Arquivo da tag: bem-estar

Pipoca possui mais antioxidantes do que frutas e legumes, revela estudo

Padrão

A pipoca já havia saído da lista negra dos petiscos, já que, quando preparada com pouca gordura, contém cerca de 160 calorias em 100g. A novidade é que ela pode ser uma excelente fonte de antioxidantes. De acordo com pesquisadores da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, a pipoca possui mais polifenóis do que frutas e legumes.

Polifenóis também são encontrados no vinho tinto e chocolate
De acordo os cientistas, uma porção de 33g pipoca pode conter até 300mg de antioxidantes, quase o dobro das frutas, que carregam 160mg da substância em porções de 80g. Os polifenóis agem contra os danos causados pelos radicais livres, combatendo o envelhecimento precoce e prevenindo doenças generativas. Estudos anteriores sugerem que essa substância também é encontrada no vinho tinto, chá verde e chocolate amargo.

Para os cientistas, a pipoca é uma boa fonte de polifenóis porque possui apenas 4% de água. Legumes e frutas também são fontes da substância, mas como sua composição pode chegar a 90% de água, ela não seria tão concentrada. Na pipoca, a mais alta concentração de polifenóis pode ser encontrada na película dura e marrom – aquela que pode causar uma sensação incômoda entre os dentes. Rica em fibras, uma porção de pipoca pode oferecer mais de 70% do consumo diário de grãos integrais recomendado por médicos e nutricionistas. Mais uma vez, a casca que costuma ser descartada é considerada a fonte principal de fibras.

Pipoca deve ser preparada em aparelhos a vapor, sem gordura
Mas se você quer aproveitar os benefícios da pipoca sem ganhar quilos extras, prefira preparar os grãos em aparelhos próprios, que usam o vapor para estourar o milho. Saborear o petisco no cinema ou optar pelos grãos específicos para micro-ondas acrescentam o dobro de calorias, transformando-o em uma bomba calórica. Os cientistas também ressaltam a importância de consumir frutas e legumes, já que a pipoca não possui todas as vitaminas e minerais encontrados nestes alimentos.

 

Dor de cabeça: conheça dez causas

Padrão
Você costuma sentir dor de cabeça e já acha até normal? De acordo com o neurologista, o problema pode se tornar comum, mas normal, não é. “Muita gente acredita que ela faz parte da rotina. Mas se as dores são frequentes, intensas e trazem impacto na qualidade de vida é melhor procurar um especialista”. A seguir, conheça dez possíveis causas para o seu problema:

  • 1
    Tensão Pré-Menstrual (TPM)
    Neste período, a queda dos níveis de estrógeno no sangue da mulher podem provocar crises. “O problema pode surgir alguns dias da menstruação ou durante o período”., “o tratamento pode incluir a interrupção da menstruação com o uso contínuo de hormônios ou pílula anticoncepcional”.

    TPM: confira cinco dicas para aliviar os sintomas

  • 2
    Falta de cafeína
    Você bebe muito café e sente dor de cabeça quando não ingere a mesma quantidade? Segundo Abouch, “a pessoa que costuma ingerir mais de 200mg/dia de cafeína poderá sentir dor de cabeça se for privada do seu consumo”. Para evitar o problema, Leandro Teles recomenda consumir três xícaras modestas de café por dia. Vale lembrar que mate e chá verde ou preto também são bebidas ricas em cafeína.

    Café: quatro xícaras por dia reduzem em 25% a incidência de cancêr de útero, revela estudo
  • 3
    Não beber água
    Abouch explica que não beber água ao longo do dia pode provocar dor de cabeça. “Suar em excesso sem hidratar o organismo também provoca cefaleia”, diz o neurologista. Para evitar o problema, vale a recomendação de consumir dois litros de água por dia.

    Cinco motivos para beber água
  • 4
    Problemas nos dentes ou na mandíbula
    “São dores pontuais e precisam ser muito bem investigadas. Colocar aparelhos caríssimos ou placas de mordida pode não resolver o problema da dor de cabeça se ela não for causada por alterações na mordida ou nos dentes”. Segundo Leandro Teles, “o bruxismo provoca cefaleia porque a musculatura mastigatória fica em contratura, o que causa a chamada disfunção de ATMs (articulações temporomandibulares)”.

    Bruxismo pode ser tratado com toxina botulínica

  • 5
    Alimentação
     os queijos amarelos são ricos em substâncias, como a tiramina, que alteram a química cerebral. “Ela dilata os vasos cerebrais, provocando crises de dor de cabeça. O chocolate também contém moléculas que podem promover alterações semelhantes. Temperos prontos com glutamato monossódico, presentes em macarrão instantâneo e sopas prontas, frios e embutidos também podem causar cefaleia”. O ideal é não consumir estes alimentos em excesso.

