Arquivo da tag: feminina

Guia do blush: veja dicas para usar o produto de acordo com seu rosto

Padrão

O blush é parte imprescindível do processo de maquiagem. É ele que vai dar cor às maçãs do rosto e um aspecto mais saudável ao visual. Mas você sabe a maneira mais adequada de utilizá-lo? Para cada variação de rosto e pele há uma forma mais indicada de passar o blush.  Veja abaixo as dicas do maquiador Maurício Nazário e experimente!

Aprenda a aplicar o blush de acordo com o formato do rosto
Aprenda a aplicar o blush de acordo com a cor da pele
Aprenda a aplicar o blush de acordo com a cor do cabelo
Como aplicar o iluminador: sempre acima das maçãs do rosto

Pincéis e diferentes texturas do blush: saiba o momento certo de usar cada tipo

Veja mais dicas do maquiador Maurício Nazário para usar o blush:

– Se você não está fazendo nenhum trabalho conceitual, só carregue no blush à noite – em festas, por exemplo. Evite o tom forte durante dia. O princípio básico da maquiagem é “olho tudo, boca nada; boca tudo, olho nada”. A mesma coisa vale para o blush. Só uma referência deve chamar atenção no rosto: ou a pele, ou a boca ou os olhos.

– Depois de aplicar o blush, com o pincel ainda sujo, tonalize o rosto passando um pouquinho no nariz, no queixo, nas têmporas e na testa. Tome muito cuidado pra não criar mais cor.

– A maquiagem ideal é aquela que faz você se sentir bem. Assuma seu estilo, use o que gosta. Algumas técnicas podem ajudar, mas nada impede que uma pessoa de pele amarelada use um blush pêssego ou alaranjado, por exemplo. Se a pessoa se sente bem, deve usar!

Tudo sobre pílula anticoncepcional!

Padrão
O objetivo deste post é desmistificar algumas coisas e esclarecer outras sobre o uso da pílula anticoncepcional. Pois estou tento alguns problemas em relação as pílulas,assim desejo que vocês compartilhem comigo suas experiências.

1 – Sobre a Pílula

  • É um dos métodos anticoncepcionais mais utilizados do mundo.
  • É muito eficaz para evitar gravidez indesejada (até 99,9%)
  • Contém uma combinação de dois hormônios:  estrógeno e progestogênio.
  • Efeitos Colaterais mais comuns nos primeiros meses: cefaléia, náuseas, sangramentos vaginais irregulares,  dor nas mamas, depressão (Frequentemente cessam após alguns meses).
  • Há formulações recentes – chamada de pílula de microdose –  com baixa concentração dos hormônios em sua formulação e que contém doses de estradiol. Os efeitos colaterias aparecem de forma reduzida nesse tipo de pílula, em relação às de dosagem maior.
  • Traz efeitos benéficos à saúde como: regularização dos ciclos menstruais, redução das dores e cólicas menstruais, redução dos riscos de cistos e nódulos mamários, melhora no tratamento de acmes(espinhas) e do hirsutismo (pêlos em exagero na face, tórax e abdome).
  • Se utilizada por períodos longos (ao menos durante 2 a 4 anos) reduz o risco de câncer de ovário e de endométrio (camada interna que reveste o útero).

 

