Arquivo da tag: prevenção

Como tratar a dengue

Padrão

A dengue é uma doença transmitida por um mosquito conhecido como Aedes aegypti. Se trata de uma enfermidade infecciosa que pode ser causada por um dos 4 tipos de vírus. A dengue é transmitida através da picada da fêmea do mosquito. O mosquito que possui o vírus da doença contamina as pessoas durante toda a vida. Além da dengue o Aedes aegypti também pode transmitir a febre amarela.

Como o mosquito procria ao colocar ovos em água parada, se faz necessário um completo serviço de limpeza de locais onde podem acumular água, além de colocação de tampas para evitar o acesso do mosquito a caixas de água ou pequenos reservatórios.

Os sintomas mais comuns da dengue são febres altas, dores de cabeça, perda do apetite, dores pelo corpo , cansaço e dor nos olhos. Algumas manchas podem surgir pelo corpo, elas tem coloração avermelhada.

A forma mais ameaçadora da dengue é a hemorrágica. Os sintomas descobertos no início são os mesmos de uma dengue comum, mas após alguns dias podem aparecer sangramentos. Se não for tratada de modo hábil e a tempo, a dengue hemorrágica pode até levar à morte.

O tratamento da dengue requer bastante repouso e a ingestão de muito líquido, como água, sucos naturais ou chá. No tratamento, também são usados medicamentos anti-térmicos que devem recomendados por um médico.

É importante destacar que a pessoa com dengue não pode tomar remédios à base de ácido acetil salicílico, como AAS, Melhoral, Doril, Sonrisal, Alka-Seltzer, Engov, Cibalena, Doloxene e Buferin. Como eles têm um efeito anticoagulante, podem promover sangramentos.

Alimentos saudáveis podem ajudar na prevenção do câncer de mama

Padrão

Em teoria, todo mundo deveria seguir uma dieta balanceada com muitas frutas, verduras, legumes e grãos formando um prato bastante colorido. Na prática, entretanto, as coisas funcionam de forma bem diferente e a maioria das pessoas só percebe a importância dos bons hábitos alimentares quando aparece alguma doença. Entre elas, o câncer de mama.

Veja alguns alimentos que previnem o câncer de mama:

Feijão é rico em fitoestrogênio: o consumo limita o efeito prejudicial dos hormônios da menopausa.

O tofu também é rico em fitoestrogênio que atenua a mudança hormonal, um dos gatilhos do câncer de mama.

Castanha-do-pará: ajuda a proteger contra o câncer, por ser rica em lignina.

As amoras possuem licopeno, pigmentos protetores por reforçarem a imunidade do organismo.

Ervilhas: têm fitoestrogênio ideias para equilibrar a ação negativa do estrogênio.

Use azeite de oliva no preparo dos alimentos porque eles reduzem as substâncias gordurosas causadoras de câncer.

Os pães e massas integrais favorecem a mulher pois são riscos em componentes antioxidantes.

Beterraba é rica em flavanoides e um fotoquímico indicado na prevenção ao câncer de mama.

Morangos: também são ricos em licopenos e flavanoides, que atuam no equilíbrio hormonal.

Tomate: contém licopeno, substância que protege ação dos radicais livres.

Maçã é rica em flavanoides, que reforça a proteção do organismo em especial após a menopausa.

melancia contém licopeno que previne a oxidação das células.

 

 

O que você precisa saber sobre câncer e alimentação

Padrão

Em busca de uma vida saudável

Uma vida saudável é resultado de uma constante conduta preventiva. A boa alimentação, por exemplo, é essencial desde os primeiros anos de vida.

A visita ao médico com regularidade, ficar atento aos sinais do corpo, praticar exercícios físicos, evitar vícios como o fumo e o álcool são atitudes que ajudam a prevenir o surgimento de inúmeras doenças, como o câncer.

Alimentação deficiente em nutrientes e em substâncias protetoras oferece maior risco para o câncer se instalar no seu organismo. Os principais fatores que aumentam as possibilidades do aparecimento da doença são: o baixo consumo de fibras e altos níveis de gorduras no organismo.