  • 6
    Sinusite
    A inflamação e acúmulo de pressão nos chamados seios paranasais pode provocar dores de cabeça. “Em geral, uma pessoa que sofre de sinusite pode sentir muita dor de cabeça quando abaixa a cabeça ou se submete a despressurizações, como na cabine do avião”

    Sinusite pode ser causada por consumo de latícinios em excesso
  • 7
    Fome
    , o jejum prolongado pode provocar dor de cabeça tensional e precipitar o surgimento de crises de enxaqueca. “O problema é provocado pela queda de açúcar no sangue”pacientes mais suscetíveis não devem ficar mais de três horas sem comer.

    Refeições: conheça mitos e verdades
  • 8
    Mudança de temperatura
     calor e frio em excesso podem provocar crises de dor de cabeça. “A elevação ou queda de temperatura brusca também pode causar o problema”. Se você estiver na praia ou piscina, o médico recomenda molhar a cabeça com frequência e evitar a exposição direta prolongada.

  • 9
    Sono
    Dormir bem ajuda a controlar a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos e evita crises de dor de cabeça. O ideal é encontrar o seu equilíbrio e acostumar-se a dormir sempre o mesmo número de horas por noite. “Dormir pouco ou muito pode resultar em dores de cabeça”
    Cinco coisas que você precisa saber para dormir melhor
  • 10
    Bebidas alcoólicas
    O álcool, de maneira geral, costuma provocar a dilatação dos vasos cerebrais. É por isso que a ressaca costuma vir acompanhada de dores de cabeça. “O vinho tinto costuma causar mais dor de cabeça no dia seguinte porque é rico em moléculas que alargam o calibre dos vasos do cérebro”

Saiba o valor Calorico e Nutritivo das Frutas

Padrão

 Açaí

   

 Embora venha de longe (da Amazônia), está conquistando o gosto das demais cidades brasileiras.
Há duas variedades de açaí: o roxo e o branco. O roxo tem polpa cor de vinho. Isso justifica o nome do suco que se extrai dessa polpa. Do açaí branco faz se um suco creme-claro.
O conteúdo em fibras é alto, o que favorece o trânsito intestinal.
É rico em cálcio e boa fonte de sais minerais como fósforo e ferro.
Cem gramas de açaí fornecem 247 calorias.

   

 Abacate

   

 Contém boas quantidades de sais minerais como cálcio e ferro. Possui mais gordura que qualquer outra fruta.
Seu acentuado valor energético é relacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumento do colesterol HDL (considerado o bom colesterol, pois protege as artérias ao invés de destruí-las).
Cem gramas de abacate fornecem 162 calorias.

   

Abacaxi

   

 O abacaxi, também chamado de ananás e nativo da América do Sul. Seu fruto é, na verdade, uma frutescência, cada gominho e um fruto independente que se juntou com os demais durante o processo de crescimento.
É rico em vitamina C. Contém boas quantidades de sais minerais como cálcio, fósforo e ferro e vitamina A.
O abacaxi facilita a digestão de produtos protéicos como carnes, peixes e aves pela alta porcentagem de celulose.
Cem gramas de abacaxi fornecem 52 calorias

   

Ameixa

   

 Há diversas variedades de ameixa. As mais conhecidas são: a vermelha, a amarela e a roxa.
Contém boas quantidades de minerais como cálcio, fósforo e ferro e vitaminas A, C e do complexo B.
Tem alto poder laxativo.
Cem gramas de ameixa fresca fornecem 47 calorias.

   

Amora

   

 Há amoras brancas e pretas, mas só as segundas são comestíveis. As brancas servem apenas para alimentar animais.
O comércio da amora natural é praticamente inexistente. Em supermercados pode ser comprada sob forma de geléias, compotas ou xaropes.
É rica em cálcio e fósforo. Contem ainda vitaminas A e C.
Cem gramas de amoras fornecem 53 calorias.

   

Banana

   

 Símbolo dos países tropicais e muito conhecida no mundo todo, a banana, fruto da bananeira, é a fruta mais popular do Brasil.
A banana é uma fruta de alto valor nutritivo, muito rica em açúcar e sais minerais; principalmente cálcio e ferro, e vitaminas A, B1, B2 e C.
Existem cerca de cem tipos de banana cultivadas no mundo todo, porém os mais conhecidos no Brasil são:
– banana d’água, fornecendo 87 calorias em cem gramas.
– banana figo fornecendo 90 calorias em cem gramas.
– banana maçã fornecendo 100 calorias em cem gramas.
– banana-ouro, fornecendo 125 calorias em cem gramas.
– banana-prata, fornecendo 89 calorias em cem gramas.
– banana-nanica, fornecendo 87 calorias em cem gramas.
– banana-são-domingos, fornecendo 70 calorias em cem gramas.

   

Cajú

   

 São conhecidas cerca de vinte variedades de caju e classificadas segundo a consistência da polpa, o formato, o paladar e a cor da fruta (amarela, vermelha ou roxo-amarelada, dependendo da variedade).
É riquíssimo em vitaminas C. Rico em vitamina A e do complexo B. Além de boa fonte de sais minerais como cálcio, fósforo e ferro.
É rico em fibras.
Cem gramas de caju fornecem 46 calorias.

