Arquivo da tag: programa

Cadeira quebra e Ana Maria leva tombo ao vivo no “Mais Você”

Padrão

Ana Maria Braga pagou um mico, na manhã desta segunda-feira (10), durante a apresentação do Mais Você, da Rede Globo.

A apresentadora recebeu a presença da jornalista Glenda Koslowski para falar sobre a Copa da África do Sul. O que a loira não esperava, no entanto, era cair da cadeira. Enquanto conversava e mostrava a camiseta do evento, Ana Maria perdeu o quelíbrio e foi direto para o chão. Confira o vídeo!

Anúncios

Kiabbo, ex-MTV, desabafa: “Marcelo Adnet era um chato”

Padrão

Kiabbo, codinome do músico Felipe Ricotta, saiu chateado da MTV. Ele, que fazia o parceiro mascarado de Marcelo Adnet no programa 15 Minutos, disse que foi expulso do programa humorístico e da emissora. Em em uma conversa franca com R7,  Ricotta fez seu desabafo. Confira a entrevista exclusiva:

R7 – Quando você saiu da MTV foi veiculado que o motivo era sua vontade em tocar projetos musicais. Foi por isso mesmo?
Felipe Ricotta, o Kiabbo – Isso é mentira! Eles me expulsaram do programa! Eu faço meu trabalho musical, paralelamente, desde 2008. Foi uma desculpa, cara. Desde o começo, o Marcelo Adnet queria colocar um amigo dele no programa, acho que é o mesmo que me substituiu no 15 Minutos agora [Rafael Queiroga]. Na época, a MTV fez um piloto comigo e um com o amigo dele, só que a emissora bateu o pé de que queria que fosse eu o parceiro do Marcelo no programa.

R7 – Como era sua relação com Marcelo Adnet nos bastidores?
Ricotta – Eu me dou bem com todo mundo. Sou muito tranquilo até mesmo naquele universo [MTV] em que rola muita crise de ego. Mas o maluco [Marcelo Adnet] tinha onda de mandão. Ele queria ficar dando ordem. Não aceitava ideia dos outros, as dele eram sempre as melhores. Um cara chato, de chegar a um ponto em que você fala “tá bom cara, vai então”. Meu irmão, ele queria ficar impondo o que eu ia tocar no programa! O problema é que toda a vez em que eu ia contra ele, eu estava indo contra a emissora. Ele era a aposta da emissora e eu não. Era uma situação meio chata e por isso minha reputação nos bastidores era ruim. Mas se falarmos em termos de audiência, a dupla [Marcelo Adnet e Kiabbo] sempre funcionou muito melhor que ele sozinho ou do que ele com qualquer outra galera. Porque eu moldei o personagem para complementar e, já que ele fazia um humor mais popular, eu seguia justamente para um outro lado com o intuito de acrescentar. Mas ele não enxergava dessa forma. Uma vez ouvi da boca dele [Marcelo Adnet] “Eu sou f… tanto faz quem está do meu lado”. Eu ouvi isso dentro da MTV. Foi muito desagradável.
R7 – Por que você saiu?
Ricotta – Quando me convidaram, falaram que eu iria fazer dupla com o Marcelo Adnet. Mas ninguém falou que eu teria de fazer papel de escada para levantar o cara. E ele [Marcelo Adnet] queria impor isto a qualquer custo. A gente ia para o ar e o cara não deixava eu falar. E quando ele surgiu estava todo mundo deslumbrado com o cara. Foi uma grande aposta da MTV. Houve um trabalho forte de mídia em cima dele, enquanto eu fiquei totalmente de lado. Não entendi. Me botaram no ar para ser escada do cara! Não respeitaram meu trabalho mesmo sabendo que eu já tinha uma história na MTV antes do programa.