Alimentação Saudável combate o câncer!

A dieta preventiva contra o câncer é feita à base de frutas, verduras, legumes e grãos com baixa quantidade de gorduras e calorias. É ideal também para quem sofre de hipertensão, colesterol alto ou diabetes.

A nutrição adequada e sem toxinas químicas ajuda o corpo
a ter resistência natural ao câncer.

Quer manter o câncer longe de você? Uma boa alimentação e hábitos saudáveis podem reduzir o risco de contrair muitos tipos de câncer. Confira algumas dicas valiosas:

  • Os alimentos ricos em ferro (encontrado no leite materno, feijão, lentilha, folhas verde- escuras e carnes vermelhas) tornam o sangue mais forte e contribuem para prevenir a anemia. Devem ser ingeridos em associação com frutas ricas em vitamina C (laranja, limão, acerola, caju, por exemplo). Esta combinação – comer feijão e tomar uma limonada, por exemplo, é importante, porque a vitamina C fortalece o organismo e ajuda na absorção do ferro.
  • O mesmo não vale para leite e derivados: o cálcio que eles contém impedem que o organismo extraia o ferro dos alimentos. Assim, evite tomar leite e comer alimentos ricos em ferro na mesma refeição.
  • Os alimentos ricos em vitamina A (os de cores verde, amarela e alaranjada) são ótimos para a visão e pele, além de proteger contra a diarréia e alguns tipos de câncer.

Calcula-se que 1 em cada 3 casos de câncer pode ser prevenido adotando uma alimentação saudável, mantendo peso normal e fazendo atividade física ao longo da vida.

Experimente trocar a visita à farmácia pela cozinha inteligente!

Confira as propriedades funcionais de alguns alimentos e planeje seus cardápios:

Abacate: contém glutationa, antioxidante que reforça o sistema imunológico.

Alho: antibiótico natural, antioxidante e anticoagulante. Auxilia na prevenção e tratamento de gripes e do câncer.

Azeite de oliva extra-virgem: contém vitamina E, potente antioxidante protetor das células.

Crucíferos (repolho, brócolis, couve, couve-flor, couve de bruxelas, rabanete): contém indóis que ajudam na prevenção do câncer de mama e de útero.

Soja e derivados: rica em proteína de alto valor biológico, cálcio e isoflavonas. Previne contra o câncer de mama, de endométrio e de próstata.

Tomate: rico em licopeno, bioflavonóide que protege contra o câncer de próstata. Outra boa fonte desse composto é a melancia.

Leite fermentado com lactobacilos: os probióticos presentes restauram e protegem a flora intestinal do câncer.

Castanha-do-Pará: melhora o humor e é rica em selênio, mineral antioxidante que previne alguns tipos de câncer.

Pimenta vermelha: além de rica em vitaminas antioxidantes (A e C), contêm bioflavonóides que protegem contra o câncer.

Cenoura: contém betacaroteno que reduz o risco de câncer.

Alimentos e produtos que devem ser evitados:

Enlatados e embutidos (salsichas, lingüiças, presuntos, frios em geral, etc): o uso de conservantes químicos como os nitritos e nitratos presentes nos alimentos enlatados, nas carnes curadas ou embutidos, na carne seca e no bacalhau, servem para manter a cor dos alimentos e protegê-los contra a contaminação de bactérias. Mas essas substâncias no organismo, podem se converter em perigosos agentes cancerígenos (nitrosaminas) que atacam o tecido gástrico.

Sal em excesso: já se provou que o sal aumenta o risco de câncer do estômago, nariz e garganta. O sal em excesso irrita a mucosa e provoca a atrofia do tecido do sistema digestivo. Não é necessário abolir totalmente o sal, mas é recomendável reduzir as doses. Vai achar estranho no começo, mas depois você se acostuma e até sentirá melhor o sabor dos alimentos.

Churrasco: nas carnes assadas na brasa o problema já começa na brasa. A queima do carvão produz substâncias cancerígenas, como o alcatrão que também está presente em todos os tipos de alimentos defumados.