Arquivo da tag: Saúde

Como tratar a dengue

Padrão

A dengue é uma doença transmitida por um mosquito conhecido como Aedes aegypti. Se trata de uma enfermidade infecciosa que pode ser causada por um dos 4 tipos de vírus. A dengue é transmitida através da picada da fêmea do mosquito. O mosquito que possui o vírus da doença contamina as pessoas durante toda a vida. Além da dengue o Aedes aegypti também pode transmitir a febre amarela.

Como o mosquito procria ao colocar ovos em água parada, se faz necessário um completo serviço de limpeza de locais onde podem acumular água, além de colocação de tampas para evitar o acesso do mosquito a caixas de água ou pequenos reservatórios.

Os sintomas mais comuns da dengue são febres altas, dores de cabeça, perda do apetite, dores pelo corpo , cansaço e dor nos olhos. Algumas manchas podem surgir pelo corpo, elas tem coloração avermelhada.

A forma mais ameaçadora da dengue é a hemorrágica. Os sintomas descobertos no início são os mesmos de uma dengue comum, mas após alguns dias podem aparecer sangramentos. Se não for tratada de modo hábil e a tempo, a dengue hemorrágica pode até levar à morte.

O tratamento da dengue requer bastante repouso e a ingestão de muito líquido, como água, sucos naturais ou chá. No tratamento, também são usados medicamentos anti-térmicos que devem recomendados por um médico.

É importante destacar que a pessoa com dengue não pode tomar remédios à base de ácido acetil salicílico, como AAS, Melhoral, Doril, Sonrisal, Alka-Seltzer, Engov, Cibalena, Doloxene e Buferin. Como eles têm um efeito anticoagulante, podem promover sangramentos.

Os 10 Melhores Suplementos Para Ganho de Massa

Padrão

Com tantas opções no mercado, fica difícil saber quais são os melhores suplementos para ganho de massa. O mercado de suplementos para musculação cresce de forma absurda todos os anos e novos produtos são lançados todos os meses, portanto vale a pena ficar sabendo quais suplementos realmente podem lhe trazer benefícios quando o assunto é ganho de massa.

A lista que você verá abaixo não possui ordem especial, pois vários fatores podem definir quais suplementos podem ajudá-lo melhor a ganhar massa muscular.

SUPLEMENTOS MULTIVITAMINICOS PARA GANHO DE MASSA

Suplementos multivitaminicos geralmente são pequenos comprimidos que ajudam o seu corpo a obter as vitaminas e mineiras que ele necessita para se manter saudável, e no caso da musculação, se desenvolver.

Esses comprimidos são especialmente projetados para aumentar a ingestão de elementos essenciais ao seu corpo que dificilmente podem ser obtidos através da dieta, ou que necessitariam da ingestão de uma quantidade absurda de alimentos para sanar essas necessidades.

Como o corpo necessita de vitaminas e minerais para funcionar bem e se desenvolver, podemos inserir os suplementos multivitaminicos entre os melhores para ganho de massa.

 

SUPLEMENTOS HIPERCALÓRICOS PARA GANHO DE MASSA

Os suplementos hipercalóricos são os mais usados para ganho de massa, pois fornecem doses cavalares de calorias para os usuários. Como em regra geral precisamos aumentar nosso consumo calórico para ganhar massa muscular, os hipercalóricos cumprem muito bem essa função. Outra vantagem comum entre a maioria dos suplementos hipercalóricos é o preço. Geralmente o valor não é alto e o custo benefício é muito bom.

A desvantagem principal desse tipo de suplemento é que geralmente contém pobres quantidade de nutrientes como proteínas e carboidratos, e se usado incorretamente, pode fazer com que o indivíduo acumule gordura.

 

ZMA PARA GANHO DE MASSA

O ZMA é uma mistura de Zinco e Magnésio, ambos minerais essenciais ao organismo.

Muitas vezes ignorado dentro da dieta, seu corpo necessita desses minerais para regular diversas funções importantes no organismo, incluindo a energia celular e a síntese protéica.

Além disso, essa combinação aumenta os níveis de testosterona no organismo, o que consequentemente traz benefícios para o ganho de massa e força muscular.

