Arquivo da tag: cotidiano

Psicologia – Conheça a massagem que age sobre seu psíquico

Padrão

Massagem Biodinâmica

É uma forma de massagem que tem por objetivo agir sobre a dimensão psíquica. Pode ser usada como agente anti-stress, como aliviadora da ansiedade e angústia, para o combate a sintomas psicossomáticos, como recurso para a vitalização de organismos debilitados. Pode também ajudar a aumentar a consciência de si mesmo, pois proporciona o contato com o corpo e seus limites, suas manifestações e desejos, as emoções que o habitam.
Quando usada num contexto de psicoterapia, ajuda na mobilização e expressão de conflitos e traumas psíquicos por meio da remoção gradual de defesas psicológicas. Pode ajudar também no manejo de situações em que o paciente encontra-se em estados regredidos, pois está dimensionada de modo a colaborar na reparação de distúrbios causados por um cuidado materno precoce insatisfatório.
Pode-se dizer que é uma massagem que procura atingir a alma, e que vai buscar este contato no corpo onde ela está encarnada. A massagem nunca é vista como uma técnica, e sim enquanto uma relação entre dois seres humanos, uma forma de conversar por meio de mãos, peles e músculos, muitas vezes a única forma de se comunicar aquilo que é indizível pela troca de palavras.

Tem como um de seus recursos inovadores o trabalho com o psicoperistaltismo, guiando-se pelos ruídos abdominais por meio de um estetoscópio colocado sobre o ventre.

Texto de Ricardo Amaral Rego
Médico e Psicoterapeuta

Atitudes simples

Padrão

 

 

 

Escolhi essa materia pq achei mto legal e uma otima pedida para a sociedade ,para pessoas que acreditam que pequenos gestos podem sim fazer toda a diferença.

“Algumas ações particulares podem mudar a cidade. Basta começar e colocá-las em prática”

 

Sempre quis escrever sobre a cidade de São Paulo, seu povo e suas inúmeras e impressionantes nuances. Assim estreio esta coluna falando de pequenas ações que, ao serem implantadas, mudam o nosso cotidiano e a paisagem de uma cidade que abriga, segundo dados da Prefeitura Municipal, aproximadamente 11 milhões de habitantes.

Adriana Irigoyen é um bom exemplo de como uma ação simples pode repercutir positivamente pela cidade. Ao perceber que muitos dos moradores de seu prédio jogavam orquídeas no lixo, quando estas perdiam a floração, ela decidiu transformar este ato de desperdício em uma ação social e embelezar a cidade. Movida por um espírito de mudança, ela começou a recolher as orquídeas do lixo e amarrará-las nos troncos das árvores que ficam no meio fio da Avenida Nove Julho, em frente ao prédio onde mora.

Sua ação solitária incentivou outros moradores e alguns vizinhos. Hoje, com o apoio da empresa de decoração Rubens Flores que lhe doa semanalmente 50 mudas de orquídeas, seu grupo ficou conhecido no bairro, como os Caçadores de Orquídeas. Segundo Adriana, sua intenção é que outros paulistanos façam o mesmo e dêem um novo colorido à cidade.

 

Inspirada nessa ação simples, o Clube Atlético Paulistano lançou uma campanha de doação de orquídeas e já amarrou mais de 400 orquídeas nas inúmeras árvores espalhadas pelo Clube.

Charlô Whately
é outro personagem paulistano que também é adepto dessa prática há anos. Quem frequenta seu bistrô, na Rua Barão de Capanema, tem o prazer de observar duas imensas árvores com mais de 100 orquídeas que florescem o ano todo, deixando a fachada de seu restaurante e a rua ainda mais coloridos. Há quem diga, que o espetáculo das orquídeas é ainda maior em frente ao prédio onde Charlô mora.

Mas estes não os únicos exemplos na cidade. Basta andar a pé pelas ruas dos Jardins ou pelo Jardim Europa que já notamos a presença de orquídeas enfeitando as árvores das calçadas e mudando a paisagem urbana.

Diante de uma atitude tão simples, mas transformadora, nosso conselho é um só: faça a diferença. Você pode.

 

FONTE:  http://onne.com.br/

Nós somos as somas das nossas opções

Padrão

A GENTE É O QUE A GENTE ESCOLHE SER,

O DESTINO POUCO TEM A VER COM ISSO.

