Arquivo da tag: sexualidade

Orgasmos na masturbação X orgasmos na relação

Padrão

O que acontece que muitas mulheres reclamam de falta de orgasmos na penetração mas conseguem tê-los na sua masturbação, que problema é este?

Na verdade quando a mulher diz que consegue ter orgasmos na masturbação e não consegue na penetração então já sabemos que ela não tem problemas mais graves. Não é problema de hormônio, não é problema de corpo, o problema está todo na cabeça ou na relação com o parceiro, claro que não podemos desconsiderar certas crises, inseguranças ou até mesmo problemas financeiros que possam estar atrelado a falta de orgasmo. Mas se ela consegue hoje ter orgasmo na masturbação então por que não conseguiria tê-lo amanhã com o parceiro?

Isso indica problemas na própria relação e neste ponto não tem como correr, o problema é na relação sim. Mas tudo pode ser resolvido com uma conversa, pelo menos na maioria das vezes. O que não podemos aceitar é que você deixe de ter o seu orgasmo, isso nunca.

Se o problema é na relação então o lance é conversar e ver o que está acontecendo. Pode ser que não tenha estimulo suficiente para a penetração e o seu parceiro, apressado, já está dentro de você, isso retira o tempo necessário para uma boa resposta sexual e a conseqüência é quase inevitável, ele ejacula e perde a potencia e você fica aí reclamando da vida, solução? Um belo vibrador ou um bom bate papo para que ele entenda que você tem que estar mais excitada para ser penetrada, isso geralmente resolve.

Mas não adianta negar, cama é prazer. Este negócio de ficar com alguém que você ama,mas não tem prazer na cama é lindo, muito romântico, mas sinceramente pode gerar muitos problemas graves na sexualidade da mulher, isso sem falar da falta de prazer e do vazio interno que esta mulher possa sentir. Depois ela arruma outro que dá maior tesão e o cara reclama que foi traído. Para que trair se pode ser tudo revisto?

Se não estiver conseguindo resolver sozinha procure um profissional, afinal ele está lá para ajudar você e não tem que ter medo. Fico as vezes observando e percebo que a mulher demora em média 3 a 4 meses para buscar ajuda especializada, ou seja, ela passa 4 meses sofrendo para poder tomar coragem de buscar ajuda. Para que sofrer tanto? É muito tempo. Está com problema então busque logo a ajuda necessária.

Saiba que quanto antes você resolver isso melhor será para sua saúde e para sua relação. Não esquece que ele também pode achar a relação monótona e buscar umas aventuras por ai, infelizmente é assim que as coisas funcionam na sociedade machista. Mas antes de atacar a pedra na infidelidade pergunte a si mesma o que você fez para melhorar a sua relação, porque é muito fácil culpar o outro e se colocar como vítima. Não deixe isso acontecer em sua vida, tome uma atitude, seja feliz, você merece.

40 ERROS QUE AS MULHERES COMETEM NA HORA H!

Padrão

NÃO BEIJAR.
Apesar ddas lendas populares dizerem que homem não gosta de beijar na boca, homem gosta sim, e muito, de dar uns beijos na hora h.
NÃO GOZAR NUM TEMPO RAZOÁVEL.
Ok, a maioria dos homens não se preocupa muito com o orgasmo da parceira, mas você também têm que entender que não dá pra ficar a vida toda masturbando, transando ou fazendo oral em vocês.

NÃO DEPILAR AS PERNAS, VIRILHA E AXILAS.
Encontrar um simples pelinho em locais inadequados (bumbum, suvaco) é motivo para perder totalmente o tesão,fazendo-nos quase levá-la a uma farmácia mais próxima pra comprar um kit para depilação. Mulher tem que ser lisinha, delicadinha, salvo o gosto de alguns homens que gostam de reviver uma aula de História da era paleozóica na cama. Não pense mal de nossas pobres antepassadas, não existia gillete ou outas ferramentas para tanto, mas hoje, sem desculpas.

ESPREMER O SACO DELE.
Um estímulo no saco escrotal é sim bem-vindo, mas apertar como se estivesse fazendo uma laranjada não só acaba com o tesão como também dói, e muito.