2 – Mitos e Verdades

  • A pílula não faz mal à saúde. 
  • A maioria das mulheres (72%) não apresenta alteração de peso com a pílula (Queixar de ganho de peso não é mais desculpa para não usar hehe).
  • O fumo aumenta os riscos de efeitos colaterais cardiovasculares – então tentem não fumar.
  • A pílula NÃO dificulta a gravidez após a interrupção do uso. Apesar do retorno à fertilidade demorar mais tempo quando comparado às mulheres que interromperam outros métodos contraceptivos, é um método 100% reversível (a função ovariana é restabelecida).
  • Parar de tomar a pílula pode causar acne.
  • Alguns remédios como a ampicilina e anti-convulsionantes podem reduzir a eficácia dos anticoncepcionais.
  • Não existem evidências que a pílula faça mal ao cabelo.
  • O risco de câncer é praticamente o mesmo entre aquelas que usam ACOs e as que não usam. Nos tumores malignos do útero e ovário, a pílula exerce um efeito protetor, proporcionando metade dos riscos das não-usuárias. Quanto à relação entre câncer de cérvice uterina e uso de ACOs, não existe ainda um consenso (alguns estudos indicam um aumento na incidência, mas nada definitivamente comprovado).
  • As pílulas possuem efeito sobre o sistema cardiovascular e é possível que estejam envolvidos de alguma forma no desenvolvimento de varizes, mas as pesquisas produziram resultados controversos até o momento.
  • A dismenorréia (menstruação dolorosa) é menos freqüente nas mulheres que não ovulam. Por isso, os ACOs podem ser úteis em 70-80% dos casosde dismenorréia.
  • Pesquisas têm mostrado que altas doses de ACOs em mulheres após a menopausa diminui o risco de fraturas e suspeita-se que possa melhorar a densidade óssea nas mulheres jovens (Faltam maiores comprovações científicas).
  •  Após os 40 anos e que acabaram de ter a última menstruação pode sim ocorrer uma gravidez indesejada. Nas mulheres que estão entrando na menopausa, recomenda-se o uso de ACOs por 12 meses após a última menstruação.

 3 – Escolha do Método Anticoncepcional

Deve-se levar em conta:

  • Reversibilidade do método
  • Adequação ao organismo da usuária
  • Disponibilidade
  • Acompanhamento médico
  • Custo
  • Proteção contra doenças sexualmente transmissíveis

 IMPORTANTE

  1. Não existe método anticoncepcional infalível
  2. A pílula não fornece proteção contra doenças sexualmente transmissíveis
  3. A mulher se conhecer, saber quando estar de TPM e tal, pode ser muito importante para melhorar a qualidade de vida, evitar brigas com quem se ama, etc.

4 – Eficácia dos métodos

Métodos Definitivos (100%) – Laqueadura tubária e vasectomia

Métodos Reversíveis – pílula combinada (até 99,9%), minipílula (até 97%), DIU medicado com cobre (até 99,58%), DIU medicado com levonorgestrel (até 99,80%), injeção mensal (até 99,70%), injeção trimestral (até 99,70%), implante subcutâneo (até 99,72%).

Métodos de Barreira – preservativo masculino/camisinha (88%) , preservativo feminino (79%) , diafragma (82%) , creme espermicida (79%).

Outros Métodos – coito interrompido (81%), tabelinha (80%).

Fonte: folder da Biolab e outro(Não tenho o nome do produtor) folder cheio de referências científicas.

 

Cobrança sexual: Outras causas

Padrão

O sexólogo Celso Marzano, diretor do Centro de Orientação e Desenvolvimento da Sexualidade (CEDES) e do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática (ISEXP-SP), cita, além da rotina no relacionamento, os problemas cotidianos como inimigos do prazer. “O dia-a-dia conspira contra o sexo, pois conciliar a família, os amigos, o trabalho e os nossos interesses pessoais é muito difícil. Adicionamos ainda a todo esse estresse a situação financeira instável, outras questões que afetam nosso controle emocional e o envelhecimento inevitável do nosso corpo. Por tudo isso, em algum momento acabamos apresentando algum tipo de disfunção sexual, de maior ou menor grau”, define.

Algumas pessoas vêem a vontade de fazer sexo diminuída por motivos que afetam o interesse físico no parceiro, o equilíbrio psicológico ou doenças que as debilitam. A falta de higiene pessoal, a obesidade, o alcoolismo, a estafa física, a depressão, a baixa auto-estima, possíveis incômodos e o uso de medicamentos, como alguns calmantes, antidepressivos e anti-hipertensivos, podem prejudicar a libido. As próprias alterações hormonais, principalmente aquelas ocorridas na menopausa, ou mesmo na tensão pré-menstrual, às vezes dificultam a resposta sexual. “Também há pessoas que são condicionadas a só se sentirem atraídas por corpos jovens e perdem o interesse quando o cônjuge envelhece, da mesma forma que alguns homens deixam de sentir desejo por mulheres que se tornaram mães de seus filhos”, comenta Ana Maria Zampieri, que acrescenta que os cuidados com o corpo, sem exageros, e a auto-estima são fundamentais para resgatar o prazer no sexo.