DESDE PEQUENOS APRENDEMOS QUE, AO FAZER UMA OPÇÃO, ESTAMOS DESCARTANDO OUTRA, E DE OPÇÃO EM OPÇÃO VAMOS TECENDO ESSA TEIA QUE SE CONVENCIONOU CHAMAR “MINHA VIDA”.

NÃO É TAREFA FÁCIL. NO MOMENTO EM QUE SE ESCOLHE SER MÉDICO, SE ESTÁ ABRINDO MÃO DE SER PILOTO DE AVIÃO.

AO OPTAR PELA VIDA DE ATRIZ, SERÁ QUASE IMPOSSÍVEL CONCILIAR COM A ARQUITETURA.

SE FOR A PSICOLOGIA QUE SE ALMEJA, POUCO TEMPO SOBRARÁ PARA FAZER O CURSO DE ODONTOLOGIA.

NÃO SE PODE TER TUDO.

NO AMOR, A MESMA COISA: NAMORA-SE UM, OUTRO, E MAIS OUTRO, NUM EXCITANTE VAIVÉM DE ROMANCES.

ATÉ QUE CHEGA UM MOMENTO EM QUE É PRECISO DECIDIR ENTRE PASSAR O RESTO DA VIDA SEM COMPROMISSO FORMAL COM ALGUÉM, APENAS VIVENCIANDO AMORES E DEIXANDO-OS IR EMBORA QUANDO SE FINDAM, OU CASAR, E ATRAVÉS DO CASAMENTO FUNDAR UMA MICROEMPRESA, COM DIREITO A CASA PRÓPRIA, ORÇAMENTO DOMÉSTICO E RESPONSABILIDADES.

AS DUAS OPÇÕES TÊM SEUS PRÓS E CONTRAS:

VIVER SEM LAÇOS E VIVER COM LAÇOS.

ESCOLHA: MORAR EM LONDRES OU NUMA CHÁCARA?

TER FILHOS OU NÃO?

POSAR NUA OU RALAR ATRÁS DE UM BALCÃO?

CORRER DE KART OU ENTRAR PARA UM CONVENTO?

FUMAR E BEBER ATÉ CAIR OU VIRAR VEGETARIANO E BUDISTA?

TODAS AS ALTERNATIVAS SÃO VÁLIDAS,

MAS HÁ UM PREÇO A PAGAR POR ELAS.

QUEM DERA PUDÉSSEMOS SER UMA PESSOA DIFERENTE A CADA 6 MESES,SER CASADOS DE SEGUNDA A SEXTA E SOLTEIROS NOS FINAIS DE SEMANA,TER FILHOS QUANDO SE ESTÁ BEM-DISPOSTO E NÃO TÊ-LOS QUANDO SE ESTÁ CANSADO, VIVER DE POESIA E DORMIR EM HOTEL 5 ESTRELAS.

NO WAY.

POR ISSO É TÃO IMPORTANTE O AUTOCONHECIMENTO.

POR ISSO É NECESSÁRIO LER MUITO, OUVIR OS OUTROS, ESTAGIAR EM VÁRIAS TRIBOS,

PRESTAR ATENÇÃO AO QUE ACONTECE EM VOLTA

E NÃO CULTIVAR PRECONCEITOS.

NOSSAS ESCOLHAS NÃO PODEM SER APENAS INTUITIVAS, ELAS TÊM QUE REFLETIR O QUE A GENTE É.

LÓGICO QUE SE DEVE REAVALIAR DECISÕES

E TROCAR DE CAMINHO: NINGUÉM É O MESMO PARA SEMPRE.

MAS QUE ESSAS MUDANÇAS DE ROTA VENHAM PARA ACRESCENTAR, E NÃO PARA ANULAR A VIVÊNCIA DO CAMINHO ANTERIORMENTE PERCORRIDO.

A ESTRADA É LONGA, MAS NOSSO TEMPO É CURTO,PORTANTO, TENHA PRESSA… CORRA ATRÁS DE SEUS SONHOS, MAS NÃO SE ESQUEÇA

QUE NÃO PODES DESTRUIR O SONHO DE OUTRA PESSOA, ESCOLHA O CAMINHO DO BEM E DO CERTO, PARA NÃO SE ARREPENDER DEPOIS.

 Renata

Aprenda a usar a chapinha sem detonar os cabelos

Padrão

 

Uma ala defende que a chapinha, além de ser prática para alisar os cabelos, também deixa os fios mais brilhosos, porque quando eles esticam as cutículas se fecham e a luminosidade aparece. Outro time acha que o aparelho é o grande vilão das madeixas danificadas se usado de forma incorreta.