ABOCANHAR O SACO DELE.
É o mesmo caso do ítem anterior.

APERTAR OS MAMILOS DELe.
Se para as mulheres, os mamilos são uma zona extremamente sensível, no caso do homem, a única coisa que sentimos é dor, muita dor.

IGNORAR AS OUTRAS PARTES DO CORPO DELE.
Um homem não é uma via expressa com somente uma pista. Lembre-se que beijos, apertos e arranhões por todo o corpo são sempre muito bem recebidos.

PUXAR A CUECA.
Não sei se dá para perceber, mas enfiar a mão por debaixo da calça do homem e ficar puxando a cueca, como que esperando o rompimento do elástico, é uma prática dolorosa, para não dizer torturante.

NÃO SABER COLOCAR A CAMISINHA.
Ok, é uma responsabilidade do homem, mas saber fazer esse procedimento, principalmente com criatividade, como utilizando os lábios, pode ser um diferencial na cama.

MORDISCAR O PÊNIS.
Sexo oral é a coisa mais gostosa que o homem pode receber, mas não precisa colocar seus dentes ali para nos lembrar que isso pode ser extremamente doloroso também.

NÃO PARAR PRA RESPIRAR.
Ao contrário das mulheres, os homens precisam de tempo para respirar, porque para podermos fazer sexo oral, geralmente estamos completamente enfiados “dentro” da cintura de vocês, impossibilitando a continuação da respiração.

DESPIR-SE ESTUPIDAMENTE.
Lembre-se sempre que o ato sexual é um ritual sagrado, então jamais tire apressadamente as suas roupas ou as do seu namorado, isso vai acabar completamente com o clima.

UTILIZAR CALCINHA BEGE.
Quando estamos chegando no grande momento de ver sua calcinha, (aliás estamos a todo momento imaginando como deve ser sua calcinha, que cor, textura, sem textura, com lacinho, fitinhas, desde que nos encontramos com vc), assim que nossos olhos pousam sobre uma calcinha bege, o pavor é tanto que gera um conflito de imagens ligando nossa pobre vovozinha à você, e fazendo nos esticar a mao, para procurar uma tesoura para tirar isso de você o mais rápido possível. Calcinha bege funciona como um feitiço do mal em nossas mentes: é uma mistura de perder o tesão com imaginar porque você pegou pegou calcinha da sua vó com imaginar vc bem idosa. Portanto cuidado neste ítem, ele pode acabar com um relacionamento.

SER OBCECADA PELA VAGINA.
Acreditem, os homens não gostam apenas de sua vagina, mas também da sua bunda, seus seios, suas coxas…

MASSAGEM GROSSEIRA.
Você tenta dar a ele uma massagem sensual, relaxante, para deixá-lo no ponto. Pode usar as mãos e pontas dos dedos; cotovelos e joelhos, não.

TIRAR A ROUPA DEPRESSA DEMAIS.
Não force a barra tirando a roupa antes que ele tenha feito algum gesto para ver o seu material, mesmo que seja apenas desabotoar dois botões.

TIRAR AS CALÇAS PRIMEIRO.
Uma mulher de meias e calcinha é horrível. Tire as meias primeiro.

FAZER SILÊNCIO DEMAIS.
Não queremos que vocês façam tanto barulho quanto uma atriz pornô, mas uns gemidinhos são indispensáveis na hora da transa.

FICAR QUIETA DEMAIS.
A falta de movimentos na hora do sexo também atrapalha e muito. Não é nem um pouco agradável a sensação de estar transando com uma estátua.

GOZAR DEPRESSA DEMAIS.
Por mais que a mulher possa ter vários orgasmos numa mesma transa, não é legal quando a mulher goza logo de cara e pede uma pausa pra se recuperar.

DAR UM CHUPÃO NO PESCOÇO.
Beijos, carícias, são legais. Mordidas leves, também. Chupão, com direito a marca, jamais.

MENTIR DIZENDO QUE GOZOU.
Se os homens não percebem se você gozou ou não e cometeram a indelicadeza de perguntar, não complique a situação. Mentir que você gozou apenas vai piorar a situação, pois ele vai achar que fez a coisa certa na cama.

