Arquivo da tag: bolsa

Xadrez ganha a cara do verão

Padrão



. E como não podia deixar de ser, as bolsas: grandes ou pequenas estão seguindo a nova tendência.

O xadrez vai ser o hit do verão: blusas, vestidos, bermudas e sapatilhas já apresentam a nova estampa

Em Juiz de Fora, já é possível ver modelos variados nas vitrines e, principalmente, no comércio ambulante. A procura está crescendo dia após dia e as mulheres estão perdendo o preconceito contra a estampa, associada ao clima pesado das estações mais frias.

No verão 2008/2009 o xadrez vem em cores que fogem do marrom e do preto e os modelos são despojados e joviais. As maxi bolsas que conquistaram as mulheres desde 2007 não perdem espaço na moda xadrez. A estampa invade o modelo também, assim como os modelos pequenos e médios que foram sucesso na coleção outono/inverno. Ninguém fica de fora da onda xadrez.

Vendedora de uma barraca do centro da cidade, Tânia Dutra conta que, embora seja a moda da estação, o xadrez ainda encontra certa resistência. “Tem quem chegue aqui e fique na dúvida, me pergunta o que eu acho, mas acaba levando uma que combine com o seu estilo”.

Para a comerciante, esse estilo tem muito a ver com a faixa etária. “Normalmente, as mais jovens procuram os modelos maiores e os de regular. Já as senhoras, escolhem as mais discretas e menos coloridas”, diz.

O uso do xadrez precisa de discernimento e bom senso, como diz a dona de uma loja de bolsas, Cláudia da Cunha. “Tem que saber escolher bem a roupa e o xadrez que vai trabalhar. Quanto menos detalhe, menos colorido, mais fácil de combinar. Tem que dosar a roupa que vai vestir”, orienta.

Tânia acredita que o ponto alto da bolsa xadrez é o seu caráter descontraído. “A bolsa xadrez é leve, não pesa tanto no visual e pode ser usada de chinelo ou de jeans, fazendo um estilo mais despojado e à vontade”, diz. Para ela, essa bolsa vai bem com qualquer coisa, só não fica legal se for usada à noite, porque nessa ocasião, pede-se algo mais formal.

No que se refere às vendas, Tânia não tem do que reclamar. Ela vende, em média, de oito a dez bolsas por dia e ainda recebe encomendas. “Tem saído bastante esses modelos xadrez e eu acho que quando o verão chegar mesmo vai sair ainda mais porque as pessoas podem levá-la para a praia ou para a piscina para colocar as coisas básicas e ficar bonita”, acredita.

Apesar do otimismo de Tânia, Cláudia revela que em seu estabelecimento a procura ainda é bastante tímida e as tradicionais continuam sendo as mais vendidas, mas numa coisa elas concordam: quando a estação dourada chegar, não vai ter para ninguém e o xadrez vai invadir os guarda-roupas das juizforanas.

A primavera chegou semana passada, mas chegou com frio e as pessoas ainda não estão comprando muito as peças xadrez. As vitrines já estão com a moda da estação, mas ainda não está saindo muito. É preciso esperar o verão chegar mesmo para as pessoas começarem a querer usar as peças mais ousadas”, avalia Cláudia.

Fonte:acessa.com