e Quanto ao Tempo, é a quarta música de trabalho do projeto.

A canção Na Base do Beijo foi lançada no site oficial da musa em 30 de outubro.

Jim Carrey e Rodrigo Santoro filmam vários beijos extras em filme sobre gay

Padrão

Em “I Love You, Phillip Morris”, as cenas dos personagens gays de Jim Carrey e Rodrigo Santoro foram muito intensas, segundo os diretores Glenn Ficarra e John Requa. Para não correr o risco de ofuscar a história de amor central entre Carrey e seu grande amor Phillip Morris, interpretado por Ewan McGregor, a dupla decidiu cortar alguns beijos entre os atores. Os fãs, no entanto, não ficarão sem ver as cenas quentes, elas estarão completas no DVD do filme.

Sobre o excesso de cenas gravadas, o ator Rodrigo Santoro diz que não se importou em filmar vários beijos com Jim Carrey. Os diretores da trama ressaltaram a intensidade do trabalho de Santoro, que vive um homossexual na trama baseada na história verídica de Steven Russell, um ex-oficial de polícia que escapa quatro vezes da detenção depois de se envolver em fraudes. No longa, o astro brasileiro interpreta Jimmy, o primeiro amor de Steven, vivido por Jim Carrey.

Veja o trailer legendado do filme “I Love You, Phillip Morris”: 

Explicamos o inexplicável: o que é a famosa química?

Padrão

Química. Se olhar no dicionário, não tem – pelo menos no sentido que estamos falando. A maior parte das pessoas se atrapalha ao tentar explicar o que é, mas, felizmente, já sentiu a tal da química estando na presença de alguém especial. Os sintomas mais frequentes são taquicardia, arrepio dos pelos do braço, suor, mãos geladas. É o anúncio de que o beijo vai encaixar – depois braços, pernas e o corpo inteiro debaixo dos lençóis. Entenda como funciona esse negócio de química.

 
Para começo de conversa, falamos com o psicólogo e sexólogo Job dos Reis. Ele explicou que nós, seres humanos, carregamos nos genes informações ligadas a comportamentos primitivos essenciais à preservação e melhoria de nossa espécie. “Isso explica nosso comportamento em situações quando apenas visualizamos uma pessoa e já sentimos um forte desejo, sem ter trocado sequer uma palavra com ela”, afirma Job, sinalizando que nesse momento entram em ação os feromônios. “A palavra ‘feromônio’ vem das palavras gregas ‘phéro e ‘hormôn’, que juntas significam ‘trazer excitação'”, explica o sexólogo.
 
Contudo, ter uma química boa não é determinante para começar ou terminar um relacionamento. “Como seres racionais (pensantes) não somos guiados apenas por instintos. Em algum lugar do nosso subconsciente existe um modelo de parceiro ideal para o amor”, pondera. Job ressalta que feromônios, aparência física e a idéia do que buscamos em um parceiro, aliados aos hormônios testosterona e estrogênio, são fatores importantes para definir nossos desejos: “São estas substâncias químicas que criam o desejo de experimentar o ‘amor'”.
 
Segundo Job, na fase da atração ou da paixão romântica perdemos a capacidade de pensar racionalmente. “Não somos capazes de enxergar os defeitos do outro, o idealizamos e sentimos frio na barriga e aceleramento do ritmo cardíaco. Tudo isso faz parte da nossa bioquímica, ou seja, da dopamina, norepinefrina e feniletilamina”, define o sexólogo.
 
Entenda:
Dopamina: Considerada o “elemento químico do prazer”, produz a sensação de felicidade.
 