Elas hoje querem parceiros mais receptivos, que não utilizem seu poder para fazê-las submissas, e reclamam que o homem brasileiro ainda é muito ‘machão’. Mas elas próprias, ao serem mães, favorecem a formação de homens machistas

A falta de orgasmo durante a relação sexual e, também, a obsessão em atingi-lo são outros fatores que desestimulam as mulheres. Segundo o ginecologista Eliano Pellini, isso pode causar mal-estar e dores na região pélvica. “A congestão de sangue nos órgãos sexuais femininos fica retida quando a mulher passa muito tempo sem alcançar o orgasmo, o que geralmente leva ao que chamamos de dor pélvica crônica”, esclarece o médico. Outro problema surge quando a mulher não é estimulada corretamente e não se excita a ponto de ficar lubrificada. Sem esta preparação preliminar, que deve ser provocada pelo homem, o ato sexual torna-se doloroso e pode causar vaginismo (contração muscular involuntária que impede a penetração), fissuras, infecções e corrimentos que somente irão piorar e prolongar o desconforto nas próximas relações – um ciclo que elimina o prazer sexual. É bom lembrar que quantidade não traduz qualidade.

A “obrigação sexual” é ainda mais intensa quando o parceiro que exige sexo mesmo que o cônjuge não esteja com vontade. “Para resolver este impasse, o primeiro passo é o diálogo, pois esta postura exigente só leva a maiores desgastes e afastamentos”, alerta o sexólogo Celso Marzano. Eliano Pellini e Ana Maria Zampieri afirmam que muitas mulheres não têm prazer porque seus maridos e elas mesmas não receberam educação para o prazer. “Deve-se saber dizer não quando não se quer, e, claro, explicar o porquê. Não faz sentido se submeter a verdadeiros estupros na cama conjugal. Isso é violência legitimada pela cultura machista”, adverte a psicóloga. Para o ginecologista, muitas disfunções sexuais como esta seriam sanadas se houvesse uma reforma global na educação das crianças, por exemplo. “Elas hoje querem parceiros mais receptivos, que não utilizem seu poder para fazê-las submissas, e reclamam que o homem brasileiro ainda é muito ‘machão’. Mas elas próprias, ao serem mães, favorecem a formação de homens machistas e meninas que crescem achando que devem servi-los”, atesta Eliano Pellini.

Fonte:bolsademulher

Eles enchem sua pele de celulites

Padrão
Elas aparecem sem dar nenhuma pista. Vão chegando de mansinho e, quando você repara, já tomaram conta das pernas, do bumbum e, algumas vezes, até da barriga. São as temidas celulites, carrascas cruéis que não poupam praticamente nenhuma mulher.
Sim, é verdade que elas podem surgir por vários motivos desde uma roupa apertada demais, que atrapalhe a circulação sangüínea, até a incontornável herança genética. Mas também é para lá de sabido que uma dieta desequilibrada pode contribuir até demais! para transformar aqueles mini-furinhos em big crateras.
A nutricionista da Unifesp, Cibele Crispim, explica que não existe um alimento que assina, sozinho, o atestado de culpa, como causador absoluto das celulites. Mas sabemos que, apesar dos mitos que a literatura científica não comprova, há algumas tentações que realmente colaboram para o aparecimento dos buraquinhos. (faça nossa avaliação de peso e fique longe das celulites e dos quilos a mais)  
Por isso, a pedido do Minha Vida, Cibele listou as guloseimas que precisam ser monitoradas, caso você queira manter distância da aparência cheia de grumos. (Conte também com uma série completa de exercícios localizados para tonificar os músculos inferiores)

Legião açucarada
O delicioso grupo dos doces compõe o time dos alimentos que aumentam o acúmulo de gordura, origem do mal. Isso porque o açúcar em excesso não é transformado em energia pelo organismo e acaba sendo armazenado na forma de gordura uma reserva que, nas mulheres, tende a acontecer sob a pele. Seguindo as orientações da pirâmide alimentar (Entenda melhor os princípios da pirâmide), os doces devem corresponder diariamente a, no máximo, 220 kcal de um menu balanceado.

