Arquivo da tag: vestir

15 regras para se vestir bem

Padrão
Ser elegante não é, nem de longe, uma missão impossível: com cuidados simples, dá pra ficar impecável e chique sem muito esforço!

1. Descubra seu tipo físico

Esse é o passo mais importante para se vestir bem. Tire as medidas e confira seu tipo de corpo:-Retângulo – Ombros, cintura e quadris têm as mesmas medidas.

-Ampulheta – Busto e quadril da mesma medida e cinturinha mais fina.

-Triângulo invertido – Ombros são mais largos do que os quadris e as coxas.

– Oval – A cintura, os ombros, as costas e o peito são maiores que os quadris e as coxas.

-Triângulo – Nesse tipo físico, os quadris são bem largos e os ombros são estreitos.

2. Valorize seus pontos fortes

 Qual é a parte mais bonita do seu corpo? Descubra e chame atenção para essa região. Se você adora suas pernas, por exemplo, aposte nas saias. Assim, você tira a atenção dos lugares de que gosta menos.

3. Não mostre demais a sua pele!

 Usar um superdecote com uma minissaia até destaca todos seus atributos, mas fica vulgar. Se seu objetivo é ficar sensual, deixe apenas uma região à mostra e use um belo salto alto. É mais que suficiente!

4. Reconheça sua idade

 O que vestimos aos 15 anos dificilmente continuará legal no corpo quando chegarmos aos 30. A partir dessa idade, é preciso redobrar a atenção: roupas com cortes mais estruturados ficam melhor, porque não destacam defeitinhos como celulite, culote e barriga.

5. Enxugue as medidas

 A maneira mais fácil de fazer isso é usar roupas escuras. Mas nada de fazer o look preto total, que deixa a imagem muito pesada! Incremente a produção com uma bela bolsa ou com acessórios coloridos e alegres.

6. Vista seu número

 Se você usa roupas maiores que seu tamanho, só para poder esconder as gordurinhas, está cometendo um crime contra si. O mesmo serve para quem veste jeans apertado: destaca justamente o que não deveria.

 7. Descubra o poder dos decotes

 Os decotes em V e U são perfeitos para quem tem busto grande. Já os do tipo canoa e tomara-que-caia aumentam o tamanho dos ombros e são ótimos para quem tem ombros muito estreitos.

 

8. Aposte nos acessórios

 Eles levantam qualquer modelito e desviam a atenção dos seus defeitinhos. Atente para as combinações – não dá para usar brinco hippie com colar de pérola. Evite pôr tudo: brinco, pulseira, colar, anel, tornozeleira… Você não é uma vitrine!

9. Deixe a calça tocar no peito do pé

 Sabe por quê? Quando encosta em cima do pé, a calça alonga a silhueta. Isso dá a impressão de que você é mais magra. A barra deve parar no meio do salto. Se for usar uma sapatilha ou um sapato baixinho, dobre um pouquinho a calça, para que a barra não fique arrastando no chão.

10. Cuidado com pregas e volumes

 

Eles podem aumentar ainda mais suas medidas. Por isso, tome cuidado na hora de usá-los. Coloque pregas e volumes apenas se quiser valorizar a região onde eles vão ficar. Uma boa ideia é usar uma saia balonê quando você é reta e não tem bumbum. O efeito é chique e imediato!

11. Escolha estampas pequenas

 Quer usar estampas? Aposte nas pequenas. As grandes aumentam as medidas e, na maior parte das vezes, só ficam bem em sofás e cortinas.

12. Tenha peças curingas

 

Sempre tenha no guarda-roupa: vestido preto, terninho de cor neutra, casaquinhos de meia-estação, camisas brancas, sapato fechado de salto médio, bota elegante, uma bolsa básica e um bom e surrado jeans.

13. Respeite seu estado de espírito

 Quando uma pessoa está triste, procura cores sempre escuras. Quem está alegre usa peças mais vivas. Não quebre a cabeça tentando um look colorido se não estiver num bom dia. Que tal o pretinho básico?

14. Atente para o tecido

 Panos pesados, como brim, lã e sarja, podem estragar o visual. Use-os com moderação. Sempre que escolher uma peça assim, combine-a com tecidos mais leves.

15. Olhe-se no espelho!

 Esta é a principal regra para se vestir bem. Aprenda a se ver! Quando estiver experimentando uma peça, preste atenção em como ela cai no seu corpo.

 

 Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

Xadrez ganha a cara do verão

Padrão



. E como não podia deixar de ser, as bolsas: grandes ou pequenas estão seguindo a nova tendência.

O xadrez vai ser o hit do verão: blusas, vestidos, bermudas e sapatilhas já apresentam a nova estampa

Em Juiz de Fora, já é possível ver modelos variados nas vitrines e, principalmente, no comércio ambulante. A procura está crescendo dia após dia e as mulheres estão perdendo o preconceito contra a estampa, associada ao clima pesado das estações mais frias.

No verão 2008/2009 o xadrez vem em cores que fogem do marrom e do preto e os modelos são despojados e joviais. As maxi bolsas que conquistaram as mulheres desde 2007 não perdem espaço na moda xadrez. A estampa invade o modelo também, assim como os modelos pequenos e médios que foram sucesso na coleção outono/inverno. Ninguém fica de fora da onda xadrez.

Vendedora de uma barraca do centro da cidade, Tânia Dutra conta que, embora seja a moda da estação, o xadrez ainda encontra certa resistência. “Tem quem chegue aqui e fique na dúvida, me pergunta o que eu acho, mas acaba levando uma que combine com o seu estilo”.

Para a comerciante, esse estilo tem muito a ver com a faixa etária. “Normalmente, as mais jovens procuram os modelos maiores e os de regular. Já as senhoras, escolhem as mais discretas e menos coloridas”, diz.

O uso do xadrez precisa de discernimento e bom senso, como diz a dona de uma loja de bolsas, Cláudia da Cunha. “Tem que saber escolher bem a roupa e o xadrez que vai trabalhar. Quanto menos detalhe, menos colorido, mais fácil de combinar. Tem que dosar a roupa que vai vestir”, orienta.

Tânia acredita que o ponto alto da bolsa xadrez é o seu caráter descontraído. “A bolsa xadrez é leve, não pesa tanto no visual e pode ser usada de chinelo ou de jeans, fazendo um estilo mais despojado e à vontade”, diz. Para ela, essa bolsa vai bem com qualquer coisa, só não fica legal se for usada à noite, porque nessa ocasião, pede-se algo mais formal.

No que se refere às vendas, Tânia não tem do que reclamar. Ela vende, em média, de oito a dez bolsas por dia e ainda recebe encomendas. “Tem saído bastante esses modelos xadrez e eu acho que quando o verão chegar mesmo vai sair ainda mais porque as pessoas podem levá-la para a praia ou para a piscina para colocar as coisas básicas e ficar bonita”, acredita.

Apesar do otimismo de Tânia, Cláudia revela que em seu estabelecimento a procura ainda é bastante tímida e as tradicionais continuam sendo as mais vendidas, mas numa coisa elas concordam: quando a estação dourada chegar, não vai ter para ninguém e o xadrez vai invadir os guarda-roupas das juizforanas.

A primavera chegou semana passada, mas chegou com frio e as pessoas ainda não estão comprando muito as peças xadrez. As vitrines já estão com a moda da estação, mas ainda não está saindo muito. É preciso esperar o verão chegar mesmo para as pessoas começarem a querer usar as peças mais ousadas”, avalia Cláudia.

Fonte:acessa.com