Um terceiro grupo, o dos cabeleireiros, decretou o fim da prancha para o look da temporada. Segundo o beauty stylist Marco Antonio di Biaggi, do salão MG Hair, o cabelo bagunçado, ou “messy”, está com tudo entre os penteados mais modernos do momento. “A tendência é que o cabelo tenha ondulação e balanço no comprimento e a raiz mais baixa”, explica. Ou seja, a piastra vai para a gaveta.

Para tirar a prova dos nove, a revista ANA MARIA reuniu o especialista em saúde do cabelo, o dermatologista Valcenir Bedin, de São Paulo, e a cabeleireira Márcia Zenólia, do Espaço Coiffeur Longevitá, do Rio de Janeiro para responder 25 questões sobre chapinha. Veja aqui todas as dúvidas.

O que diz Valcenir Bedin:

A chapinha faz mal ao cabelo?
Não, desde que você use o produto certo, para proteger os fios do calor, e não exagere na temperatura do aparelho (no máximo 190 graus).

Que produto usar antes da chapinha?
Um leave-in termoativado, com silicone ou queratina.

E após?
Use hidratantes feitos à base de óleo, para repor a água perdida.

O que prejudica mais: a chapinha ou o secador?
A chapinha. Ela leva o calor diretamente aos fios. Por isso, deve ser usada com cuidado.

Quais são os danos causados pela chapinha?
Os fios podem ficar ressecados e, em casos extremos, quebrados e até mesmo queimados.

Quantos dias por semana pode usar?
Da maneira certa, todo dia.

Pode-se usar a prancha no cabelo molhado?
Não, porque para secar o cabelo inteiro é necessário pranchar os fios muitas vezes. Assim, seus fios poderão “cozinhar”. Faça escova antes da chapinha.

O aparelho pode encostar no couro cabeludo?
Não. Mantenha distância de, no mínimo, 3 centímetros, para evitar queimaduras.

Faz mal usar no cabelo de crianças?
Sim. Nunca aplique químicas ou aparelhos agressivos ao cabelo em pessoas com menos de 14 anos de idade.

O que diz Márcia Zenólia:

Qual a vantagem da chapinha de cerâmica?
Ela mantém a temperatura estável. Por isso, não é necessário passar a prancha muitas vezes no mesmo lugar.

E a de íons?
Ela acaba com o arrepiado, fecha as cutículas e deixa o cabelo mais brilhante e macio.

Fonte:veja

Tanorexia, o bronzeado permanente

Padrão

 

Os adeptos da pele sempre bronzeada passam quase despercebidos no verão, mas acabam se destacam no inverno pelo dourado permanente no corpo. Essas pessoas nunca acham que estão suficientemente morenas, e perder uma sessão de sol ao ar livre ou de bronzeamento artificial causa ansiedade.

 Indivíduos brancos, elegantes, acostumados a usar sem complexo roupas de banho, as vítimas da tanorexia que vem do verbo em inglês “to tan”, bronzear-se são obcecadas em manter o corpo bronzeado.

 Este transtorno, cuja existência não é 100% aceita pela comunidade médica, costuma atingir homens e mulheres de entre 25 e 35 anos, mas já há muitos casos entre adolescentes de 16 a 18 anos.

 Segundo um estudo elaborado pelo Centro sobre Câncer Fox Chase com 400 estudantes da Universidade da Virgínia (Estados Unidos) e publicado no “American Journal of Health Behaviour”, 40% declararam ter começado a fazer bronzeamento artificial com apenas 17 anos.

 Os tanoréxicos ignoram as estações do ano e não se importam com o método utilizado para conseguir o objetivo. Seja tomando sol ou em máquinas de bronzeamento artificial, a obsessão é por estar sempre morenos.

 Não se sabe se são tanoréxicos, mas alguns famosos aderiram há anos à moda do eterno dourado, como é o caso da ex-Spice Girl Victoria Beckham, que inclusive já teria desmaiado em uma sessão de bronzeamento artificial.

 Sempre preocupada com a aparência, a atriz Jennifer Lopez é outra celebridade que gosta de ressaltar o dourado da pele. Na praia com o marido, Marc Anthony, ou nas máquinas de bronzeamento, a bela não perde uma chance de manter a pele morena.

O estilista italiano Valentino é outro que parece ser adepto das câmaras de bronzeamento, já que não apresenta suas coleções sem exibir a pele sempre morena.