Norepinefrina: Semelhante à adrenalina, provoca aceleração dos batimentos cardíacos coração e excitação.
Juntas, as duas substâncias provocam, entre outras coisas, hiperatividade e falta de sono. “Isso explica porque as pessoas ficam tão focadas no relacionamento e deixam de lado todo o resto”, exemplifica Job. Quando a temperatura aumenta, chega a hora do sexo. “As substâncias importantes nesta fase são a oxitocina, a vasopressina e a endorfina, que são liberadas quando fazemos sexo”, explica Job.
Oxitocina: Hormônio que está associado à habilidade de manter relacionamentos interpessoais e laços psicológicos saudáveis com outros indivíduos. “Ao ser eliminada durante o orgasmo, ela começa a criar um laço emocional: quanto mais sexo, mais forte o laço”, explica Job.
Vasopressina: Hormônio antidiurético, é outra substância associada à formação de relacionamentos duradouros e monogâmicos.
Endorfina: Garante a sensação de bem estar e segurança
 
Tais hormônios fazem com que o relacionamento dê mais um passo: você começa a enxergar os defeitos do outro – droga! “Você fica se perguntando por que ele mudou. Na verdade, ele provavelmente não mudou nada: é você que agora consegue enxergá-lo racionalmente, sem o filtro dos hormônios do amor cego e apaixonado”, ensina Job, sublinhando que, nessa fase, ou a relação se consolidou ou simplesmente termina.
 
Feromônio, dopamina, vasopressina, somos íntimas de todos eles. Sabemos dizer quando rola e quando não rola química, apenas não sabíamos a nomenclatura adequada. Quem nunca sentiu literalmente na pele as emoções do “toque mágico”? Ouvimos a opinião de ‘leigos’ na teoria e ‘mestres’ na prática:
 
“Ter química com alguém é ter atração imediata. É sentir muito tesão pela outra pessoa e o sexo nunca ficar chato. O coração bate mais rápido. Você sente a pele da mulher como se fosse a seda mais cara do mundo. O gosto do beijo é sempre muito bom. Gosto, toque, cheiro, tudo fica perfeito”, diz o jornalista Bernardo Barretto, 29.
 
“Química é quando parece que aquela peça se encaixa na sua, saca? Quando o toque é quente, dá tesão. Tem também o visual: rola química quando você olha para um homem e já fica com vontade de beijar ele inteiro”, diz a produtora de cinema Fernanda de Souza, 31.
 
“Ter química é se entender com o outro de forma primária, animal, uma ligação que se faz pelos cinco sentidos: paladar (beijo), tato (pega), olfato, audição (sensualidade da voz) e visão (atração visual). Provoca tremedeira, suor, nervosismo, tesão, agressividade”, define o professor Leonardo Magalhães, 33.
 
“Química é quando só de lembrar como foi o encontro dá um nó no estômago. E quando você vê de novo a pessoa, já quer ir logo beijando. O toque é bom e a pele fica toda arrepiada. Os beijos são intermináveis. E o cheiro da pessoa fica na sua memória por dias”, explica a funcionária pública Marli Dias, 30.
 
Colocados os pingos – e até o acento agudo – no ‘is’ da cobiçada química, o negócio é curtir tudo o que se tem direito quando ela der as caras. Além da química, o relacionamento envolve ainda uma série de emoções. “Para sua união ser prazerosa e duradoura não depende unicamente da química, mas também de você ser forte e persistente em enfrentar e suportar uma série de desafios e problemas comuns aos relacionamentos”, finaliza o psicólogo e sexólogo Job dos Reis.

28 Fatos incríveis sobre o beijo

Padrão

 

28

Beijar ajudar a relaxar e a reduzir os efeitos do estresse.

27

Durante o ato do beijo você coloca 29 músculos faciais em movimento. Em outras palavras o beijo pode ser usado como exercício eficiente para prevenir o aparecimento de rugas.

26

Um beijo romântico rápido queima entre uma e três calorias. Um beijo de boca aberta com contato de língua de curta duração pode queimar cinco calorias. Um beijo de um minuto pode gastar até 26 calorias. Isso é o dobro do gasto de uma corrida intensa, na subida.

25

Quem beija troca saliva contendo diversas substâncias como gordura, sais minerais, proteínas, etc. A troca destas substâncias pode incentivar a produção de anticorpos pela sua relação com antígenos associados a diferentes doenças.

24

Beijar ajuda a prevenir contra cáries, pois aumenta a produção de saliva que colabora na limpeza da boca.