FAZER SEXO ORAL COM GENTILEZA EXCESSIVA.
Não precisa fazer sexo oral com a mesma vontade que você avança numa torta de chocolate, mas fazer com nojo é o mesmo que não fazer.

NÃO CUTUCAR A CABEÇA DELE.
Como já foi dito anteriormente, fazer sexo com uma estátua é extremamente ruim. O fato de vocês puxarem ou empurrarem nossas cabeças durante o sexo oral é um ótimo indicativo de que a coisa está boa.

NÃO AVISAR ANTES DE GOZAR.
Como nos preocupamos com o orgasmo de vocês, queremos ajudar a aproveitar melhor cada segundo. Logo, saber quando ele está chegando é essencial.

FICAR SE MEXENDO DURANTE O BOQUETE.
Não precisa fiacr completamente parada, mas não precisa dançar e rebolar enquanto fazer um boquetinho né?

FAZER PERGUNTAS DEMAIS.
Não somos brutos insensíveis, mas convenhamos, cama não é para ficar fazendo mil questionamentos ou perguntando né?

DEIXÁ-Lo POR CIMA POR ERAS.
Papai e mamãe até é gostoso, mas para o homem, é a posição menos estimulante visualmente falando. Então, saiba que o homem por baixo, ou a mulher de 4, são muito mais gostosos para nós.

TENTAR FAZER FIO TERRA E FINGIR QUE FOI UM ACIDENTE.
Tem homem que gosta, ok. Mas pergunte antes. De uma forma geral, homem associa este ato a homossexualismo, ou seja, não quer.

NÃO TER IMAGINAÇÃO SUFICIENTE.
Imaginação vai desde desenhar padrões nas costas dele até derramar mel sobre ele e lambê-lo. Frutas, vegetais, gelo e plumas são todos dispositivos úteis; cera quente e tinta indelével, de jeito nenhum.

SENTAR SOBRE O ESTÔMAGO DELE.
Tudo bem que gostamos de ter vocÊ por cima, mas tome muito cuidado onde se apóia.

COLOCÁ-Lo EM POSES ESTÚPIDAS.
Existem posições que nos expõe ao ridículo extremo, então, por favor, jamais se esqueçam que temos duas bolas no meio das pernas que doem muito quando pressionadas.

PROCURAR PELA PRÓSTATA DELE.
Como já foi dito anteriormente, fio terra apenas com autorização prévia.

DAR-LHE MORDIDAS DE AMOR.
É extremamente erótico exercer alguma sucção gentil nos lados do pescoço, se você fizer isso com cuidado. Nenhum homem quer ter que usar golas rolê por semanas a fio.

LADRAR INSTRUÇÕES.
Não dê gritos de incentivo como um treinador com um megafone. Não é lá muito excitante.

INSEGURANÇA.
É normal todo mundo ter um pouco de insegurança, tanto na cama quanto na vida, mas há um limite muito claro para isso. Quando um homem tem que repetir algo pela terceira vez, tenha certeza que já está sendo irritante o suficiente para ser brochante.

FALAR ALTO.
Mesmo quando estiver bem longe da cama, jamais fale alto. Gritar é um descontrole que faz o seu homem sentir vergonha e não querer mais saber de ficar ao seu lado.

Fonte:Site acidezmental

Sexo na gravidez

Padrão

A gravidez é realmente um período repleto de transformações. Inundada por um verdadeiro mar de hormônios, a mulher sente na pele essas mudanças: o peso aumenta, os seios crescem, o corpo, a agilidade, o apetite e o sono não são iguais ao que eram antes. E a sensibilidade? Essa então…a emoção fica à flor da pele!

Com o sexo não poderia ser diferente. Muitos casais experimentam mudanças importantes no decorrer dos nove meses de gestação, seja no modo de se relacionar sexualmente (algumas posições podem ficar bem mais difíceis com o crescer da barriga) ou na intensidade do seu desejo, que pode diminuir ou aumentar.