Aqui, o perigo escorre
As gorduras vêm em seguida no ranking das tentações que favorecem o surgimento das celulites. (Você sabe separar a gordura boa da ruim?). Muito calóricos, creme de leite, chantilly e frituras são poderosos no quesito esburacamento da pele.
Também de acordo com a pirâmide, o grupo alimentar formado pelas gorduras e pelos óleos devem somar até duas porções diárias, cada uma com 73 kcal.

Pressão explosiva
Coladinhos às gorduras, estão os alimentos que prejudicam a circulação sanguínea, como café, refrigerante e água com gás. De acordo com a nutricionista da Unifesp, eles favorecem o inchaço, fazendo com que a irrigação dos tecidos seja prejudicada .

Limite-se a duas xícaras de café por dia, por exemplo, para ficar com tudo em cima. Já as bebidasgaseificadas não devem ultrapassar os 200 ml.

Pitadinhas nada inofensivas
São eles: os alimentos ricos em sódio. Isso mesmo, sal de cozinha, caldos prontos, molho shoyo e leite também devem ser controlados no cardápio das mulheres que querem driblar as celulites. O sódio em excesso pode levar à retenção de líquido, fator predisponente para a celulite , alerta Cibele. O ideal é não consumir mais 1,5 grama de sódio por dia, o que equivale a 3,8 gramas de sal. (combater a flacidez com a ajuda da alimentação é uma delícia)

Por causa das celulites, você sente vergonha de fazer alguma coisa? O quê?
 Fonte:yahoonoticia

Depilação oriental retira 95% dos pêlos

Padrão

A depilação oriental, também conhecida por algumas pessoas como depilação a fio, ainda não é muito conhecida no Brasil. Ao contrário do que acontece no Oriente, onde as mulheres utilizam a técnica em todo o corpo, aqui ela é mais aplicada para a depilação no rosto e, às vezes, nas axilas.

Este fato pode estar associado à dor. A depiladora Suyene Alien, que utiliza a técnica em Juiz de Fora, confessa que é um procedimento doloroso, já que é uma depilação fria. “Dói como qualquer outra depilação”.

Para proporcionar mais conforto às clientes, Suyene inovou e passou a utilizar um gel calmante durante o processo. “Algumas mulheres reclamavam que a linha, às vezes, agarrava na pele. Então, passo o gel para evitar o atrito. Ele age como um lubrificante para a linha”.

A depilação é feita com uma linha e não existe um tipo apropriado para o processo. Suyene utiliza a linha de poliéster, pois ela não arrebenta. A depiladora retira um pedaço de fio do carretel e amarra as suas pontas, formando um círculo. Depois ela coloca as duas mãos no interior dele e torce a linha formando um “X”. Com uma mão de cada lado do “X”, ela faz movimento alternado de abre e fecha, enquanto passa na região a ser depilada.

Benefícios

A técnica é recomendada para mulheres que fazem uso de outros tratamentos estéticos no rosto, como o peeling, e que, por isso, não podem usar a cera depilatória. “Muita gente não sabe, mas quem usa ácidos não deve usar a cera”, diz ela. A técnica também é recomendada para quem tem problemas de foliculite, a inflamação dos poros que resulta nos pêlos encravados. “A depilação oriental impede que os poros fiquem inflamados”.

Além de arrancar os pêlos, a linha também faz uma esfoliação na pele. “A diferença é visível. Parece que a cliente fez peeling”. Suyene diz que muitas mulheres com problemas hormonais optam por este tipo de depilação, porque percebem que há pêlos crescendo por todo o rosto. “Muitas vêm aqui para depilar a face toda”.

A técnica também é recomendada para quem tem alergia à cera e para aquelas que já percebem um escurecimento da pele no local onde a cera é aplicada. “Não adianta. A cera acaba deixando a pele escura e quem precisa depilar o buço, por exemplo, precisa de outra opção”.