  A apresentadora Xuxa também sempre faz questão de mostrar um tom mais moreno de pele, que garante ter adquirido de forma natural, tomando sol sempre que possível.

 O cantor mexicano Luis Miguel, curiosamente conhecido como “El Sol”, é outro que gosta de manter o bronzeado. Ele tem residências em Acapulco e Los Cabos, no México, onde toma sol, e ainda dispõe de uma máquina de bronzeamento que leva com ele em suas viagens.
Causas e conseqüências

 Segundo o estudo do Centro sobre Câncer Fox Chase, o culto ao corpo é a principal motivação para que algumas pessoas fiquem horas se bronzeando ao sol ou apelem às máquinas de bronzeamento artificial, que causam maior dependência.

 A dependência às máquinas de raios UVA é causada, segundo os pesquisadores, pela endorfina, substância gerada no cérebro que produz um efeito relaxante e faz com que o indivíduo se sinta bem.Esta obsessão pode acarretar conseqüências muito graves, como o fotoenvelhecimento prematuro ou o câncer de pele, um dos tipos de câncer mais freqüentes, que em 90 % dos 2 milhões de novos casos diagnosticados a cada ano no mundo ocorrem em conseqüência das radiações ultravioleta.

 Dos 400 estudantes da Universidade da Virgínia que participaram da pesquisa, 27% se declararam tanoréxicos e são, portanto, potenciais vítimas deste tipo de câncer. Diante desta realidade, os dermatologistas tentam ao menos insistir na importância de evitar ou controlar a exposição ao sol e usar diariamente filtro solar fator 30.

 Com o surgimento de qualquer mancha, o conselho é procurar um médico para avaliar e recomendar um tratamento específico que ajude a nutrir a pele.

Fonte:yahoonoticia

10 coisas que toda mulher precisa experimentar

Padrão

Se morresse hoje, o que você gostaria de ter feito e ainda não teve chance? Passear de balão? Viajar sozinha? Passar um dia inteiro no salão? Muitas vezes, esperamos que os outros façam com que nossos sonhos se realizem. “As mulheres, principalmente, esperam: ser satisfeitas pelo parceiro, serem notadas profissionalmente e obter reconhecimento onde quer que estejam. Elas acham que basta fazer tudo certinho, que a recompensa virá” , analisa a psicóloga Amanda Collard, que atua como life coach orientando mulheres a retomarem as rédeas de suas vidas. “Só que não é bem assim. Precisamos aprender a agir em prol da nossa própria felicidade, sendo auto-suficientes em prazer e satisfação”. (sua meta é entrar no peso? clique aqui e veja como fazer isso sem sofrimento)

A primeira regra é mostrar o que você quer, sem ficar esperando que as pessoas adivinhem. Outra dica é fazer uma lista de experiências que você quer viver e correr atrás delas. Assim, você se acostuma a ter metas que dependam, basicamente, da suas ações.
Podem ser coisas pequenas ou grandes, não importa. Com a ajuda de Amanda Collard, montamos uma lista das 10 coisas que toda mulher devia fazer, pelo menos, uma vez na vida. São experiências que vão aumentar a sua auto-estima e favorecer a sua independência. Confira! (faça nossa avaliação de beleza e use o tempo a favor da sua auto-estima)
1. Fazer uma viagem sozinha a idéia aqui não é sair em busca de um novo amor ou romance, e sim curtir um pouco a experiência de só fazer o que você quer. É tudo decisão sua: o roteiro, onde comer, que horas acordar e dormir, se quer ir badalar ou prefere ficar descansando, se vai visitar pontos turísticos ou sair para uma tarde de compras. Não importa se o destino é a poucos quilômetros ou do outro lado do oceano. Mas é importante aprender a sentir-se à vontade com a própria companhia, sem depender de um companheiro ou amiga para conseguir se divertir. , diz Amanda. (veja se você está pronta para fazer esportes radicais)
2. Ter uma deliciosa noite de sexo sem compromisso esqueça um pouco o romance, desta vez é você quem não quer o telefone dele! Se apaixonar e namorar é muito bom, mas permita-se uma noite de pura diversão, muita atração física.. e só. Não é para ficar forçando uma situação, simplesmente esqueça os preconceitos, pare de se preocupar com o que ele ou qualquer outra pessoa vai pensar a respeito e vá em frente. Vale tudo, menos esquecer a camisinha! (veja aqui os tipos de preservativos mais ousados) E nada de sentir-se culpada no dia seguinte. Leve apenas a lembrança de uma noite gostosa e sem compromissos , brinca a terapeuta.
3. Colocar suas finanças em dia a dependência financeira é como areia movediça, se você não souber como sair, cada movimento faz afundar cada vez mais. Fora a sensação desagradável de estar devendo, o medo de abrir os extratos do cartão de crédito, ver quanto está pagando de juros no cheque especial… Pois enfrente o monstro de frente. Comece descobrindo exatamente a quantas anda sua situação financeira. Coloque tudo numa planilha: quanto entra, quanto sai e quanto deve. Sabendo exatamente quanto pode gastar, comece a renegociar as dívidas.