Durante uma gravidez normal, ou seja, se não houver nenhuma ameaça de aborto, parto prematuro ou qualquer outra condição que represente uma ameaça iminente, não há motivo para não se ter relações sexuais

Existem muitos mitos e tabus ao redor da sexualidade na gravidez. Algumas pessoas acreditam que o casal que mantém uma vida sexual ativa durante a gestação pode acabar prejudicando o bebê, o que nem sempre é verdade.

Durante uma gravidez normal, ou seja, se não houver nenhuma ameaça de aborto, parto prematuro ou qualquer outra condição que represente uma ameaça iminente, não há motivo para não se ter relações sexuais. Se tudo estiver correndo bem com a mãe e com o bebê, é até bom que a vida sexual seja mantida, pois relaxa, aumenta a cumplicidade do casal, alivia as tensões a ainda passa boas energias para o futuro bebê!

Fonte:bolsademulher

Maternidade x sexualidade: Quando a chama do desejo ameaça apagar

Padrão

Maternidade x sexualidade: Quando a chama do desejo ameaça apagar. Desde que o mundo é mundo, a mulher se sente dividida entre esse os papéis de mãe e mulher. Como se eles pudessem ser dissociados.

Desde que o mundo é mundo, a mulher se sente dividida entre esse os papéis de mãe e mulher. Como se eles pudessem ser dissociados. Apesar de toda mulher já ter escutado que “ser mãe é padecer no paraíso”, elas continuam desejando ter filhos. A mulher sempre acaba dividida entre dois lados: o demétrico, ligado à maternidade, e o afrodisíaco, ligado à sexualidade. Toda mulher tem esses dois lados, mas algumas são mais maternais que outras.

Em todo início de relacionamento, o sexo quase sempre é maravilhoso. Lugares inusitados, fantasias mil, libido à flor da pele, fogo e paixão. Com o passar do tempo, a estabilidade emocional, a intimidade a rotina passa a ser uma ameaça constante para aquele fogo que lentamente vai apagando.

Homens e mulheres sentem e demonstram de forma bem diferente o desejo sexual. Alguns homens se sentem rejeitados e, muitas vezes, humilhados quando a parceira se nega a fazer sexo. Dificilmente eles compreendem que naquele momento ela não está sentindo as mesmas necessidades. É preciso manter a calma e conversar abertamente sobre as necessidades e os desejos sexuais de cada um.

Para manter uma relação sexual com qualidade é preciso estar conectado emocionalmente no outro, estar bem fisicamente, motivado e relaxado. Para a maioria das pessoas sexo é muito mais do que prazer físico. É uma forma de expressão que revela a personalidade de cada um. Portanto, o que se faz ou sente neste momento de troca reflete a visão que cada um tem do outro, da vida e do mundo.

Você já parou para pensar o que representa para você?

Ao ter uma compreensão maior sobre a sua personalidade sexual, é possível saber o que está bom e o que precisa ser melhorado na sua vida a dois. A maioria das mulheres-mães não tem tempo para analisar sua sexualidade, preferem dedicar-se aos filhos e a casa. É por isso que as questões sexuais continuam sendo um tabu. Conhecer o seu corpo e como você gosta de ser tocada, o prazer da vida a dois pode ser muito gratificante.

Todas as mulheres têm em mente um modelo que representa a sexualidade feminina? Acontece que ao se tornar mãe e esposa, a mulher inconscientemente deixa o lado sexual adormecer. Esquecem que sente desejo, vontades. E o resultado dessa atitude é deixar o sexo esfriar e cair na rotina. Cabe a nós mulheres perceber o que precisamos trabalhar nessa questão da maternidade x sexualidade. Uma não exclui a outra. Em outras palavras, os parceiros se ressentem da falta de desejo, do fogo e da paixão da época de namoro.