Suyene explica que a depilação oriental também contribui para evitar a flacidez no rosto, o que não acontece no caso da cera. “O movimento de puxar cera é muito bruto e a pele acaba sendo levada junto. Quando uma pessoa depila a sobrancelha ou o buço por muito tempo com a cera, percebemos que a pele começa a ficar flácida nessas regiões”.

A depiladora garante que 95% dos pêlos são retirados com o procedimento e que eles vão diminuindo com o tempo. Além do rosto e axilas, ela também recomenda que a depilação seja feita nas pernas, onde os pêlos não são muito grossos. Entretanto, a maioria das mulheres prefere não arriscar. “Na perna é mais demorado. Então, como é um pouco doloroso, não há muita procura”. E completa. “Se não doesse seria o ideal, porque só há vantagens”.

Cuidados

A depiladora não vê desvantagens no uso da técnica, porém, diz que é preciso tomar alguns cuidados. O primeiro deles é escolher um estabelecimento adequado e um profissional que tenha experiência. “Já ouvi pessoas dizendo que essa é uma depilação que machuca a pele, mas não consigo entender como uma linha pode machucar”.

É necessário fazer a depilação com a pele esticada, senão a linha pode esfolar um pouquinho a região. Antes de começar é necessário limpar a região. “Faço a assepsia da pele com uma loção de hortelã com própolis”. Depois da limpeza, o produto é retirado e o gel calmante é aplicado.

Suyene também diz que é importante evitar o contato das mãos com a região depilada logo após terminado o procedimento. “A mão pode estar suja e acabar levando bactéria, causando inflamação”.

 Fonte:acessa.com

Tem que ser hoje

Padrão

Se está bravo com alguém,
e ninguém faz alguma coisa
para consertar a situação
..Conserte você.
Talvez hoje,
aquela pessoa ainda queira ser seu amigo,
Se você não consertar isto logo,
talvez amanhã seja muito tarde.
Se está apaixonado por alguém,
mas a pessoa não sabe
..diga a ela.
Talvez hoje,
Aquela pessoa também esteja apaixonado por você
e se você não falar isto hoje,
talvez amanhã seja muito tarde.
Se você morre de desejos de dar um beijo em alguém…
Então dê.
Talvez essa pessoa também queira seu beijo,
se você não der isto a ela hoje,
talvez amanhã seja muito tarde.
Se você ama alguém e acha que esse alguém lhe esqueceu…
..Então diga a ele.
Talvez essa pessoa sempre o tenha amado
e se você não lhe disser isso hoje,
talvez amanhã seja muito tarde.
Se você precisa de um abraço de um amigo
… você deve lhe pedir.
Talvez ele precise isto mais que você,
e se você não lhe pedir hoje,
amanhã pode ser muito tarde.
Se você realmente tem amigos,
aos quais aprecia
.. conte isto a eles.
Talvez eles também o apreciem,
e se eles partem ou vão embora,
talvez amanhã seja muito tarde.

Renata R. Dos santos

10 coisas que toda mulher precisa experimentar

Padrão

Se morresse hoje, o que você gostaria de ter feito e ainda não teve chance? Passear de balão? Viajar sozinha? Passar um dia inteiro no salão? Muitas vezes, esperamos que os outros façam com que nossos sonhos se realizem. “As mulheres, principalmente, esperam: ser satisfeitas pelo parceiro, serem notadas profissionalmente e obter reconhecimento onde quer que estejam. Elas acham que basta fazer tudo certinho, que a recompensa virá” , analisa a psicóloga Amanda Collard, que atua como life coach orientando mulheres a retomarem as rédeas de suas vidas. “Só que não é bem assim. Precisamos aprender a agir em prol da nossa própria felicidade, sendo auto-suficientes em prazer e satisfação”. (sua meta é entrar no peso? clique aqui e veja como fazer isso sem sofrimento)