Você vai ficar espantada de ver que as instituições recebem muito bem este tipo de negociação e conseguem oferecer ótimas propostas de parcelamento ou descontos à vista. Se for o caso, cancele seus cartões de crédito, diminua ou corte o cheque especial e dê um tempo nos gastos, mesmo os pequenos, até quitar tudo. Logo você vai notar que dá não só para guardar algum dinheiro como vale a pena aprender um pouco sobre investimentos e quem sabe faturar mais alto.

4. Aprender a cozinhar um prato exótico seja você daquelas que não gosta nem de esquentar água no fogão, seja você do tipo prendada, preparar uma refeição bem distante do seu dia-a-dia é uma experiência interessante. Se tiver um curso ao seu alcance, melhor ainda. Nessas ocasiões, as aulas vão além da receita e ensinam sobre a história do prato e do país a que ele pertence , afirma Amanda Collard. Mas você também pode fazer essa pesquisa sozinha e, depois, compartilhar tudo com os amigos, a família ou o namorado em volta da mesa. (veja aqui receitas light para todas as ocasiões)

5. Experimentar novidades na cama seja com seu marido de 15 anos de casamento, namorado que ainda não fez 3 meses de relação namoro ou o pretendente que você nem lembra o nome completo, escolha um dia para soltar suas fantasias. Muitas mulheres morrem de ciúmes dos companheiros porque sentem vontade de experimentar coisas novas, não têm coragem e ficam com medo que apareça outra mulher que esteja disposta a tentar , analisa a psicóloga.

Então deixe os temores de lado e arrisque: use fantasias, sugira uma noite a três, tente novas posições, passe na sex shop e divirta-se olhando as novidades e escolhendo um brinquedinho. Viva seu desejo, transforme-o em realidade, você só tem a ganhar. (espalhe mel pelo corpo e mantenha a jovialidade)

6. Despertar a artista em você todos temos dentro de nós um artista que vive querendo sair. Pois a ordem é liberar a criatividade. Que tipo de arte mais atrai você? Gosta de pintar, escrever, dançar, cantar, esculpir ou sair por aí com uma câmera digital e muitas idéias na cabeça?
Mesmo que nunca tenha tentado fazer qualquer uma dessas coisas, escolha aquela que mais te agrada e tente. Divirta-se comprando telas e tintas se for pintar, ou preparando um ritual para escrever, comprando uma roupa especial para dançar e por aí vai. O importante é criar um momento de conexão com seu lado artístico. Não se preocupe com a qualidade. Simplesmente faça e se divirta! , afirma Amanda.
7. Decretar um dia da beleza ou, se der, um final de semana inteiro! Neste caso não tem regra, pode escolher entre um período relaxante sozinha, para limpar o corpo e a mente, ou chamar as amigas e rir muito. , recomenda a life coach. Desmarque qualquer outro compromisso, deixe as crianças com os avós e tire o período só para cuidar de você.

Crie uma agenda da beleza de acordo com o seu orçamento: se estiver podendo, vá de SPA ou experimente um dos novos tratamentos que pipocam por aí. Se não quiser torrar tanto, marque cabeleireiro, prepare um banho de creme nos cabelos em casa mesmo, faça as unhas, deixe a depilação em dia, experimente máscaras faciais e novos tons de esmalte e maquiagem. Um banho de banheira cheio de espuma e uma massagem completam o pacote. (fique linda com a ajuda do laser)

8. Planejar seu futuro profissional na correria do dia-a-dia, os planos futuros acabam ficando sem espaço entre uma reunião urgente e as contas a pagar. Tire algumas horas para pensar no seu crescimento profissional. Primeiro analise onde você está agora. Avalie se está ganhando bem para sua formação e experiência, se o atual trabalho traz satisfação e novos desafios e se existe espaço de crescimento.