   

 Caqui

   

 Atualmente, o caqui é cultivado principalmente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, sendo o estado de São Paulo o maior produtor.
Sua cor varia do amarelo esverdeado ao vermelho alaranjado. Quando verde ele é amargo e adstringente. Depois de amadurecido, sua polpa fica macia. e muito saborosa. Há algumas variedades de caqui que não tem sementes.
É uma fruta de sabor doce e agradável é rica em vitamina A e C. É fonte de sais minerais como cálcio, fósforo e ferro.
Os mais conhecidos tipos são:
– Caqui Fuyu.
– Caqui chocolate.
– Caqui japonês.
– Caqui rama forte.
– Caqui Kyoto (pouco conhecido em São Paulo).
Cem gramas de caqui fornecem em média 78 calorias.

   

 Carambola

   

 É fonte de vitaminas A e C. fornece ainda sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Tem sabor agridoce e sua cor varia do verde ao amarelo, dependendo do seu grau de maturação.
A carambola é uma fruta muito bonita e bem diferente, tem uma forma delicada e cinco gomos. Desde pequenas, como miniaturas de cera, mantém sua forma delicada: sempre com cinco gomos longitudinais bastante pronunciados, A polpa da carambola é, em geral, de consistência rígida.
Cem gramas de carambola fornecem 29 calorias.

   

Cereja

   

 A cereja é uma fruta pequena, redonda e comumente vermelha (existem cerejas amarelas e roxas), muito apreciada na Europa.
É fonte de Vitamina A e C. Além de fornecer sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Pode ser classificada segundo seu grau de acidez. A doce, de polpa macia e suculenta, é servida ao natural, como sobremesa. A ácida, de polpa bem mais firme, é usada na fabricação de conservas, compotas e bebidas licorosas.
Cem gramas de cereja fornecem 63 calorias.

   

Coco

   

 Do coco, tudo é aproveitável. A parte comestível do fruto são a polpa branca e a água, que podem ser consumidas quando o fruto ainda está verde ou depois de maduro.
O valor nutritivo do coco varia de acordo com o seu estado de maturação. À medida que a polpa amadurece, aumenta o seu teor de gorduras. Apresenta bom teor de sais minerais (Potássio, Sódio, Fósforo e Cloro), e fibras, importantes para o estímulo da atividade intestinal.
Cem gramas de coco maduro fornecem 266 calorias e 100 gramas de água de coco 22 calorias.

   

Figo

   

 É rico em sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. Boa fonte de vitaminas A e C.
A casca do figo é porosa, e varia de cor segundo a espécie, podendo ser roxa, esverdeada, vermelha e, em alguns casos, amarela. De maneira geral, o figo é consumido ao natural.
Cem gramas de figo fornecem 62 calorias.

   

 Framboesa

   

 A Framboesa é uma fruta pequena, arredondada, de cor vermelho-escura e muito suculenta. É originária da Ásia, onde há mais de duzentas espécies.
Apenas 10 % da produção brasileira é comercializada ao natural. O restante é utilizado para fabricar geléias, doces, compotas e licores.
É rico em sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. Contem ainda vitaminas A e C.
É rica em fibras.
Cem gramas de framboesa fornecem 57 calorias.

   

 Fruta-de-conde

   

 Conhecida também como pinha, é uma fruta que contém muito açúcar, portanto não é recomendada para quem faz regime de emagrecimento. O fruto tem casca verde e é coberto de saliências em forma de cone.
Boa fonte de sair minerais como cálcio, fósforo e ferro e de vitamina C.
Cem gramas de fruta-de-conde fornecem 96 calorias.

   

Goiaba

   

 A goiaba é uma fruta fácil de se encontrar em todas as regiões do Brasil. Tem forma arredondada ou ovalada, casca lisa ou ligeiramente enrugada e a cor pode variar entre o verde, o branco ou o amarelo. Conforme o tipo, a cor da polpa também varia entre o branco e o rosa-escuro ou entre o amarelo e o laranja-avermelhado.
É riquíssima em vitamina C. É rica em vitaminas A e do complexo B e de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Cem gramas de goiaba fornecem 69 calorias.

   

 Graviola

   

 A graviola é uma fruta tropical de origem americana.
É rica em vitamina C e sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. É pobre em vitamina A.
Os frutos tem forma ovalada, casca verde-pálida, são grandes, chegando a pesar entre 750 gramas a 8 quilos e dando o ano todo. Contém muitas sementes, pretas, envolvidas por uma polpa branca, de sabor agridoce, muito delicado e semelhante a fruta-do-conde.
Cem gramas de graviola, fornecem 60 calorias.

   

 Jabuticaba

   

 É fonte de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. Além de vitamina C e vitaminas do complexo B.
A jabuticaba é uma fruta silvestre, de cor roxo-escura ou negra, segundo a variedade da planta, e polpa suculenta, mole e esbranquiçada. Pode ser consumida ao natural ou usada para fazer doce, geléia, licor ou vinho.
Cem gramas de jabuticaba, fornecem 43 calorias.

