Arquivo da tag: estudante

Estudante Geisy aceita desfilar no carnaval do Rio

Padrão

Depois de ser hostilizada por colegas por usar um vestido muito curto durante uma aula na Uniban, Geisy Arruda, de 20 anos, promete criar ainda mais polêmica. A estudante de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, acaba de aceitar o convite da escola de samba do Rio, Porto da Pedra, para fazer sua estreia na Marquês de Sapucaí.
 
A agremiação tem como enredo a história da moda, da indumentária e a intenção de provar que é possível usar pouca roupa sem ser vulgar. Para o presidente da escola, Uberlan de Oliveira, Geisy é a cara do enredo da vermelha-e-branca de São Gonçalo, região metropolitana do Rio.
 
“Você pode até não gostar, mas não se pode julgar uma pessoa pelo que ela está vestindo. Ela enfrentou todo esse preconceito e a minissaia faz parte do contexto porque é a moda tipicamente brasileira.”
 
Segundo a assessoria da escola, a estudante virá com pouca roupa e vai entrar na ala mais politilizada do desfile, mostrando que o Brasil não é apenas um polo copiador de moda. Ao R7, Geisy disse estar realizando o sonho da sua vida.
 
“Sempre quis participar, mas nunca tive grana nem para assistir das arquibancadas. Agora não serei uma mera espectadora, mal posso acreditar.”

Geisy cria confusão entre Luciana Gimenez e Sonia Abrão

Padrão

O assédio em cima da polêmica estudante tem sido tanto, que Geisy foi pivô até de uma briga interna na Rede TV!.

Ela foi mostrar o cabelo novo no Superpop, de Luciana Gimenez, irritando a equipe do programa de Sonia Abrão.

E acabou sobrando para o cabeleireiro Julinho do Carmo, que fez a transformação no visual da menina sem avisar a produção da Sonia. Acabou demitido, depois de trabalhar no programa durante anos.

Por outro lado, a estudante do vestido curto está tão requisitada, que já manda dizer que não tem tempo para dar entrevistas nem ir a programas de TV.

“Quem quiser terá de esperar. A agenda dela está lotada”, diz seu advogado.

Universitária Geysi Arruda estreia como atriz da Rede Globo

Padrão

Se, na universidade, Geysi Arruda não agradou muito, parece que a loura acertou em cheio no ramo do entretenimento. A universitária, que foi hostilizada por colegas da Uniban por usar um vestido muito curto, gravou nesta segunda-feira, 16, uma participação especial no programa “Casseta e Planeta Urgente”, da Rede Globo.

Geisy usou o mesmo vestido rosa responsável da polêmica e nos bastidores foi tietada pelas apresentadoras Fiorella Matheis e Giovanna Tominaga.

Universitária Geisy faz transformação e está na mira da TV

Padrão

Além de programas de TV (como o Esquadrão da Moda, do SBT), revistas masculinas e jornais, a estudante está na mira também de clínicas de estética, lojas de lingerie, cabeleireiros.

Julinho do Carmo foi mais rápido. O cabeleireiro fez uma transformação na moça, como você pode ver nas fotos acima. Tintura e alongamento de 70 cm, com cabelo natural vindo da Alemanha, segundo ele, deixaram Geisy beeeem diferente.

Sobre o figurino, não sei dizer qual seria o motivo de quererem mudar o visual da estudante da Uniban, afinal muitos marmanjos de plantão adoraram o jeito que ela se veste, de acordo com vários comentários deste blog, mas a produção do Esquadrão da Moda está atrás da menina.

A advogada de Geisy Arruda conta que realmente a loira soube do interesse do SBT, mas que ainda ninguém a procurou para fazer um convite formal. O Esquadrão da Moda, recentemente, mudou o visual duvidoso da cantora Stefhany, que inicialmente deu piti, mas depois acabou aceitando o novo figurino.

Sobre o possível assédio de revistas masculinas, a advogada afirma que não houve convites e, mesmo que haja, Geisy não pensa nisso no momento. “O nosso objetivo agora é fazê-la voltar a estudar”. A Sexy já avisou que vai convidá-la. A Playboy não negou interesse. Geisy quase foi expulsa da Uniban por aparecer de vestido curto.

 

 Fonte: http://www.folhavitoria.com.br/

Revista “Playboy” quer Geisy Arruda e Alinne Moraes na capa

Padrão

O diretor de redação da revista “Playboy”, Edson Aran, pretende estampar a capa da publicação masculina com a atriz Alinne Moraes e a estudante Geisy Arruda.

Segundo Aran, “para sair na `Playboy´ a mulher precisa ser gostosa e ter notoriedade”, disse o diretor. Geisy, que virou notícia depois de usar um microvestido na faculdade, também está nos planos da revista “Sexy”. Já Alinne Moraes é um sonho antigo da “Playboy”. “Paqueramos ela faz tempo”, conta Edson. 

 

 Fonte: http://www.folhavitoria.com.br

MORRE ELOÁ – Médicos confirmam morte cerebral

Padrão
A jovem Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, que foi mantida refém durante mais de 100 horas pelo ex-namorado em Santo André, no ABC, teve morte cerebral confirmada às 23h30 deste sábado (18), segundo informou o secretário de Saúde do município, Homero Nepomuceno Duarte.