Se a resposta for não, comece a planejar seu próximo emprego. Veja também se não é o caso de se atualiza, fazer um curso, uma pós ou uma especialização. Pesquise empresas onde gostaria de trabalhar, refaça seu currículo, reinvente-se e, se preciso, procure ajuda de uma empresa de recolocação profissional , orienta Amanda Collard. Pense também onde você gostaria de estar daqui a cinco anos e faça um planejamento realista para chegar lá.

9. Descobrir uma nova atividade física a ordem é: mexa-se! Mesmo que você já freqüente a academia, experimente algo novo. Pode ser uma aula que você nunca pensou em fazer, mas que parece até interessante. Vale ainda se inscrever para uma prova ou campeonato do esporte que você já pratica. Se está há algum tempo parada, aproveite para tentar uma modalidade diferente das que já praticou.

Cogite tentar um esporte outdoor, como trekking, corrida, escalada ou surf. Se não for a sua cara, dê uma busca nas academias e veja quais as novidades e escolha: aulas de dança, boxe, localizada, spinning. Vá primeiro com o intuito de apenas experimentar, curtir o dia. Mas, se gostar, não fique pensando: matricule-se e aproveite. (veja como aliar o seu esporte favorito a uma alimentação balanceada)

10. Ser mais zen O estresse tem conseqüências terríveis, de doenças ligadas ao coração até distúrbios como depressão. Como hoje tudo é corrido e não há como fugir das pressões corriqueiras, é preciso encontrar momentos de paz e relaxamento dentro e não fora de você , sugere Amanda.

Aprender a meditar seja andando ou sentada num cantinho especial da sua casa- é uma idéia.(conheça todas as técnicas de meditação antes de escolher a sua) Mas fazer aulas de yoga ou tai-chi, por exemplo, ajuda bastante a se reequilibrar, além de trazer benefícios físicos. Até mesmo desligar o celular, ouvir música ou ler um livro por meia hora já ajudam a reencontrar nosso centro , ensina a terapeuta.

 Fonte:yahoonoticia

O que é, o que é que não é de comer mas abre o seu apetite… sexual?

Padrão

Três mocinhas elegantes deitam-se de bruços sobre cangas coloridas na areia da praia. O assunto é: afrodisíaco.

– Amendoim – diz C.

– Ovo de codorna! Ostra! – emenda J.

– Só clichê, hein? – reclama E.

Silêncio.

– Inteligência é afrodisíaco.

– Admiração…

– Um metro e oitenta!

E começam a falar ao mesmo tempo, as três mocinhas elegantes, num agudo de dar inveja a qualquer soprano.

– O proibido.

– Adoro!

– O medo de alguém entrar no quarto…

– A possibilidade de alguém estar olhando.

– Comprar uma calcinha nova.

– Sair sem calcinha.

– Depilação cavada.

– Verão!

– Inverno…

Primavera e outono não são citados.

– Sexta-feira.

– Meia-noite.

– Rodrigo Santoro.

– Fábio Assunção.

– Leonardo!

– Que Leonardo?

– Do Leandro e Leonardo.

– Jura?

E chamam outros nomes nacionais e internacionais, masculinos e femininos como Madonna, Scarlett Johansson e Woody Allen.

– Sotaque!

– Barba mal feita..

– Costas largas.

– Nariz grande.

– Tatuagem que entra por dentro da roupa.

– Melanina.

É quando começa uma animada discussão em que uma amiga elege, como melhor afrodisíaco do planeta, cheiro de sabonete – também conhecido como “Acabou-de-sair-do-banho”. Inconformada, outra defende que bom mesmo é cheiro de corpo – também conhecido como “Cecê” – e diz que isso, sim, minha nega, dá o maior tesão.

– Uma taça de vinho.

– Três…

– Cerveja gelada.

– Cachaça.

– Champanhe com morango.

– Chantilly.

– Brigadeiro na colher.

– Emagrecer.

E riem, e viram-se nas cangas em dominó, encolhem as barrigas e trocam elogios, sem acreditar no que dizem – só no que ouvem.

– Sexo!

– Concordo: quanto mais se faz, mais se quer fazer.

– Falar sobre sexo!

– Falando nisso… – diz J.

– Vamos embora? – propõe E.

– Eu te amo! – declara C.

Jacaré e Elefante calam-se e voltam-se para Cobra:

– A gente também te ama – dizem em uníssono.

– Não é isso! “Eu te amo”, falar “Eu te amo” me excita. Ouvir, mais ainda.

É quando resmungamos nossa má sorte e levantamos para um mergulho na água gelada do mar da primavera.