 

CREATINA PARA GANHO DE MASSA

A creatina é um dos suplementos mais vendidos no mundo (talvez o mais) com muita razão.

Esse suplemento foi especialmente formulado para ajudar o corpo humano a gerar mais ATP, que é o nome dado ao estoque de energia primária do nosso organismo.

Embora nosso corpo produza creatina naturalmente, treinamentos intensos de musculação demandam uma quantidade maior de energia, e por isso a creatina se torna essencial.

Como a creatina promover ganhos de força e explosão, seus treinos poderão evoluir e consequentemente você aumentará seus ganhos de massa.

 

BCAA PARA GANHO DE MASSA

O BCAA é outro suplemento que circula no mercado de musculação há vários anos, sempre promovendo bons resultados.

Também conhecidos como aminoácidos de cadeia ramificada e credenciados por promover elementos anabólicos e anti-catabólicos, os BCAAs tornaram-se rapidamente uma escolha popular para quem quer manter e até mesmo ganhar massa muscular magra.

Suplementando com BCAAs você terá ajuda não só para construir músculos, como aproveitará os benefícios anti-catabólicos para evitar que seu corpo use o tecido muscular que já possui como fonte de energia.

 

Melhores Suplementos Para Ganho de Massa

WHEY PROTEIN PARA GANHO DE MASSA

Nenhum dos suplementos que vimos surtirão o efeito desejado se você não consumir a quantidade correta de proteínas diariamente, portanto podemos seguramente dizer que o Whey Protein (e os outros tipos de suplementos protéicos como albumina, caseína, etc.) é o melhor suplemento para ganho de massa muscular disponível no mercado.

A proteína é o principal responsável pela construção de músculos no corpo humano, e a falta dela pode até fazer com que você perca a massa muscular que já possui.

Portanto, se for para escolher apenas 1 suplemento para te ajudar a ganhar massa muscular, o Whey Protein é a melhor opção.

 

ÓXIDO NÍTRICO (NO2) PARA GANHO DE MASSA

Podemos dizer que os suplementos a base de óxido nítrico contribuem para o ganho de massa indiretamente.

Esses suplementos aumentam os vasos sanguíneos permitindo que os músculos sejam abastecidos mais rapidamente, além de fornecer mais energia para o usuário. Sendo assim, consumindo um óxido nítrico no pré-treino você terá mais força e explosão muscular, poderá executar o treino mais intensamente, e consequentemente ganhará mais massa muscular.

 

SUBSTITUTOS DE REFEIÇÃO PARA GANHO DE MASSA

Os substitutos de refeição são ótimos para substituir eventuais lacunas da sua alimentação. Por exemplo: se você trabalha, treina e estuda, pode ser que sua vida seja tão corrida que fique difícil comer de 3 em 3 horas e se alimentar como deve para ganhar massa muscular. Sendo assim, como esses suplementos são em forma de shakes, é possível levar com você tranquilamente para qualquer lugar.

Esses suplementos costumam ser ricos em proteínas e carboidratos, porém geralmente são muito caros, se tornando inviáveis para algumas pessoas.

 

GLUTAMINA PARA GANHO DE MASSA

A glutamina ajuda na recuperação muscular, e nosso próprio corpo produz esse aminoácido. O problema é que após o treino de musculação, ocorre uma grande queda desse aminoácido. Sendo assim a suplementação se torna viável para não prejudicar a recuperação muscular.

Porém, geralmente o custo benefício desse suplemento não é dos melhores.

 

PACKS PARA GANHO DE MASSA

Os Packs são suplementos que possuem uma grande quantidade de nutrientes que contribuem para diversas funções vitais no organismo, além de promover força e aumentar a recuperação.

Porém, o custo benefício desse suplemento não é tão bom, além de a quantidade abundante de nutrientes pode ser desnecessária dependendo da sua dieta.

Dica Importante: todos os suplementos que vimos acima realmente podem lhe ajudar no ganho de massa, porém nada é mais importante do que a alimentação. Se a sua alimentação não for boa, não há suplemento que faça milagre. Como o próprio nome sugere, os suplementos serve para completar a alimentação, e não para substituí-la por completo.