   

Jaca

   

 É rica em vitamina A, do complexo B, fibras e em sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. O fruto é enorme – chega a pesar até 15 kg -, de forma ovalada ou arredondada, e nasce no tronco e nos galhos mais baixos da jaqueira. Cem gramas de Jaca fornecem 61 calorias.

   

Kiwi

   

 O formato do fruto pode ser esférico, ovóide ou alongado. Possui a superfície coberta de pêlos, de coloração marrom parda, geralmente macios. A polpa é suculenta e de cor verde esmeralda que contem muitas sementes com substâncias nutritivas, que não precisam ser retiradas. O fruto é colhido ainda imaturo, pois não amadurece na planta.
Rico em vitamina C, potássio e pectina (fibra solúvel que ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue). O kiwi pode ser consumido cru ou em sucos, sorvetes e saladas.
Cem gramas de kiwi fornecem 67 calorias.

   

Laranja

   

  Laranja é o nome genérico dado a várias frutas que pertencem ao grupo dos citrus (dentro deste grupo estão também o limão, a lima, a cidra, o grapefruit, etc.). Quase todas as variedades de laranja têm forma arredondada, casca fibrosa e polpa suculenta.
Essa fruta é riquíssima em vitamina C e de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. É fonte de vitamina A e do complexo B.
No Brasil, as variedades mais cultivadas e conhecidas são: laranja-da-baia, laranja-pêra, laranja-da-terra, laranja-cavala, laranja-lima, laranja-seleta e laranja natal.
Cem gramas de laranja-da-baia fornece 42 calorias.

   

 Limão

   

 Provavelmente, o limão é a fruta mais conhecida e usada do mundo.
Em geral, todos os tipos de limão têm aspecto semelhante, embora mudem no tamanho e na textura da casca, que pode ser lisa ou enrugada. Quanto à cor, variam do verde-escuro ao amarelo-claro, exceto uma das espécies, que se assemelha a uma mexerica. As variedades de limão mais conhecidas são: limão-galego, limão-sicíliano, limão-cravo e limão-tahiti.
O limão é rico em vitamina C e em sais minerais como o cálcio, fósforo e ferro. É pobre em vitamina A.
Cem gramas de limão fornecem 29 calorias.

   

Maçã

   

 No Brasil, as variedades de maçã mais conhecidas são a amarela ou dourada, a vermelha e a verde.
Fruta das regiões temperadas, a maçã, além de saborosa, tem considerável valor nutritivo. Contém vitaminas B1, B2, Niacina e sais minerais como Fósforo e Ferro.
Dentre as variedades, podemos citar:
– Estrangeiras: Starkinson, New Zealand, Golden, Hungara, Red Del (EUA), Francesa, Red Canada, Granny Smith, Red Espanhola, Red Del (Chilie).
– Nacionais: Anna, Eva, Brasil, Fuji, Gala, Granny Smith, Golden, Melrose.
Cem gramas de maçã fornecem 58 calorias.

   

 Mamão

   

  É encontrado durante o ano todo e, dependendo da variedade a que pertence, tem tamanho, peso, sabor e cor diferentes. A polpa, macia e muito aromática, também varia de cor, entre o amarelo-pálido e o vermelho, passando por diversos tons de laranja e salmão.
É rico em vitaminas A, C e do complexo B. é fonte também de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
O formato do mamão varia segundo a espécie. O mamão-da-baía é alongado, lembrando uma grande pêra. O mamão-da-índia tem saliências no sentido longitudinal. O mamão-macho, também conhecido como mamão-corda, é fino e comprido. O mamão-fêmea é bem maior e com forma arredondada. O mamão papaya tem formato periforme e de tamanho reduzido, porém mais adocicado. O mamão formosa rico em betacaroteno (responsável pela formação de vitamina A no organismo).
Cem gramas de mamão, fornecem 32 calorias.

   

Manga

   

 As mangas variam muito de tamanho, cor e forma, mas quase todas apresentam polpa suculenta e sabor definido.
No Brasil, existem cerca de quinhentas variedades de manga, entre as quais as mais conhecidas são:
– Manga-coquinho – de cor verde-amarelada, pequena e arredondada, muito doce e quase sem fibras.
– Manga-haden – grande, de cor vermelho-amarelada, em forma de coração, doce e sem fibras.
– Manga-rosa – um pouco menor que a manga-aden, de cor amarelo-rosada e polpa fibrosa.
– Manga-espada – de forma alongada e achatada nos lados, cor verde (mesmo quando madura) e polpa muito fibrosa.
– Manga-coração-de-boi – muito parecida com a manga-bourbon, tem forma de coração, grande, de cor amarelo-esverdeada e polpa sem fibra.
– Manga Tommy atkins – apresenta a polpa de cor amarelo-escura, e com textura firme e consistente, com fibras finas e abundantes.
É rica em vitaminas A, C e do complexo B. Boa fonte de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Cem gramas de manga fornecem 59 calorias.