A primeira regra é mostrar o que você quer, sem ficar esperando que as pessoas adivinhem. Outra dica é fazer uma lista de experiências que você quer viver e correr atrás delas. Assim, você se acostuma a ter metas que dependam, basicamente, da suas ações.
Podem ser coisas pequenas ou grandes, não importa. Com a ajuda de Amanda Collard, montamos uma lista das 10 coisas que toda mulher devia fazer, pelo menos, uma vez na vida. São experiências que vão aumentar a sua auto-estima e favorecer a sua independência. Confira! (faça nossa avaliação de beleza e use o tempo a favor da sua auto-estima)
1. Fazer uma viagem sozinha a idéia aqui não é sair em busca de um novo amor ou romance, e sim curtir um pouco a experiência de só fazer o que você quer. É tudo decisão sua: o roteiro, onde comer, que horas acordar e dormir, se quer ir badalar ou prefere ficar descansando, se vai visitar pontos turísticos ou sair para uma tarde de compras. Não importa se o destino é a poucos quilômetros ou do outro lado do oceano. Mas é importante aprender a sentir-se à vontade com a própria companhia, sem depender de um companheiro ou amiga para conseguir se divertir. , diz Amanda. (veja se você está pronta para fazer esportes radicais)
2. Ter uma deliciosa noite de sexo sem compromisso esqueça um pouco o romance, desta vez é você quem não quer o telefone dele! Se apaixonar e namorar é muito bom, mas permita-se uma noite de pura diversão, muita atração física.. e só. Não é para ficar forçando uma situação, simplesmente esqueça os preconceitos, pare de se preocupar com o que ele ou qualquer outra pessoa vai pensar a respeito e vá em frente. Vale tudo, menos esquecer a camisinha! (veja aqui os tipos de preservativos mais ousados) E nada de sentir-se culpada no dia seguinte. Leve apenas a lembrança de uma noite gostosa e sem compromissos , brinca a terapeuta.
3. Colocar suas finanças em dia a dependência financeira é como areia movediça, se você não souber como sair, cada movimento faz afundar cada vez mais. Fora a sensação desagradável de estar devendo, o medo de abrir os extratos do cartão de crédito, ver quanto está pagando de juros no cheque especial… Pois enfrente o monstro de frente. Comece descobrindo exatamente a quantas anda sua situação financeira. Coloque tudo numa planilha: quanto entra, quanto sai e quanto deve. Sabendo exatamente quanto pode gastar, comece a renegociar as dívidas.

Você vai ficar espantada de ver que as instituições recebem muito bem este tipo de negociação e conseguem oferecer ótimas propostas de parcelamento ou descontos à vista. Se for o caso, cancele seus cartões de crédito, diminua ou corte o cheque especial e dê um tempo nos gastos, mesmo os pequenos, até quitar tudo. Logo você vai notar que dá não só para guardar algum dinheiro como vale a pena aprender um pouco sobre investimentos e quem sabe faturar mais alto.

4. Aprender a cozinhar um prato exótico seja você daquelas que não gosta nem de esquentar água no fogão, seja você do tipo prendada, preparar uma refeição bem distante do seu dia-a-dia é uma experiência interessante. Se tiver um curso ao seu alcance, melhor ainda. Nessas ocasiões, as aulas vão além da receita e ensinam sobre a história do prato e do país a que ele pertence , afirma Amanda Collard. Mas você também pode fazer essa pesquisa sozinha e, depois, compartilhar tudo com os amigos, a família ou o namorado em volta da mesa. (veja aqui receitas light para todas as ocasiões)

5. Experimentar novidades na cama seja com seu marido de 15 anos de casamento, namorado que ainda não fez 3 meses de relação namoro ou o pretendente que você nem lembra o nome completo, escolha um dia para soltar suas fantasias. Muitas mulheres morrem de ciúmes dos companheiros porque sentem vontade de experimentar coisas novas, não têm coragem e ficam com medo que apareça outra mulher que esteja disposta a tentar , analisa a psicóloga.