Prisão de ventre: cinco erros do dia a dia que favorecem o problema

Padrão

Aquela sensação de inchaço e de peso na região da barriga é incômoda e pode alterar até o humor de quem tem prisão de ventre. Sem perceber, é possível que você tenha atitudes cotidianas que acabam levando ao surgimento do problema.  “o estilo de vida moderno já favorece o aparecimento da prisão de ventre. Sedentarismo, alimentação inadequada, produtos industrializados de rápida absorção estão na lista das causas”.

  • 1
    Consumir fibras em excesso
     “consumir fibras ajuda bastante no funcionamento do intestino, porém o excesso de fibras também pode ser prejudicial, provocando o surgimento de gases e até a diminuição do ritmo intestinal. Existem alguns alimentos, como a maçã, que são ricos em fibras com características mais constipantes. O melhor é mesclar a ingestão de verduras, leguminosas, frutas e pães integrais”.

  • 2
    Sedentarismo
    Segundo André, “a atividade física leva a um melhor funcionamento intestinal pelo estímulo do peristaltismo (movimento) intestinal. Por isso, quem é sedentário tem maior chance de ter prisão de ventre. Os exercícios também liberam a tensão, diminuindo o estresse e a irritabilidade, que também podem provocar a prisão de ventre”.

  • 3
    Falta de rotina
    A vida corrida nos tira tempo precioso para muitas coisas, inclusive, para ir ao banheiro. “Uma pessoa que se alimenta corretamente, bebe bastante água, consome fibras e se exercita regularmente acaba criando, naturalmente, um horário do dia para evacuar. A desculpa da falta de tempo deixa de existir, a partir do momento que você cria este hábito”

  • 4
    Livros e smartphones
    Livros e smartphones no banheiro não estão proibidos. O problema é o tempo dedicado a eles. “Não os considero como distrações, o problema se instala quando você só levanta do vaso após passar de fase no jogo ou terminar o capítulo do livro. Permaneça sentado apenas o tempo necessário para evitar problemas como hemorroidas e até, mesmo, um prolapso”

  • 5
    Não beber água
    Não adianta consumir muita fibra e não hidratá-las. “Adquira o hábito de manter uma garrafa de água por perto, bebendo de 2 a 2,5l de líquidos por dia. Quem bebe menos água aumenta as chances de ter prisão de ventre”

Conheça 5 novos tratamentos para combater a gordura localizada

Padrão

manter cardápio leve e atividades físicas também é importante

O verão está chegando e com ele a busca por um corpo esbelto e livre das gordurinhas localizadas fica mais acelerada. Como nem sempre dá tempo de chegar ao resultado esperado apenas com a academia,os tratamentos estéticos e a tecnologia estão aí para dar aquela ajuda extra na hora de ficar bonita para os dias de sol.

  • 1
    Ultrashape

    Aparelho de ultrassom focal de alta potência que rompe as células adiposas e reduz as áreas de gordura localizada. O tratamento não dói e não é invasivo. “O Ultrashape é indicado para quem está no peso ideal, mas mesmo seguindo uma dieta balanceada e exercícios regularmente, não conseguem diminuir algumas áreas com depósito de gordura, como abdômen, flancos e coxas”

  • 2
    Smoothshapes
    Tecnologia que trata gordura subcutânea e celulite através da combinação dinâmica da energia da luz e do laser, com massagem suave à vácuo para estimular a atividade natural das células. O procedimento permite ainda que o colágeno (proteína que dá firmeza à pele) seja remodelado e também faz retrair as células de gordura.
  • 3
    Tripollar

    Tratamento de radiofrequência que aquece simultaneamente as camadas adiposas superficiais e profundas da pele de forma homogênea. O aquecimento aumenta o metabolismo natural da gordura e a eliminação dos ácidos graxos para fora das células. É indicado para remodelação dos contornos corporal e facial, além de suavizar a aparência de celulites e estrias.