Ainda no sábado, a neurocirurgiã Grace Mayre Lydia havia previsto que a menina “neurologicamente, nunca sairia dessa situação”. Apesar disso, ela informou que a jovem “tinha sinais vitais e o coração batia”. A médica disse que Eloá estava em estado gravíssimo e seguia em coma.

A família de Eloá foi informada sobre a morte cerebral da jovem logo após o diagnóstico.

Segundo a diretora do Centro Hospitalar de Santo André, Rosa Maria Aguiar, a mãe, os irmãos e outros familiares da adolescente se encontram no hospital. O pai da menina não estava no local por volta de 1h10 (já no horário de verão). “A família está sendo atendida por psicólogos do hospital, está sendo apoiada”, afirmou a médica.

De acordo com Segundo Rosa, os familiares da estudante sempre tiveram fé em sua melhora. “Todo o tempo, a família tinha fé de que ela ia sair do coma. Todo mundo desabou (com a notícia)”, afirmou. Perguntada sobre como se sentia diante do diagnóstico, a médica respondeu emocionada: “é frustrante”.

Após a divulgação da morte cerebral de Eloá, um grupo de pessoas se reuniu em frente ao hospital e fez orações pela adolescente.

Bateria de exames

A confirmação da morte cerebral de Eloá foi feita a partir de uma série de exames, que foram repetidos com um intervalo de seis horas neste sábado. Entre eles, exames laboratoriais, para analisar a dosagem de gases diluídos no sangue da paciente, exames de reflexos neurológicos e motores, e um último, “que constatou a ausência de fluxo sanguíneo pelas artérias cerebrais”, explicou Nepomoceno. “Juntos, realizados em períodos diferentes, e com o mesmo diagnóstico eles confirmam a morte cerebral”.

 

Sevido à ausência do pai, a junta médica ainda aguarda uma posição sobre uma possível doação de órgãos. “Vamos aguardar a posição deles sobre a doação. Como ela é menor de idade, precisa da autorização do pai e da mãe”, explicou o secretário municipal de Saúde da cidade, Homero Nepomuceno. “Não podemos propor a doação antes da certeza da morte cerebral. Seria uma temeridade, com ela claramente ainda viva”, ressaltou.

“Caso seja favorável, será feito o protocolo com a central de transplantes que já está aqui”, explicou Nepomuceno. Caso a família opte por não fazer a doação, a jovem continuará ligada aos aparelhos até que haja um desfecho natural. “A legislação do Brasil não permite a eutanásia. Se não doar os órgãos, não pode desligar os aparelhos”, disse o secretário.

Nepomuceno ressaltou que o tempo até que ocorra esse desfecho é indeterminado. “É uma questão delicada. Ela é uma paciente jovem, os órgãos estão em perfeito funcionamento, é difícil de ser avaliado. Pode durar semanas, ou mais”. Ainda de acordo com o secretário, caso haja a doação é possível que a maior parte dos órgãos possa ser aproveitada. “Isso não deve ser encarado pela família como algo oportunista, e sim como um ato de solidariedade”.

Nayara

Segundo os médicos, Nayara Silva, 15 anos, amiga de Eloá que também foi baleada, segue estável e sem alterações no estado de saúde. A jovem, entretanto, não sabe do estado de Eloá. “Ela não deve saber ainda hoje (madrugada deste domingo, 19). Ela está sendo poupada de qualquer informação que não seja sobre seu próprio estado”, afirmou o secretário de Saúde da cidade.

Os médicos disseram à tarde que Nayara Silva “apresenta melhora progressiva”. Ela foi atingida na boca e passou por uma cirurgia na noite de sexta-feira (17). De acordo com a equipe médica, o estado de saúde dela é estável e a jovem está bem fisicamente. O edema não progrediu além do esperado.

Desfecho trágico

As duas adolescentes ficaram feridas no desfecho de um seqüestro que durou mais de 100 horas. Na segunda-feira (13), por volta das 13h30, motivado por ciúmes, Lindemberg Alves, de 22 anos, antes considerado calmo pelos amigos, invadiu o apartamento da ex-namorada e chegou a manter quatro reféns.

No mesmo dia, ele libertou dois adolescentes que estavam no local para realizar um trabalho escolar de geografia. No dia seguinte, libertou a amiga da ex-namorada, Nayara. Entretanto, como parte das estratégias de negociação, ela voltou ao apartamento na manhã de quinta-feira (16).

O jovem chegou a falar em entrevistas que iria libertar também a ex-namorada, mas as negociações não avançaram. Um promotor de Justiça esteve na sexta-feira no local com um documento que dava garantia de que o seqüestrador não seria ferido ao se entregar. O advogado do rapaz disse que essa era uma de suas exigências, e havia expectativa de que ele se entregasse no começo da noite.

Quando a polícia organizava uma coletiva de imprensa para falar sobre as negociações foi ouvido um estrondo. Às 18h08, a PM afirma que policiais que estavam em um apartamento ao lado do cativeiro ouviram um tiro disparado pelo seqüestrador.

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) explodiu a porta e deteve Lindemberg. A adolescente Nayara deixou o apartamento andando, enquanto Eloá, carregada, foi levada inconsciente para o hospital. O seqüestrador, sem ferimentos, foi levado para a delegacia e, depois, para a cadeia pública da cidade.

Fonte:tudoagora