Arquivo da tag: passarela

Xadrez ganha a cara do verão

Padrão



. E como não podia deixar de ser, as bolsas: grandes ou pequenas estão seguindo a nova tendência.

O xadrez vai ser o hit do verão: blusas, vestidos, bermudas e sapatilhas já apresentam a nova estampa

Em Juiz de Fora, já é possível ver modelos variados nas vitrines e, principalmente, no comércio ambulante. A procura está crescendo dia após dia e as mulheres estão perdendo o preconceito contra a estampa, associada ao clima pesado das estações mais frias.

No verão 2008/2009 o xadrez vem em cores que fogem do marrom e do preto e os modelos são despojados e joviais. As maxi bolsas que conquistaram as mulheres desde 2007 não perdem espaço na moda xadrez. A estampa invade o modelo também, assim como os modelos pequenos e médios que foram sucesso na coleção outono/inverno. Ninguém fica de fora da onda xadrez.

Vendedora de uma barraca do centro da cidade, Tânia Dutra conta que, embora seja a moda da estação, o xadrez ainda encontra certa resistência. “Tem quem chegue aqui e fique na dúvida, me pergunta o que eu acho, mas acaba levando uma que combine com o seu estilo”.

Para a comerciante, esse estilo tem muito a ver com a faixa etária. “Normalmente, as mais jovens procuram os modelos maiores e os de regular. Já as senhoras, escolhem as mais discretas e menos coloridas”, diz.

O uso do xadrez precisa de discernimento e bom senso, como diz a dona de uma loja de bolsas, Cláudia da Cunha. “Tem que saber escolher bem a roupa e o xadrez que vai trabalhar. Quanto menos detalhe, menos colorido, mais fácil de combinar. Tem que dosar a roupa que vai vestir”, orienta.

Tânia acredita que o ponto alto da bolsa xadrez é o seu caráter descontraído. “A bolsa xadrez é leve, não pesa tanto no visual e pode ser usada de chinelo ou de jeans, fazendo um estilo mais despojado e à vontade”, diz. Para ela, essa bolsa vai bem com qualquer coisa, só não fica legal se for usada à noite, porque nessa ocasião, pede-se algo mais formal.

No que se refere às vendas, Tânia não tem do que reclamar. Ela vende, em média, de oito a dez bolsas por dia e ainda recebe encomendas. “Tem saído bastante esses modelos xadrez e eu acho que quando o verão chegar mesmo vai sair ainda mais porque as pessoas podem levá-la para a praia ou para a piscina para colocar as coisas básicas e ficar bonita”, acredita.

Apesar do otimismo de Tânia, Cláudia revela que em seu estabelecimento a procura ainda é bastante tímida e as tradicionais continuam sendo as mais vendidas, mas numa coisa elas concordam: quando a estação dourada chegar, não vai ter para ninguém e o xadrez vai invadir os guarda-roupas das juizforanas.

A primavera chegou semana passada, mas chegou com frio e as pessoas ainda não estão comprando muito as peças xadrez. As vitrines já estão com a moda da estação, mas ainda não está saindo muito. É preciso esperar o verão chegar mesmo para as pessoas começarem a querer usar as peças mais ousadas”, avalia Cláudia.

Fonte:acessa.com

dez pecados mortais que as pessoas cometem ao montarem o visual

Padrão

1. Fuseau com blusa curta.

Mesmo que o seu bumbum seja um exemplo de perfeição, não existe nada mais vulgar que calça fuseau (que já não é lá muito elegante) com tops, camisetas e outras peças curtinhas. Barriga de fora, então, é atentado ao pudor! Cubra seu traseiro com uma peça mais comprida, coloque um cinto para não parecer um balão e então você pode sair de casa. Evite também sapato com tirinha no tornozelo.

2. Bijuterias ou jóias na praia.

Look brega total. Só fica bem um brinquinho bem básico. Nada de anel, pulseira, colar e correntinha de tornozelo. Fica tudo grudando na pele por causa do filtro solar. Na praia, quanto mais clean, melhor.

3. Pata de bode.

Essas botas exageradas acabam com a leveza no seu andar. Isso sem falar que são horríveis. Não combinam com nada. Nem com calça, saia ou com vestido.

4. Barriga de fora.

A culpa desse show de barrigas de fora pelas ruas com certeza é culpa das calças jeans excessivamente baixas. Como tudo o que é demais atrapalha, aquele visual barrigão à mostra é muito deselegante. Já o look mostra-não-mostra, aquele que aparece uma barriguinha de leve somente quando você se movimenta já tem lá o seu charme. Portanto, meninas, mesmo que a sua cinturinha seja de pilão, guarde a sua barriguinha e mostre só nos momentos mais íntimos.

5. Saia com bota de cano curto.

Eu sei, está nas revistas de moda, mas eu garanto que nem a Gisele fica elegante. Detona a silhueta da sua perna, e se ela for meio grossinha, então, ficam parecendo duas toras. Independentemente do comprimento da saia, vão te deixar com ar de Mary Poppins. Prefira um sapato mais leve.

6. Meia branca com sapato ou meia fina com tênis.

Você não acha que ao contrário ficaria melhor? Eu também. Portanto, a partir de hoje: meia branca com tênis e meia fina com sapato.

7. Bota branca.

É de gesso? Não? Então, esquece.

8. Sutiã de fora.

A menos que seja de propósito, isto é, o sutiã faça parte da roupa, qualquer outra possibilidade fica grotesco. Alcinhas para fora do top, fecho aparecendo nas costas, debaixo do braço ou em qualquer outra situação. Esconda seu sutiã, principalmente se ele for aquele tipo basicão branco ou cor da pele.

9. Excesso de informação.

Sabe aquelas mulheres que saem com o armário no corpo? O brinco é enorme, o colar vai até a cintura, o cinto tem 10 cm de largura, a bota vai até o joelho e é de verniz, a bolsa parece mais uma shopping bag, e ainda por cima jogam por cima de tudo uma pashmina de oncinha. Isso sem falar na transparência da blusa e nos detalhes em strass na calça jeans. É tanta informação que você não consegue distinguir se aquilo que vem na sua direção é uma mulher ou um carro alegórico.

10. Usar roupas que não combinam com a sua idade.

Não quero dizer que uma mulher que tenha mais de 40 anos deva usar saia longa e mocassim, mas não tem coisa mais patética que a donzela de 50 aninhos que acha que está dando um banho nas de 20 sair por aí vestida de amiguinha do Chapolin: minissaia, shortinho, frente-única, tomara-que-caia, barriga de fora, calças justérrimas etc. Bom senso é fundamental para você não cometer pecados, portanto, minha amiga, olhe bem no espelho antes de sair de casa e veja se o seu visual está de acordo com o ano de nascimento da sua carteira de identidade.

Fonte:bolsademulher