  • 4
    Accent
    Mais um tratamento de radiofrequência que, neste caso, emite calor diretamente nas camadas profundas da pele, promovendo o aumento da produção de colágeno, proporcionando mais firmeza e deixando a pele lisa, sem o aspecto de “casca de laranja”. O método é indolor e traz resultados bem satisfatórios.
  • 5
    Terapias combinadas
    Técnica concilia Manthus (ultrassom que quebra os nódulos de celulite), corrente russa (carga elétrica que provoca contração do músculo e combate a flacidez), massagem redutora (tratamento manual que quebra os nódulos de gordura e modela o corpo) edrenagem linfática (para eliminar líquidos e toxinas). “Para este tipo de tratamento, é necessário que a paciente passe por uma avaliação para que a especialista possa montar um protocolo individualizado.

Estudo sugere que consumo diário de chocolate reduz pressão arterial

Padrão

diminuição seria suficiente para proteger o coração

Depois de revelar que comer chocolate pode até ajudar a emagrecer, um novo estudo sobre o alimento mostrou que ele pode realmente baixar a pressão arterial. De acordo com pesquisadores do Instituto Nacional de Medicina Integrativa em Melbourne, na Austrália, a redução é pequena, mas suficiente para proteger contra doenças cardiovasculares.



Na pesquisa, todos os voluntários apresentaram redução da pressão

Durante a pesquisa, 856 pessoas consumiram porções diárias de 3 a 105 gramas de chocolate, durante oito semanas. Todos os voluntários, inclusive aqueles que comeram menos, apresentaram alguma queda na pressão arterial. Em média, a pressão arterial considerada ideal gira em torno valor de 120/80 mmHg, popularmente conhecida como “12 por 8”. O estudo sugere que o consumo de chocolate foi capaz de reduzir a pressão sistólica (maior valor) em até 3 mmHg.

Segundo os cientistas, o mecanismo que promove a redução da pressão arterial ainda não está claro, mas eles acreditam que os flavonoides presentes no cacau sejam responsáveis por aumentar os níveis de óxido nítrico no organismo. A substância seria capaz de relaxar e dilatar os vasos sanguíneos, reduzindo a pressão sanguínea e o risco de doenças cardiovasculares, como derrames e infartos.

Feijão, uva e maçã também são fontes ricas em flavonoides
A grande quantidade de calorias seria o ponto negativo do consumo diário de chocolate, que contém cerca de 500 calorias em 100 gramas. Para evitar o ganho de peso, que também prejudica a função cardíaca, os cientistas recomendam a ingestão de outros alimentos ricos em flavonoides, como feijão, damasco, amora, uva e maçã.

Doce melhoraria agilidade mental de idosos
Esta semana, a revista da Associação Americana do Coração indicou que o chocolate pode melhorar a cognição de idosos, diminuindo o risco de demência e Alzheimer. Nesta pesquisa, 90 voluntários com 70 anos de idade consumiram bebidas à base de chocolate com grande concentração de cacau. Após oito semanas, testes verificaram melhora na memória e agilidade mental dos participantes, que ainda apresentaram queda nas taxas de açúcar no sangue.

 

Óleo de coco emagrece? Especialistas respondem

Padrão

O óleo de coco é uma das substâncias mais comentadas do momento. Recentemente, pesquisadores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, adicionaram o óleo de coco virgem a bolinhos, consumidos por voluntários.O estudo mostrou que aqueles que ingeriram os bolinhos emagreceram além do esperado. Na região do abdômen, a perda de centímetros foi sete vezes maior, quando comparada ao grupo que não incluiu o óleo de coco na rotina alimentar.

A nutricionista Adriana Castro, explica que “a gordura de coco é capaz de gerar calor e queimar calorias, favorecendo a perda de peso”. O médico Guilherme Giorelli lembra que “o óleo também é indicado para diminuir os triglicérides e o mau colesterol (LDL), aumentar o bom colesterol (HDL) e por sua característica anti-inflamatória”.

A seguir, confira as dicas dos dois especialistas para consumir o óleo de coco:

  • 1
    Quantidade ideal
    Para quem deseja emagrecer, a nutricionista Adriana Castro aconselha a ingestão de até quatro colheres de sopa por dia. “Essa quantidade diminui o apetite e favorece a perda de peso, já que eleva o gasto energético do organismo. Quem segue dietas com restrição de gorduras deve começar com uma dose de meia colher de sopa ao dia e aumentar o consumo gradualmente”, pondera. Ela reforça que o óleo de coco não é um medicamento e, sim, um alimento complementar. Sendo assim, é preciso consumi-lo todos os dias para perceber os benefícios.


