Arquivo da tag: público

New York Times diz que Ivete não conquistará o público americano

Padrão

O jornal americano The New York Times, um dos mais importantes veículos de imprensa do mundo, publica na edição desta segunda-feira (6) uma crítica sobre o show de Ivete Sangalo no Madison Square Garden, em Nova York, no sábado (4). O texto, disponível desde a noite deste domingo (5) no site do jornal, aponta qualidades da cantora brasileira, mas destaca barreiras para que ela se torne uma estrela internacional como a colombiana Shakira.

Segundo o jornal, o show foi marcado pelo ritmo e pelo carisma da cantora, especialmente em canções como Acelaraê e Cadê Dalila. A apresentação também foi descrita com muito “espírito”, já que a cantora passeou pelo imenso palco com segurança, sem titubear.

No entanto, o crítico do jornal acredita que dificilmente Ivete conquistará os americanos. O ritmo do axé foi descrito como muito acelerado para o público local, e a língua portuguesa foi apontada como uma barreira. O texto destaca que o púbico do show foi majoritariamente brasileiro, com 5.000 ingressos vendidos no Brasil.

Não por acaso, o jornal reiterou o coro do público, ora o “Eu sou brasileiro”, repetido à exaustão quando Ivete deixou o palco, ora o “com muito orgulho, com muito amor”.

Em outra crítica internacional, dessa vez feita pela AP, ressalta-se o fato de que não são muitos os artistas estrangeiros a lotarem o Madison Square Garden. O show de Ivete teve 14.500 espectadores (em uma média de 4.000 a 5.000 para artistas que não são americanos).

Stefhany esnoba Gianecchini e diz que Roberto Carlos é mais bonito

Padrão

A cantora Stefhany fez uma apresentação em uma boate GLS de São Paulo e se mostrou muito amiga do público gay. “Tenho vários amigos que são gays e todos são demais, absolutos”, disse a musa do CrossFox, usando jargão que a tornou famosa em entrevista a um site de entretenimento.

Questionada sobre quem escolheria para namorar, a musa titubeou ao ter que optar por Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond ou Malvino Salvador. Espontânea, Stefhany afirma que conhece apenas Gianecchini. Ao poder indicar um quarto nome, a cantora revela que namoraria com Roberto Carlos e que acha lindo o rei da música.

A declaração da morena surpreendeu a todos que estavam no camarim, até mesmo a mãe da moça, Nety, que se divertiu com a resposta da filha. Stefhany do CrossFox aproveitou a oportunidade para contar que já foi assediada por mulheres. De acordo com ela. a experiência foi diferente mas ao explicar que é heterossexual “ficou tudo bem”, disse. 

  fonte: http://www.folhavitoria.com.br

Agnaldo Timóteo chama Caetano Veloso de covarde e oportunista

Padrão

O cantor Agnaldo Timóteo soltou o verbo contra Caetano Veloso, em entrevista à coluna Entre a Gente, do Jornal da Tarde desta terça (10).

Ele falou que a declaração de Caetano ao Estado de S.Paulo, na semana passada, chamando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de analfabeto é “deplorável, oportunista, demagógica e covarde”.

Timóteo, que também é vereador em São Paulo pelo PR e é tão polêmico quanto Caetano, alfinetou ainda o compositor baiano por buscar, nos órgãos do governo, “vultosos patrocínios para suas apresentações elitistas”.

Caetano Veloso fez show da turnê Zii e Zie no Citibank Hall, em São Paulo, no último fim de semana. Antes da apresentação de sexta, em entrevista à Record, ele reafirmou que “Lula fala como analfabeto” e que não gosta da idéia de todos terem de “adular Lula”.

Ainda na sexta, após o show, Caetano se recusou a receber repórteres em seu camarim. Ele apenas permitiu a entrada de fotógrafos. No domingo, ele levou um tombo no palco e criticou a imprensa, por não ter repercutido como ele acha que deveria a morte do compositor baiano Neguinho do Samba, no Olodum, no último dia 31 de outubro.

O público foi fraco no show de Caetano e, no domingo, foi preciso que a casa de show colocasse uma cortina para tampar os muitos lugares vazios, concentrando o pouco público presente na região central da pista, em frente ao palco. O portal R7 deixou recado na assessoria de Caetano, que ainda não retornou a ligação.

 

 Fonte: http://www.folhavitoria.com.br/site

UFO: Arquivos ultra-secretos são abertos ao público

Padrão

 

O Ministério da Defesa do Reino Unido tirou a classificação de ultra-secretos de vários arquivos das últimas décadas onde ouve encontros de UFOs com aeronaves. Em um dos arquivos ultra-secretos um caça Sabre da USAF (United States Air Force) recebeu ordem para atirar contra um objeto voador não identificado no espaço aéreo britânico. Infelizmente (ou felizmente) o tenente Milton Torres perdeu contato com o OVNI (UFO na sigla em inglês) ao deixar a cena a 16 mil km/h. De acordo com o piloto o OVNI tinha proporções de um porta-aviões. [A foto de OVNI acima é apenas uma montagem feita pela edição para ilustrar a matéria.]

“O blip (sinal do radar) estava queimando um buraco no radar com sua incrível intensidade. Era similar a um blip que havia recebido de [aeronaves] B52 e parecia um imã de luz. Tinha as proporções de porta-aviões”, disse Milton.

De acordo com o Ministério de Defesa o fato ocorreu em Norwich em 1957. O piloto de 26 anos havia decolado junto com seu da base da Força Aérea Real em Kent. Mas algo estranho havia ocorrido: Ele recebeu ordens para derrubar o OVNI antes de que as naves houvessem se encontrado para interceptação, algo que nunca havia ocorrido antes.

“Eu nunca esquecerei disso e pelos últimos 50 anos eu espero por uma explicação, mas nunca existiu uma. Uma noite eu recebi ordens para abrir fogo mesmo antes de decolar. Isso nunca havia acontecido antes. Eu estava pronto para abrir fogo à vontade com 24 foguetes: teria sido como um tiro de fragmentos de uma escopeta. Eu pedi por confirmação da ordem para atirar e a recebi.”

Para que as coisas focassem ainda mais estranhas, Milton, hoje com 77 anos, disse que recebeu no dia seguinte a visita de um estadunidense. O homem que vestia uma capa de chuva mostrou seu distintivo e disse ser na National Security Agency (Agência de Segurança Nacional). Ele disse que o que ocorreu no dia anterior deveria ser mantido em total segredo.

Especialistas em OVNIs disseram que, enquanto tudo isso pode ser explicado pela existência do Project Palladium (experimentos que a CIA conduziu nesta época para criar leituras de radar falsas na União Soviética), isso não explica porque os pilotos receberam ordem para atirar todo o armamento carregado pela aeronave, porque o blip apareceu no espaço aéreo britânico ou ainda porque o piloto viu um OVNI.

Não há relatos oficiais de OVNIs no Brasil tão interessantes e detalhados.

Há ainda outro caso interessante nos arquivos secretos: O registro de um fato onde quase ocorreu uma colisão a 22 mil pés de altura (6,7 km), 17 anos atrás. No vôo AZ 284, da Alitalia, um OVNI quase colidiu com a aeronave comercial enquanto se aproximada do aeroporto de Heathrow. Felizmente nada aconteceu, pois o objeto desapareceu completamente pouco antes do impacto. [The Age and BBC]