Arquivo da tag: processo

Ex-BBB envia comunicado e quer processar quem postou seu vídeo no Youtube

Padrão

Na tarde da última quarta-feira (14), um vídeo começou a circular no site Youtube mostrando a ex-BBB9 Priscila Pires em uma conversa privada onde a morena fazia caras e bocas. As imagens caíram na rede ontem, mas em pouco tempo a artista pediu sua retirada.

Por meio de um comunicado, a assessoria da modelo afirma que Priscila foi vítima de um vídeo criminoso, já que estava em sua casa, usando seu computador pessoal e não autorizou em nenhum momento a captação e a divulgação de quaisquer imagens.

“Com relação à veracidade das imagens, afirma que aparentemente parece real, mas que não tem como atestar a veracidade das mesmas, tendo em vista que o conteúdo divulgado na internet, sem autorização das imagens, inviabiliza o reconhecimento do vídeo em contesto. Desta forma, não atestamos a veracidade de tais imagens, tendo em vista que as mesmas foram captadas de forma ilícita. Foi registrado na DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes na Internet), que conduzirá as investigações no sentido de identificar a autoria”, afirma o comunicado.

 Fonte: http://www.folhavitoria.com.br/site/

Polêmica: vídeo de sexo com Miss cai na internet

Padrão

A Miss Trinidad e Tobago 2008 Anya Ayoung-chee teve um vídeo de sexo divulgado na internet. Nas cenas, a também candidata ao posto de Miss Universo do ano passado aparece mantendo relações sexuais com o namorado e outra mulher, que pode ser a Miss Japão 2008, Hiroko Mima, informou o site “TMZ”.

O namorado de Anya, Wyatt Gallery, afirma que seu laptop foi roubado e alguém divulgou o vídeo para prejudicar a carreira da namorada.

“Eu me sinto horrível e envergonhado por Anya, sua família e por mim mesmo. Esse foi um momento privado que nunca deveria ter se tornado público. Me sinto idiota por não ter deletado o arquivo do meu computador”, disse o rapaz ao site TMZ. Gallery falou ainda que pretende processar quem divulgar as imagens.

 

Fonte: http://folhavitoria.com.br

Antes de integrar o “Pânico”, Zina processou RedeTV! por danos morais

Padrão

Marcos da Silva Heredia, o Zina, integrante do “Pânico” que foi detido na manhã desta quarta-feira (28) portando cocaína, processou a Rede TV! por danos morais um mês antes de entrar para a equipe do programa de humor.

Em maio deste ano, ele processou a emissora exigindo ser indenizado em R$ 232,5 mil. Zina alegou que “o seu modo de falar o nome Ronaldo foi alvo de chacota e gozação dos entrevistadores”.

O integrante do humorístico havia sido entrevistado sobre a chegada do jogador Ronaldo ao Corinthians no início de 2009, período em que sua imagem começou a ser usada na atração em forma de vinhetas e sua foto foi estampada em camisetas, vendidas na loja virtual do “Pânico”.

Segundo Alexandre Magno de Toledo Marinho, advogado que representou Zina no processo, a ação foi extinta em junho deste ano após seu cliente integrar a equipe do programa.

“Após a gravação da entrevista, considerada engraçada pelos apresentadores do programa, sem qualquer autorização ou mesmo conhecimento do requerente, a mesma foi veiculada nos programas seguintes e devido ao seu `sucesso´ a imagem e fala do requerente passaram a ser constantemente veiculadas em forma de vinheta nos quadros do programa para reforçar o suposto humor do quadro”, diz o processo.

Consta, também no processo, um laudo médico atestando que Zina tem graves problemas mentais.

Processo Extinto

Zina apareceu pela primeira vez no palco do “Pânico” em 28 de junho e, no dia seguinte, ele pediu para que o processo contra a RedeTV! fosse extinto.

De acordo com o advogado do rapaz, ele pediu a retirada do processo por ter se acertado com a emissora.

Logo depois, os integrantes do “Pânico” lançaram uma campanha para dar uma casa a Zina ainda em junho, quando ele começou a aparecer constantemente em matérias e durante a transmissão do programa da RedeTV!.

Animador processa jogador famoso

Padrão

animador Raul Gil vai entrar na Justiça contra o jogador Roberto Carlos, porque ele se recusa a pagar uma multa no valor de 250 mil reais por ter desistido de comprar uma das casas de Raul, avaliada em 2 milhões e meio. O atleta alega que houve problemas com a documentação.

 

 Fonte:  http://www.portaldoleaolobo.com.br/

Depois de processo, programa “CQC” passa a ser gravado

Padrão

O programa “CQC” que foi ao ar na segunda-feira não era ao vivo. Segundo a coluna “Outro Canal”, do jornal “Folha de S. Paulo”, na semana que vem a atração também será gravada. O grande problema seria uma liminar concedida pela justiça na semana passada impedindo reprise de programa anterior em que o apresentador Marcelo Tas chamou as integrantes do grupo Sexy Dolls, atrizes de filmes pornográficos, de prostitutas.

Em resposta à coluna, a Band diz que o programa foi gravado por questões operacionais.

 Fonte: http://www.abril.com.br/noticias