R7 – Quando você entrou na MTV?
Ricotta – Acho que em 2005. Eu trabalhava lá há um tempão. Quando fui convidado pela emissora, já escrevia em vários sites e fazia um repórter na internet, que fez um sucesso entre o público do rock. Do mesmo jeito que o Marcelo Adnet era conhecido por trabalhos no cinema e no teatro, eu também já era conhecido no meio do rock, tinha feito um barulho legal e não cheguei do nada. Foi uma p… falta de respeito o que rolou! E culpa do jogo de ego que rola lá dentro [MTV]. Me botaram no ar e em seguida me boicotaram. Não deixaram o Kiabbo crescer. Era um personagem que tinha muito mais a ver com a MTV do que essa nova geração que, com todo o respeito, não está nem aí para MTV. São pessoas que só querem espaço na TV para poder crescer e ir para outra emissora.

R7 – Você acha quer a MTV não valorizava seu trabalho?
Ricotta – Não sei, mas o que me deixou mais chateado foi que, mesmo depois do “boom” que o programa 15 Minutos deu, eles falaram claramente que eu não podia me impor muito e que meu personagem não podia crescer porque o programa era do Marcelo Adnet. E, no final da contas, ficou a impressão de que sou ruim para a TV, porque o cara se destacava muito mais. Mas na verdade eu estava me poupando. Tenho noção que rendia só 10, 20% do que posso render, pois trabalhava em prol da emissora. Eu estava do lado deles. E daí me aprontaram uma dessa, fiquei bem chateado mesmo.

R7 – Então você foi pego de surpresa? Esperava que a MTV renovasse seu contrato?
Ricotta – Eles queriam que eu tirasse a máscara dentro do programa. Mas eu não quis botar minha cara na TV para manter o personagem. Além disso, quiseram me dar um espaço no 15 minutos em Dobro, em que teria um tempo de três minutos num programa de 30. Em vez de fortalecer o personagem, eles queriam minimizar o Kiabbo mais ainda. Preferi não fazer. Não acho certo. Acho que foi por isso que eles não quiseram mais o personagem. Foi uma coisa muito estranha, por que o Kiabbo é muito querido entre o público da MTV. Quando o personagem tinha tudo para se desenvolver e crescer, eles vieram e me quebraram, parecia que queriam me f….

 

R7 – Foi você que optou por utilizar a máscara e não mostrar o rosto?
Ricotta – As pessoas confudem um pouco essa história. Na verdade, eu só topei fazer porque não ia botar a cara na TV. A chefe na época, a senhora Lilian Amarante, contou qual era a ideia do personagem, que ele ia ser meio misterioso e só por isso aceitei. Eles também queriam que eu usasse o meu nome, mas eu não quis, porque não sou humorista e estava muito preocupado com minha carreira paralela de músico.

R7 – E quais são seus projetos atualmente? Você pretende voltar para a TV?
Ricotta – Eu estou com um projeto chamado Máquina Berradora, funciona como um duelo. Eu contra um músico local. Viajo sozinho e convido as pessoas que encontro para tocar. Sem ensaio nem preparação. Mas estou dando um tempo e mais para frente quero lançar um disco. Já rolou alguns convites [para trabalhar na TV] em que preferi segurar a onda. Tenho vontade, mas depende muito da proposta.

Grupo Hermes e Renato troca MTV por Record

Padrão

A equipe de humor do programa Hermes e Renato, da MTV, vai trabalhar na Record em 2010. Na última segunda (18), eles foram vistos circulando nos corredores da emissora, com a qual acabam de fechar contrato.

A trupe de humor fará parte do programa Os Legendários, que será uma atração semanal, ao vivo, comandada por Marcos Mion, também vindo da MTV. Os atores chegaram a tentar contraproposta da MTV, que não quis cobrir a oferta feita pela Record.

Mion fez um verdadeiro desfalque no casting da emissora jovem. O apresentador também levou com ele os VJs Felipe Solari e João Gordo. Os Legendários ainda terá os humoristas Mia Mello e Marcelo Marrom, do grupo teatral Deznecessários, e também o repórter Gui Pádua, especializado em esportes radicais. A ex-BBB Jacqueline Khury completa a lista.

Procurada pelo R7, a assessoria da MTV afirmou que os atores Marco Antonio Alves (Hermes), Fausto Fanti (Renato), Adriano Silva (Joselito), Bruno Sutter (Detonator) e Felipe Torres (Boça), integrantes da trupe de comédia, não fazem mais parte do seu casting.