Então deixe os temores de lado e arrisque: use fantasias, sugira uma noite a três, tente novas posições, passe na sex shop e divirta-se olhando as novidades e escolhendo um brinquedinho. Viva seu desejo, transforme-o em realidade, você só tem a ganhar. (espalhe mel pelo corpo e mantenha a jovialidade)

6. Despertar a artista em você todos temos dentro de nós um artista que vive querendo sair. Pois a ordem é liberar a criatividade. Que tipo de arte mais atrai você? Gosta de pintar, escrever, dançar, cantar, esculpir ou sair por aí com uma câmera digital e muitas idéias na cabeça?
Mesmo que nunca tenha tentado fazer qualquer uma dessas coisas, escolha aquela que mais te agrada e tente. Divirta-se comprando telas e tintas se for pintar, ou preparando um ritual para escrever, comprando uma roupa especial para dançar e por aí vai. O importante é criar um momento de conexão com seu lado artístico. Não se preocupe com a qualidade. Simplesmente faça e se divirta! , afirma Amanda.
7. Decretar um dia da beleza ou, se der, um final de semana inteiro! Neste caso não tem regra, pode escolher entre um período relaxante sozinha, para limpar o corpo e a mente, ou chamar as amigas e rir muito. , recomenda a life coach. Desmarque qualquer outro compromisso, deixe as crianças com os avós e tire o período só para cuidar de você.

Crie uma agenda da beleza de acordo com o seu orçamento: se estiver podendo, vá de SPA ou experimente um dos novos tratamentos que pipocam por aí. Se não quiser torrar tanto, marque cabeleireiro, prepare um banho de creme nos cabelos em casa mesmo, faça as unhas, deixe a depilação em dia, experimente máscaras faciais e novos tons de esmalte e maquiagem. Um banho de banheira cheio de espuma e uma massagem completam o pacote. (fique linda com a ajuda do laser)

8. Planejar seu futuro profissional na correria do dia-a-dia, os planos futuros acabam ficando sem espaço entre uma reunião urgente e as contas a pagar. Tire algumas horas para pensar no seu crescimento profissional. Primeiro analise onde você está agora. Avalie se está ganhando bem para sua formação e experiência, se o atual trabalho traz satisfação e novos desafios e se existe espaço de crescimento.

Se a resposta for não, comece a planejar seu próximo emprego. Veja também se não é o caso de se atualiza, fazer um curso, uma pós ou uma especialização. Pesquise empresas onde gostaria de trabalhar, refaça seu currículo, reinvente-se e, se preciso, procure ajuda de uma empresa de recolocação profissional , orienta Amanda Collard. Pense também onde você gostaria de estar daqui a cinco anos e faça um planejamento realista para chegar lá.

9. Descobrir uma nova atividade física a ordem é: mexa-se! Mesmo que você já freqüente a academia, experimente algo novo. Pode ser uma aula que você nunca pensou em fazer, mas que parece até interessante. Vale ainda se inscrever para uma prova ou campeonato do esporte que você já pratica. Se está há algum tempo parada, aproveite para tentar uma modalidade diferente das que já praticou.

Cogite tentar um esporte outdoor, como trekking, corrida, escalada ou surf. Se não for a sua cara, dê uma busca nas academias e veja quais as novidades e escolha: aulas de dança, boxe, localizada, spinning. Vá primeiro com o intuito de apenas experimentar, curtir o dia. Mas, se gostar, não fique pensando: matricule-se e aproveite. (veja como aliar o seu esporte favorito a uma alimentação balanceada)

10. Ser mais zen O estresse tem conseqüências terríveis, de doenças ligadas ao coração até distúrbios como depressão. Como hoje tudo é corrido e não há como fugir das pressões corriqueiras, é preciso encontrar momentos de paz e relaxamento dentro e não fora de você , sugere Amanda.

Aprender a meditar seja andando ou sentada num cantinho especial da sua casa- é uma idéia.(conheça todas as técnicas de meditação antes de escolher a sua) Mas fazer aulas de yoga ou tai-chi, por exemplo, ajuda bastante a se reequilibrar, além de trazer benefícios físicos. Até mesmo desligar o celular, ouvir música ou ler um livro por meia hora já ajudam a reencontrar nosso centro , ensina a terapeuta.

 Fonte:yahoonoticia