   

Maracujá

   

 É rico em vitaminas A, C e do complexo B. É fonte de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Os poderes sedativos do maracujá são bastante conhecidos. Ele funciona no organismo como um suave calmante.
Existem muitas espécies de maracujá, que variam de tamanho e cor. Entre as mais conhecidas encontram-se: maracujá mirim, maracujá melão, maracujá do igapó, maracujá guaçu e maracujá comprido.
Cem gramas de maracujá fornecem 90 calorias.

   

 Marmelo

   

 O marmelo é uma fruta ácida (mesmo depois de cozida), de perfume forte, mas agradável, e de polpa dura. Geralmente, o marmelo não é consumido ao natural. No entanto, é uma fruta ótima para fazer doces em pasta (marmelada) ou geléia, xaropes e licores.
O marmelo cru é uma boa fonte de vitamina C, mas, durante o cozimento, se perde grande parte dessa vitamina. Também contém vitaminas do complexo B e alguns sais minerais.
Cem gramas de marmelo fornecem 63 calorias.

  Melão

   Tem forma variável, podendo ser redondo, oval ou alongado, mas em geral todos os tipos têm entre 20 e 25 cm de diâmetro.
A cor da casca varia do verde ao amarelo e a da polpa também muda segundo o tipo, havendo melões amarelados, esverdeados e esbranquiçados.
É rico em vitamina A e boa fonte de vitaminas C e do complexo B. É fonte de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Cem gramas de melão fornecem 25 calorias.

 

    Melancia

   Fruta pode ser arredondada ou alongada, com tamanho variável entre 25 e 75 cm. casca é lisa, lustrosa, verde-clara, com estrias de um verde mais forte no sentido do comprimento. Sua polpa é vermelha, com muitas sementes, achatadas e pretas.
A melancia é fonte de vitaminas A, C e do complexo B. além de sais minerais como cálcio, fósforo e ferro.
Cem gramas de melancia fornecem 22 calorias.

 

    Morango

   O morango é uma das frutas mais conhecidas no mundo.
É rico em vitamina C e boa fonte de vitaminas A e do complexo B e de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Por ser fruto rasteiro, convém lavá-los cuidadosamente para eliminar eventuais impurezas.
Cem gramas de morango fornecem 36 calorias.

 

    Nectarina

   A nectarina é uma fruta que resulta do cruzamento do pêssego com ameixa vermelha.
É rica em vitamina A. boa fonte de vitaminas C e do complexo B, além de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo.
Cem gramas de nectarina fornecem 64 calorias.

 

    Nêspera

   A nêspera é uma fruta pequena, de cor amarela e casca aveludada, erroneamente chamada de ameixa-amarela ou ameixa-japonesa.
É rica em vitaminas A e C e sais minerais, como cálcio e fósforo. A nêspera é consumida ao natural ou em saladas, misturada com outras frutas.
Cem gramas de nêspera, fornecem 44 calorias.

 

    Pêra

   Com seu sabor delicado e baixo valor calórico a pêra é muito apreciada no Brasil.
Contém quantidades razoáveis de vitaminas A, C e do Complexo B.É fonte também de sais minerais como Sódio, Potássio, Cálcio, Fósforo, Enxofre, Magnésio, Silício e Ferro.
É rica em fibras.
Cem gramas de pêra, fornecem 56 calorias.

 

    Pêssego

   Há várias espécies de pêssego que, segundo a variedade, tem forma arredondada ou alongada. A pele da fruta é aveludada, de cor que varia entre o branco, o amarelo e o vermelho.
É rico em fibras, importantes para o bom funcionamento do intestino.
Possui apreciável teor de vitaminas A, C e D e sais minerais (principalmente potássio).
Cem gramas de pêssego fornecem 43 calorias.

 

   Pitanga

   O fruto da pitanga apresenta-se em forma de bagas, achatadas nos dois pólos e divididas em gomos salientes. A fruta corresponde a uma única semente, redondo-achatada, coberta por uma pele fina e uma coloração vermelho-lustrosa, quando madura.
É rica em vitamina A e em sais minerais principalmente o fósforo. Boa fonte de vitamina C e do complexo B.
Cem gramas de pitanga fornecem 38 calorias

 

    Tamarindo

   É um fruto originário da Índia, como o diz o nome: tâmara da Índia.
Sua polpa avermelhada, fibrosa, de gosto agridoce, com alto teor de ácido tartárico (um estimulante das glândulas salivares). É rico em sais minerais, como cálcio, fósforo, ferro e cloro.
Cem gramas de tamarindo fornecem 272 calorias.

 

    Tangerina

   A tangerina, conforme a variedade, é chamada de mexerica, mexerica cravo, polkan e polkan extra.
O valor nutritivo também varia de acordo com a espécie, mas é sempre fonte apreciável de vitaminas A, B e C, e em menor grau de sais minerais como Cálcio, Potássio, Sódio, Fósforo e Ferro.
Cem gramas de tangerina fornecem 43 calorias.