Existem alguns fatores que podem desencadear a falta de interesse pelo sexo:

– Problemas emocionais
– Rotina
– Estresse
– Despreparo sexual
– Falta de informação
– Fadiga
– Relação insatisfatória
– Alguns medicamentos
– Excesso de trabalho
– Pressão profissional
– Religião
– Ejaculação precoce

Se a sexualidade está sendo o último item das suas prioridades, você está tendo problemas. Este é o ponto de partida para as discussões e as dificuldades conjugais. A satisfação sexual e o tesão que um sente pelo outro são fundamentais para a felicidade fora da cama e são a base da relação. É este tesão que reacende a vontade de permanecerem juntos e que, inconscientemente, permite que um admire o outro mesmo nos momentos de crise e faz com que as outras pessoas não representem um risco ao relacionamento.

Fonte:toquefeminino.com.br

O sexo que os homens adoram

Padrão

Ter relações sexuais com a mulher de costas é um verdadeiro deleite para alguns homens. A maioria simplesmente adora. Esta posição une a paixão que o sexo masculino tem pelas nádegas femininas e ainda é uma forma de eles exercitarem o poder.

Ter relações sexuais com a mulher de costas é um verdadeiro deleite para alguns homens. A maioria simplesmente adora. Esta posição une a paixão que o sexo masculino tem pelas nádegas femininas e ainda é uma forma de eles exercitarem o poder. O problema é que nem todas as mulheres gostam ou conseguem aproveitar muito.

Para a grande maioria, é, no mínimo, desconfortável ficar de costas, paralisada, e sem ver o rosto do parceiro. Já para os homens, é natural. Como diz o psicólogo Oswaldo M.Rodrigues Jr, do Instituto Paulista de Sexualidade, o homem é educado para comandar, ganhar e vencer. E ficar por cima é só uma conseqüência disso.

Despertando paixões

E não há como negar: ter uma relação sexual por trás dá aos homens a sensação de estar fazendo sexo anal. Isso provoca prazer e é um componente a mais de excitação. Principalmente porque, como lembra Rodrigues Jr., embora seja uma prática muito desejada por eles, é um tipo de relação ainda tabu.

Além disso, apesar da invasão dos seios siliconados, as nádegas continuam sendo a paixão nacional. E o simples fato de poder observá-las sem restrições é motivo de prazer. “Para muitos homens, as nádegas femininas são particularmente excitantes e eles podem gostar desta posição porque ela permite maior contato com esta região anatômica”, diz a sexóloga Sandra Baptista.

Ela ressalta ainda que é uma posição cômoda e sensual, embora possa não parecer tão terna e romântica como aquela em que o casal se beija e se olha. Talvez por esses motivos, algumas mulheres se mostrem um pouco reticentes quanto à prática. Por parecer própria do mundo animal.

Aliás, sob esse aspecto, o sexólogo Théo Lerner conta que, com a normatização dos comportamentos sexuais do ocidente, se buscou justificar a teoria da divindade do homem por meio de sua distinção dos animais. Assim, segundo ele, tudo que pudesse ser assemelhado aos bichos era tido como impuro, inadequado e bestial.

“Nesse contexto se incluía a posição da relação por trás. A única posição permitida, e assim mesmo apenas para cumprir os deveres reprodutivos do casal, era o clássico papai e mamãe ou posição missionária”, diz. Felizmente, graças às mudanças que vêm ocorrendo nas últimas décadas, o enfoque religioso em relação ao sexo tem perdido a força.

Vantagens da posição

Durante a gravidez, principalmente nos últimos meses, esta é uma das posições preferidas entre os casais. Especialmente pela questão do conforto e pela própria praticidade, não oferecendo riscos ou desconfortos para a mulher. Sem falar ainda que, conforme explica a sexóloga Sandra, ao se ter relações por trás, há uma estimulação adicional no clitóris.

Além de outras vantagens, como o fato de homem ficar com as mãos livres para explorar o corpo da mulher, provocando estímulos extras com carícias nos seios, nos ombros, nas nádegas e até mesmo na região vaginal. Além disso, há o prazer que a sensação do corpo do homem sobre o da mulher pode provocar.

“A pressão que o movimento da relação por trás produz na região abdominal da mulher é intenso e fantástico para muitas e é altamente erótico para o homem”, diz. Então, a melhor opção é deixar os preconceitos de lado, e experimentar o prazer.

Fonte:toquefeminino