A assessoria informou ainda que não sofre com a saída dos cinco humoristas, já que vai continuar com seu núcleo de humor. A emissora não divulgou sua grade de 2010, já que está focada em sua programação de verão.

Claudia Leitte assume o comando do Tudo é Possível de Ano Novo

Padrão

No último Tudo é Possível de 2009, no ar dia 27/12, a cantora Claudia Leitte assume o comando do programa enquanto Ana Hickmann e seu marido Alexandre Corrêa enfrentam as “Outras” e os “Ricardões” no Jogo da Afinidade.

Ao final da brincadeira, Claudia anima a plateia com seus maiores sucessos.

Na Gincana Virtual, duas equipes de estudantes selecionam os 15 melhores vídeos da internet em 2009. O mais votado ganha um prêmio de R$ 2 mil.

E Ana Hickmann visita um baile funk no Rio de Janeiro ao lado da Valeska Popozuda e promete apredender alguns passos da dança.

No palco, novos segredos de magia serão revelados pelo internacional Mágico dos Mágicos.

E mais: Mário Kamia arrisca sua vida em um perigoso número de ilusionismo. Ele ficará preso nos trilhos de uma montanha-russa e terá que se soltar antes do carrinho passar. O Tudo é Possível especial de Ano Novo vai ao ar a partir das 12h30.

Ana Hickmann grava sua despedida do programa “Hoje em Dia”

Padrão

A modelo e apresentadora Ana Hickmann grava nesta quinta-feira (10) sua despedida do programa Hoje em Dia, da Rede Record. A atração irá ao ar no próximo dia 24.

Na gravação, além de Ana passar o microfone definitivamente para a amiga Gianne Albertoni, haverá a primeira parte do tradicional amigo-secreto do Hoje em Dia (aquele que Eliana nunca ia para não dar de cara com Edu Guedes…). Como o elenco da atração matinal é grande, o amigo-secreto será dividido em dois. O do time A, com os principais apresentadores da casa, e o do time B.

Melhor nem citar aqui quem está no time A e no B para não criar ciumeira. A modelo Giane Albertoni fez sua estreia no programa “Hoje em Dia”, da Record, no dia 12 de agosto deste ano para substituir Ana Hickmann. A musa precisa deixar a atração para cumprir compromissos no “Tudo é Possível”, comandado anteriormente por Eliana e agora assumido por ela.

Substituição: Justus vai apresentar programa de Silvio Santos

Padrão

Topa ou Não Topa, programa apresentado por Silvio Santos, que o SBT exibiu até o ano passado, voltará à grade da emissora em 2010, agora sob o comando de Roberto Justus.

Esta será uma das novidades que o publicitário e apresentador irá revelar à imprensa em entrevista coletiva daqui a pouco (se as chuvas em São Paulo deixarem). A outra novidade será um reality show que mistura elementos de O Aprendiz com Quem Quer Ser um Milionário?.

Justus irá apresentar dois programas no SBT em 2010, um em cada semestre. Um contra Cem, que não foi muito bem-sucedido no Ibope, acaba em fevereiro.

Tanto Topa ou Não Topa (originalmente Deal or No Deal) quanto o novo reality (e também Um contra Cem) são formatos da Endemol, a mesma de Big Brother. Topa ou Não Topa é um game show em que um participante tem de adivinhar em qual de 26 malas há o maior prêmio oferecido pelo programa (no SBT, era de R$ 1 milhão).

Maitê Proença se estranha com apresentadora em programa

Padrão

O clima pesou durante o programa “Saia Justa” da GNT. Maitê Proença e Márcia Tiburi, que comandam a atração, se desentenderam no ar.

Elas estavam falando sobre vaidade e beleza. Foi aí que Márcia deixou escapar que Maitê só conseguiu tudo o que tem na vida e está onde está por ser bonita. Maitê discordou e afirmou que é uma atriz. Ela deu a entender que não é só beleza que importa.

Mônica Waldvogel percebeu que poderia virar uma discussão maior e deu um jeito de mudar de assunto para acalmar os ânimos. Maitê foi elegante na resposta e não respondeu à altura à provocação da outra.