Ejaculação precoce finalmente definida

23

Beijar apaixonadamente por 90 segundos eleva a pressão sanguínea e causa aceleramento cardíaco. Aumenta o nível de hormônios no sangue reduzindo a expectativa de vida em um minuto.

22

Estima-se que os homens que beijam suas esposas ao se despedir, antes de sair de casa, vivem cinco anos mais e ganham salários maiores do que aqueles que apenas batem a porta. Os homens da última categoria também tendem a sofrer mais acidentes de trânsito.

21

Uma pessoa comum passa 20.160 minutos (14 dias) da sua vida beijando.

20

Os esquimós, polinésios e malásios esfregam os narizes ao invés de beijar.

19

Mas ao contrário da crença popular os esquimós não apenas esfregam os narizes uns contra os outros para mostrar afeto e amor. Assim que os narizes se encontram eles abre um pouco suas bocas. Em seguida eles inspiram profundamente e solta o ar pelo narizes, com os lábios cerrados. Depois de saborear os aromas uns dos outros, os parceiros pressionam o nariz contra as bochechas uns dos outros e ficam parados nessa posição por um ou dois minutos.

Desfazendo mitos sobre o pênis

18

Os antigos romanos beijavam uns aos outros nos olhos ou na boca como cumprimento.

17

Na Rússia, o maior sinal de reconhecimento era um beijo do Czar.

16

A etiqueta vitoriana exigia que o homem se curvasse para beijar a mão das damas.

15

Nos EUA os beijos nas bochechas só são dados por pessoas íntimas e não é o cumprimento padrão como no Brasil ou na Europa.

14

Em algumas tribos africanas se presta homenagem ao chefe ao beijar o chão por onde ele passou.

13

A palavra ‘ósculo’ é sinônimo de ‘beijo’ em português. A palavra é originada do latim ‘osculum’, que significa ‘boca pequena’, ou seja, o movimento feito com os lábios no momento do beijo.

Excitação sexual varia muito entre os homens

12

O beijo mais longo durou 31 horas e foi realizado para um programa de televisão chamado “Ricki Lake” em 2002, na cidade de New Jersey.

11

Em alguns locais ou certas ocasiões beijar é crime. Nos EUA, no estado de Indiana, é ilegal que um homem de bigode “beije habitualmente seres humanos”, na cidade de Hartford, Connecticut, é ilegal que um marido beije a esposa no domingo.

10

Beijar em público não é bem visto no Japão, Taiwan, China e Coréias. Os beijos japoneses típicos são ‘beijocas’ para nós e parecem ter sido criados para censurar a ‘perda da moral’ do ocidente. Um casal japonês deve manter certa distância antes de se curvarem de ousar se curvar para encostarem os lábios por um segundo.

9

Nos tempos medievais os beijos eram levados a sério. Se um casal era pego “nos agarros” poderia ser forçado a casar.

8

Estudos indicam que 66% das pessoas mantêm os olhos fechados enquanto beija. O restante sente prazer em observar a miríade de emoções no rosto do parceiro (a).

Os segredos da atração entre os sexos

7

Uma mulher beija uma média de 80 homens antes de casar, de acordo com estatísticas estado-unidenses.

6

O prazer do beijo pode estar ligado ao fato do tato labial ser duzentas vezes mais sensível do que o tato nos dedos.

5

O beijo de língua é chamado de “união de almas” na França. Comumente os franceses são atribuidos pela invenção deste tipo de beijo.

4

‘Beijo de borboleta’ é o nome dado a uma espécie infantil de beijo onde se esfrega suavemente os cílios no nariz ou bochechas de outra pessoa, com o movimento da pálpebra.

3

Os corpos das pessoas, enquanto ocorre o beijo, produzem substâncias 200 vezes mais poderosas do que a morfina em termos de efeito narcótico. É por isso que um casal pode sentir euforia ou êxtase durante um beijo.

12 Segredos para melhores orgasmos femininos

2

Metade das pessoas tem o seu primeiro beijo amoroso antes dos 14 anos de idade.

1

Os Hershey’s Kisses têm este nome porque a máquina que os fabrica parece beijar a esteira transportadora ao depositar o chocolate.