  • 2
    Combinação com outros alimentos
    Segundo Adriana, “o óleo de coco virgem tem sabor agradável e pode ser consumido puro. Ele também não altera o sabor de outros alimentos, o que permite usá-lo em substituição ao óleo de soja ou canola, e ainda misturá-lo em sucos e vitaminas, como tempero para saladas ou na receita de bolos e doces”.  “Nas refeições ricas em carboidrato, o óleo de coco virgem pode diminuir o índice glicêmico da refeição, deixando o prato mais saudável”.

  • 3
    Óleo de coco X óleo de coco virgem
    É importante ressaltar que os benefícios estão no óleo de coco virgem. “O óleo de coco é dividido em duas categorias: refinado e virgem. A versão refinada é obtida a partir do coco seco (sem umidade), chamado de copra, e não mantém suas propriedades benéficas. O óleo de coco virgem é obtido, por processos físicos, a partir de cocos frescos (de casca marrom) e úmidos. O alimento passa pelas etapas de prensagem e filtração, preservando seus fitoquímicos naturais”


  • 4
    Cápsulas de óleo de coco virgem
    Guilherme diz que “as cápsulas de coco ainda necessitam de estudos clínicos para comprovar sua ação benéfica”.


  • 5
    Demais indicações
    De acordo com Adriana, o óleo de coco virgem é capaz de prevenir certas doenças. “De todas as gorduras vegetais, a de coco apresenta a maior concentração de ácido láurico – mesmo ácido graxo presente no leite materno. O óleo de coco virgem melhora a absorção dos nutrientes, elevando todas as defesas do organismo. Ele também age na prevenção e no combate de fungos, como a cândida, e parasitas, como a giárdia”, complementa. A nutricionista diz que o óleo também regula a função intestinal, combate a fadiga crônica e a fibromialgia e ajuda no controle da diabetes, já que não estimula a liberação de insulina.


     

Pipoca possui mais antioxidantes do que frutas e legumes, revela estudo

Padrão

A pipoca já havia saído da lista negra dos petiscos, já que, quando preparada com pouca gordura, contém cerca de 160 calorias em 100g. A novidade é que ela pode ser uma excelente fonte de antioxidantes. De acordo com pesquisadores da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, a pipoca possui mais polifenóis do que frutas e legumes.

Polifenóis também são encontrados no vinho tinto e chocolate
De acordo os cientistas, uma porção de 33g pipoca pode conter até 300mg de antioxidantes, quase o dobro das frutas, que carregam 160mg da substância em porções de 80g. Os polifenóis agem contra os danos causados pelos radicais livres, combatendo o envelhecimento precoce e prevenindo doenças generativas. Estudos anteriores sugerem que essa substância também é encontrada no vinho tinto, chá verde e chocolate amargo.

Para os cientistas, a pipoca é uma boa fonte de polifenóis porque possui apenas 4% de água. Legumes e frutas também são fontes da substância, mas como sua composição pode chegar a 90% de água, ela não seria tão concentrada. Na pipoca, a mais alta concentração de polifenóis pode ser encontrada na película dura e marrom – aquela que pode causar uma sensação incômoda entre os dentes. Rica em fibras, uma porção de pipoca pode oferecer mais de 70% do consumo diário de grãos integrais recomendado por médicos e nutricionistas. Mais uma vez, a casca que costuma ser descartada é considerada a fonte principal de fibras.

Pipoca deve ser preparada em aparelhos a vapor, sem gordura
Mas se você quer aproveitar os benefícios da pipoca sem ganhar quilos extras, prefira preparar os grãos em aparelhos próprios, que usam o vapor para estourar o milho. Saborear o petisco no cinema ou optar pelos grãos específicos para micro-ondas acrescentam o dobro de calorias, transformando-o em uma bomba calórica. Os cientistas também ressaltam a importância de consumir frutas e legumes, já que a pipoca não possui todas as vitaminas e minerais encontrados nestes alimentos.