 

    Uva

  A uva é uma das mais antigas e abundantes frutas do mundo. A maior parte de sua produção é fermentada para produzir o vinho.
Pode ser encontrada em diferentes tonalidades de amarelo, de verde, de rosa, de roxo e até mesmo de preto. No Brasil, especialmente nos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, são cultivadas algumas variedades de uva, como a niágara-rosada (a mais consumida), a niágara-branca, a moscatel comum, a moscatel de hamburgo, a moscatel rosada,a itália e a rubi.
É fonte de vitaminas A, C e do complexo B e de sais minerais.
Cem gramas de uva fornecem 68 calorias.

Quem pratica atividades físicas

Padrão

A alimentação influencia bastante no desempenho de quem pratica atividades físicas. Os alimentos certos podem ajudar no objetivo de cada um, como, por exemplo, emagrecer, ganhar massa muscular e até evitar cãibras.

Muita gente que faz exercícios com frequência acredita que malhar em jejum ajuda a queimar gordura. Ledo engano. A nutricionista Lisia Kiehl, doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e membro do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul), afirma que, para emagrecer ou não, qualquer indivíduo deve se alimentar antes da atividade.

– Quem malha em jejum “queima músculo” e não tecido adiposo [gordura]. O músculo é tecido nobre e sinal de saúde. O ideal, antes do exercício, é ingerir uma fonte de carboidrato (pães, massas, frutas, cereais e farináceos).

Essa solução de carboidrato pode ser substituída por uma fruta média (banana, maçã, mamão) ou qualquer outro alimento que tenha digestão rápida e seja fonte de carboidratos (pães, massas, frutas, cereais e farináceos).
Depois do exercício, a pessoa deve fazer o desjejum. Para quem está de dieta e malha de manhã, veja um cardápio de café da manhã padrão.
 
– Um copo de leite desnatado com café ou achocolatado;
– Uma fatia de pão branco ou integral com manteiga, margarina, requeijão light, coalhada seca light ou queijo cottage;
– Uma porção ou unidade de fruta.

A nutricionista diz que este cardápio é suficiente para manter a pessoa abastecida por até uma hora de exercício com intensidade moderada (caminhada, aeróbica, ioga, pilates etc).  

 
Alimentação para aumentar a massa muscular

Já as pessoas que querem aumentar a massa muscular devem aumentar também a quantidade de proteínas no cardápio. Os músculos são basicamente feitos de aminoácidos, um dos componentes das proteínas. Em exercícios de força e resistência, os músculos são os órgãos mais utilizados e isso faz com que “gastem” esses aminoácidos. Para que cresçam, esse gasto deve ser reposto.

A alimentação para atividades aeróbicas (caminhada, corrida, ciclismo, aeróbica) e de força (musculação) difere na quantidade de carboidratos e proteínas ingeridas. Lisia explica que quem pratica atividades aeróbicas com frequência (pelo menos três vezes por semana) deve ingerir em média de 1,2 a 1,4 gramas de proteína por quilo/dia. Se a atividade for de força, essa quantidade varia entre 1,5 e 1,7 gramas por quilo/dia.

– Uma vez conhecendo os dados individuais de cada um, pode-se associar o carboidrato com um suplemento proteico tanto antes quanto após o exercício.

Boas fontes de proteínas são as carnes vermelhas magras, peixe, frango, ovos, leite, iogurte, queijo, soja e feijão, entre outras.

Outra preocupação de quem malha é a cãibras. Trata-se de uma contração involuntária do músculo causada geralmente por desidratação, falta de sais minerais (sódio, cálcio, potássio, magnésio) ou força excessiva do músculo.

Os atletas sabem como dói e o quanto a cãibras pode atrapalhar o desempenho. Uma boa alimentação e hidratação adequada podem evitá-la.  A nutricionista Sandra Chemin, vice-presidente Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul), aconselha aumentar a ingestão de tomate, banana, mexerica e suco de laranja.

 
Para uma boa hidratação, o ideal é ingerir no mínimo dois litros por dia.

*Fontes de proteínas: peixe, frango, carne vermelha magra, leite, ovos e queijos;
Fontes de carboidrato: pães, massas, raízes (batata, mandioca etc), farinhas e cereais.

Inclua no cardápio 10 alimentos que te deixam mais feliz

Padrão

Não tem quem não seja tomado por uma sensação reconfortante depois de fazer uma deliciosa refeição. E se no cardápio tiver um docinho de brinde, a vida fica melhor ainda. “Isso por que independente do alimento que consumimos, comer provoca uma confortável sensação de bem-estar já que suprimos as necessidades físicas do nosso organismo. Mas ainda há a turma de alimentos que potencializam esta reação, já que levam em sua composição, substâncias que aumentam a liberação da serotonina, hormônio neurotransmissor responsável pela sensação de prazer“, explica a nutricionista e bioquímica Lucyanna Kalluf.

A seguir, a especialista sugere 10 alimentos que são obrigatórios para um prato e dias mais alegres. Confira: 

1) Banana: a fruta é um carboidrato rico no aminoácido triptofano ( cada 100g da banana contém em média 18mg de triptofano). Acontece que este aminoácido é uma substância precursora da serotonina. “Sem serotonina, o organismo fica suscetível a males como depressão, irritabilidade, insônia, ansiedade, mal humor e hiperfagia (aumento exagerado da fome)”, explica Lucyanna Kalluf. A serotonina também é considerada como sendo uma substância anorexígena, diminuindo a compulsividade e a fome.

2) Abacate: esta fruta rica em ácido fólico, vitamina B3 ( niacinamida) e potássio. O abacate também tem mais proteína que qualquer outra fruta, cerca de 2 g para cada porção de 110 g. Possui, ainda, quantidades úteis de ferro, magnésio e vitaminas C, E e B6. A niacinamida ( Vitamina B3) tem ação específica sobre o sistema nervoso central, colaborando com a manutenção de hormônios que regulam as substâncias químicas do cérebro e garante efeito relaxante. Esta vitamina tem ação conjunta com o ácido fólico, que atua como coenzima de diversos neurotransmissores do bom humor. Dica: fique atento ao valor calórico da fruta: cada 110 g contém cerca de 200 calorias.

3)Mel: o alimento é um carboidrato fonte de triptofano, com ação calmante que induz a uma sensação de bem estar melhorando a função da serotonina no cérebro. O mel tem uma função importante como regenerador da microflora intestinal, quando combinado aos lactobacilos presentes no intestino. Sabe-se que mais de 90% da serotonina é produzida no intestino, portanto o mel ajuda a manter a integridade intestinal colaborando com uma melhor regulação neuro-endócrina, com mais serotonina e mais disposição e sensação de prazer.

4) Nozes: esta oleaginosas possui vitamina B1 (tiamina), que ajuda a converter glicose em energia. Também imita a acetilcolina, neurotrasmissor que possui um papel nas funções cerebrais relacionadas com memória e cognição. Também carrega o Inositol (fosfatidilinositol), substância reconhecida como parte do complexo B, que é necessário para o correto funcionamento dos neurotransmissores serotonina e acetilcolina.

5)Tofu : é o queijo à base de soja. Com muitos nutrientes, o tofu tem o dobro de proteínas do feijão e 45% menos calorias que o queijo minas. Importante fonte de magnésio mineral que atua na regulação do metabolismo cerebral e participa da metabolização de alguns aminoácidos. “A deficiência de magnésio resulta em fadiga e deficiência de enzimas envolvidas na produção de energia”, explica Lucyanna Kalluf. Meia xícara de tofu tem em média 110mg desse mineral.

6) Ômega 3: os peixes de água fria (salmão, atum, cavalinha) são considerados excelentes fontes de ômega 3 , um ácido graxo com efeito protetor sobre os neurônios. A relação de consumo desse ácido graxo e a felicidade, está no aumento na produção dos receptores de neurotransmissores como: a serotonina, a dopamina e a noradrenalina que protegem o cérebro e o sistema nervoso central dos radicais livres, substâncias responsáveis pelo envelhecimento celular.

7) Gérmen de trigo: é a parte mais nobre do trigo, que quando é refinado perde esta propriedade, e uma excelente fonte de todo aporte vitamínico do complexo B, atuando como calmante natural que diminui a irritabilidade e o nervosimo. Tem inositol, presente nas membranas celulares como fosfatidilinositol, que é necessário para o correto funcionamento dos neurotransmissores serotonina e acetilcolina. “Também carrega o ácido pantotênico, a vitamina B5 ou vitamina anti-estresse que atua na síntese da acetilcolina, conferindo melhor adequação dos impulsos nervosos e das funções cerebrais”, aponta a nutricionista.

8)Canela: rica em polifenóis e antioxidantes, esta especiaria melhora a atividade da insulina, ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e reduz a compulsão por carboidratos e doces. Assim, colabora para evitar o sobrepeso e o acúmulo de gorduras na região abdominal e mantém a produção de serotonina em equilíbrio.

9)Lentilha: é fonte de proteínas vegetais e cálcio, contribuindo significativamente para a regulação da flora intestinal. O equilíbrio do cálcio e magnésio no organismo atua no metabolismo cerebral e na produção de neurotransmissores, como serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar.

10)Chá verde: afasta os riscos do estresse oxidativo, que é a deficiência de substâncias antioxidantes no organismo, trazendo como consequências doenças como a obesidade e até depressão. O chá verde é rico em polifenóis, nutrientes antioxidantes que atacam os radicais livres das células cerebrais, mantendo a sua atividade neuroprotetora, diminuindo a probabilidade de inflamação cerebral e favorecendo sensação de bem-estar.

36 dicas para começar o ano (e a dieta) com o pé direito (Ano Novo)

Padrão

Você picou a dieta e jogou os pedacinhos de papel pela janela na virada do ano, certo? Tudo bem, agora você tem 36 ótimas oportunidades de começar tudo de novo e transformar 2007 no ano da boa forma. A seguir, a nutricionista do Minha Vida, Roberta Stella, reúne três dúzias de dicas simples e deliciosas para você passar o ano inteiro com tudo em cima e até arriscar uma ceia mais caprichada no próximo Natal, sem culpa.   

1)) Nada de se desesperar: esqueça as dietas muito restritivas ou que prometem um grande emagrecimento em um período pequeno de tempo. A longo prazo o resultado é desastroso.

2)) Comece fazendo um diário com os alimentos que você ingere todos os dias. Você perceberá os erros e se autocorrigirá. Além disso, só o fato de fazer o controle, fará com que você coma menos alimentos calóricos demais, tipo chocolates, doces e salgadinhos.  

3)) Estabeleça uma rotina alimentar.

4)) Estipule cinco refeições por dia, com horários para que elas aconteçam. E cumpra.

5)) Analise os rótulos dos alimentos. Muitas vezes, os alimentos light contêm uma pequena diferença na quantidade calórica, que nem compensa a troca.

6)) Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo. 

7)) Opte por leites e derivados desnatados. A menor quantidade de gordura significa menos colesterol e calorias na sua alimentação.

8)) Cuidado com os embutidos (mortadela, salame, presunto). Eles carregam uma quantidade considerável de gordura, colesterol e sódio.

9)) Escolha embutidos com menor quantidade de gordura como, por exemplo, o peito de peru.

10)) Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar.

11)) Faça lanchinhos entre as refeições, hábito essencial para uma alimentação saudável.

12)) Para esses lanches, opte por alimentos fáceis de serem obtidos e carregados na bolsa, como iogurte, barrinha de cereais, frutas e bolacha salgada.

13)) Coma pelo menos 2 frutas por dia.

14)) Consuma as frutas (maçã, pêra, uva) com casca. 

15)) Saladas e legumes devem fazer parte da sua alimentação diária.

16)) Evite preparações altamente calóricas como gratinadas, fritas, à parmegiana, à milanesa e quatro queijos.

17)) Tempere as saladas com suco de limão e vinagre.

18)) O azeite tem gorduras boas para o coração. Mas isso não quer dizer que ele não seja calórico. Se a intenção é emagrecer, use com muita moderação.

19)) Doces devem ser evitados, principalmente bolos recheados, tortas, bomba de chocolate.

20)) Prefira os sanduíches naturais aos oferecidos pelos fast-foods. 

21)) Atum e sardinha em conserva são ótimos para uma salada ou um sanduíche. Mas lembre-se: utilize a versão light, conservada em água, não em óleo.

22)) Prefira as carnes menos calóricas, como peixe, frango e cortes magros de carne bovina.

23)) Retire a pele do frango.

24)) Cuidado com os molhos à base de maionese para temperar saladas.

25)) Prefiras os picolés ao sorvete de massa.

26)) Sucos naturais são uma ótima pedida para se refrescar. 

27)) No verão, abuse da água de coco.

28)) Evite bebidas gaseificadas, mesmo as que não contêm calorias, como água e refrigerantes light.

29)) Durante a refeição, beba somente um copo pequeno (200 ml) de líquidos. Assim a digestão não ficará prejudicada.

30)) Um grama de álcool tem 9 calorias. Já um grama de carboidratos ou proteínas contém apenas 4 calorias: ou seja, aquele copinho de cerveja engorda bem mais do que um pedaço de pão. Portanto, evite as bebidas alcoólicas se o objetivo é emagrecer. 

31)) Se for a um barzinho, evite os petiscos fritos, amendoins e castanhas de caju.

32)) Não vá ao supermercado com fome. Isso somente fará com que não resista quando passar pela gôndola de doces e salgadinhos.

33)) Beba muita água, pelo menos, 2 litros por dia.

34)) Cuidado com o café. Beba, no máximo, 4 xícaras por dia.

35)) Inicie a refeição com um prato grande de saladas (folhas e legumes cozidos).

36)) Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte.

Faseolamina – A proteína do feijão branco que ajuda emagrecer

Padrão

O feijão branco, consumido por alguns, como salada ou como feijoada possui uma proteína chamada faseolamina, que de acordo com estudos recentes pode ajudar no processo de emagrecimento.

Faseolamina é uma glicoproteína que inibe a absorção do carboidrato (amido) encontrado em massas, batatas, arroz, pão, biscoitos, etc.

or este motivo ela pode te ajudar a emagrecer, mas isso só é possível pela ingestão da farinha deste grão.

 Você mesmo pode preparar em sua casa e fazer o teste. Nos estudos realizados houve uma redução de até 4% em 30 dias no peso dos que consumiram a farinha do feijão branco antes das refeições.

Para preparar separe 250g de feijão branco cru, lave bem e deixe secar no sol ou sobre o papel toalha, depois triture no liquidificador até formar uma farinha, se quiser pode passar também no processador, ficará bem fina, depois passe na peneira.

Meia hora antes das refeições (almoço e jantar) misture 1 colher de chá rasa desta farinha, em um pouco de água e beba. Não consuma mais do que 1g por dia, pois o excesso pode causar diarréia e não terá efeito. Vale a pena experimentar e acompanhar os resultados.

Além disso, procure incluir este grão cozido na sua alimentação, ele fornece nutrientes como: cálcio, ferro, potássio, magnésio e outros minerais, e vitaminas E, K, folato e fibras. Uma porção de 2 colheres de sopa tem aproximadamente 57kcal.